Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Túnis"

Da Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa
(Faça)
(Faça)
Linha 76: Linha 76:
  
 
==Faça==
 
==Faça==
* Ir às compras no souq da Medina.
+
* às compras no souq da Medina.
* Dar um passeio pela parte velha da cidade e pelos seus edifícios antigos, mesquitas, e portões.
+
* um passeio pela parte velha da cidade e pelos seus edifícios antigos, mesquitas, e portões.
 
* Veja uma ópera, um bailado ou outra produção no Teatro Municipal de Tunes.
 
* Veja uma ópera, um bailado ou outra produção no Teatro Municipal de Tunes.
* De um passeio pelo maior parque da capital, o Parque Belvedere, que inclui o Museu de Arte Moderna e o zoo municipal, com vistas para o Lago Tunes.
+
* um passeio pelo maior parque da capital, o Parque Belvedere, que inclui o Museu de Arte Moderna e o zoo municipal, com vistas para o Lago Tunes.
 +
* Dê um passeio na Avenida Habib Bourguiba. Esta avenida é para Tunes o que os Champs Elysées são para [[Paris]]; começa perto da medina, na frente da catedral, e vai até ao Lago Tunes, passando por uma das mais bonitas partes da cidade. Está ladeada por belos edifícios coloniais, cafés e hotéis.
 +
* Percorra os portões da medina - são alguns dos mais belos monumentos da cidade.
  
 
==Compre==
 
==Compre==

Revisão de 20h30min de 30 de junho de 2010

Catedral de São Vicente de Paulo.

Túnis ou Tunes é a capital da Tunísia. Apesar da sua localização na costa mediterrânica, Túnis é uma cidade com poucas praias; em compensação, a combinação dos seus monumentos históricos, do seu souq, e da modernidade da Ville Nouvelle fazem desta uma das mais fascinantes cidades tunísias.

Índice

Entenda

Situada na costa mediterrânica, Tunes é a capital da Tunísia e a sua maior cidade, com cerca de 1 200 000 de habitantes. As atracções turísticas da cidade são poucas, mas as ruínas de Cartago estão perto da cidade e o souq de Tunes é um dos mais agradáveis de áfrica.

Orientação

Túnis divide-se na cidade velha, ou medina e na cidade nova, ou ville nouvelle em francês.

Chegar

De avião

Aeroporto de Tunes-Cartago.

O Aeroporto Internacional de Tunes-Cartago (TUN), a 8 km do centro, é pequeno, mas tem tudo o que é necessário para uma chegada agradável. Pode fazer câmbio de dinheiro aqui a taxas razoáveis. A Tuninter, a companhia internacional da Tunis Air [1] (330 100; Avenida Habib Bourguiba, 48), voa desde Tunes até Jerba, Sfax e Tozeur; cada voo custa cerca de €65 (R$143).


Um táxi até ao centro da cidade - insista em que ligue o taxímetro - deve custar cerca de 3 dinares durante o dia e 5 durante a noite. Se quiser, pode apanhar um autocarro, que são frequentes durante o dia (mas não à noite).

Não vá aos taxistas que estão no ponto de táxi, porque à noite eles vão pedir 20 - 25 TD. Durante o dia, os condutores usam o taxímetro sem discussão, mas é provável que estes tenham sido adulterados e por isso apresentem valores mais altos. Se o valor do taxímetro passar dos 2 dinares antes do fim da estrada do aeroporto, é porque está a ser roubado e deve considerar sair do táxi (sem pagar) e apanhar outro táxi.

Uma ideia melhor é ir até à área de partida e apanhar o táxi de alguém que acabou de chegar. Isto aumenta as probabilidades de o condutor ser honesto e muitos locais fazem isto (principalmente os que trabalham no aeroporto).

De comboio/trem

A Estação Central de Tunes fica perto da Place de Barcelone. Os comboios são geralmente baratos e confortáveis, mas se quiser vir de primeira classe durante a época alta, é melhor reservar o seu lugar. Os comboios são operados pela SNCFT.

Existe comboios frequentes que ligam Tunes com as principais cidades do país. A principal rota é entre Tunes e Gabès, via Sousse, Sfax e Gafsa. É essencial comprar um bilhete antes de entrar no comboio, ou o preço pode duplicar. Existem vários comboios diários para cada rota, muitos destes com ar-condicionado e vagão-restaurante.

De barco

A SNCM [2] (Société Nationale Maritime Corse Méditerranée) opera ferries desde a França e a Itália até à Tunísia. As principais rotas são Marselha-Tunes (De 21 a 24 horas) e Génova-Tunes (De 21 a 24 horas).

O principal terminal de ferries em Tunes é em La Goulette, mas os ferries podem sair de outros portos.

De carro

Não é muito recomendável andar de carro na Tunísia, devido à má qualidade das estradas, ao mau sinalizamento das estradas, e devido ao desrespeito pelo código da estrada. Também é mais perigoso conduzir à noite, e fora das cidades e principais áreas turísticas.

Se quiser alugar um carro, o aeroporto está cheio de companhias de aluguer de carros. Em geral as companhias locais são mais baratas que as internacionais, mas os preços variam.

De ônibus/autocarro

A Tunísia tem mais de 70 linhas de autocarro, sendo Túnis ponto de partida ou chegada em muitas delas. Existem duas estações de autocarros na cidade: a Gare Bab el Fellah recebe autocarros vindos de destinos a sul da capital e a Gare Bab Saadoun recebe os autocarros vindos de destinos a norte da capital, incluindo Bizerte, Tabarka, Sousse, Hammamet e Nabeul. Os autocarros são operados pela SNTRI em ambas as estações.

Circule

Mapa do metro de Tunes (clique para ampliar).

De metro

Tunes está bem servida por um conveniente sistema de metropolitano (acima do chão) com cinco linhas operado pela Société des Transports de Tunis [3]. Todas as linhas passam pela estação da Place de la République/Place de Barcelone, no centro da cidade.

O preço dos bilhetes é razoável (viagens individuais custam 0,410 TD), e é uma óptima maneira de ver a cidade. O problema é que as paragens não estão muito bem marcadas, por isso pode acabar por passar por ela e não notar. Para além de cobrir uma grande parte da cidade, também cobre parte dos seus arredores, sendo uma boa opção se quiser ir até Cartago.

As linhas mais utéis são a 1 para a estação de autocarro a sul da cidade, a 2 para os consulados da Ave. de la Liberté, e a 3 e a 4 para a estação de autocarro a norte. A Linha 4 também para no Museu Bardo.

De táxi

Os táxis são uma boa opção para longas distâncias, no entanto tem que se assegurar que o condutor liga o taxímetro, para não ser roubado. Mesmo com o taxímetro ligado, alguns condutores adulteram os taxímetros para mostrar valores mais altos do que o que é suposto, por isso preste atenção. Apesar de tudo, são baratos e mais seguros.

De carro

Conduzir é uma opção muito comum, e portanto é uma má ideia. Em certas alturas do dia, todas as estradas de Tunes estão a abarrotar de carros, e os engarrafamentos são comuns. Para além disso muitas pessoas da cidade não respeitam o código da estrada, pelo que pode ser perigoso. É muito comum ver carros amolgados nas beiras da estrada. Se quiser alugar um carro, existem muitas lojas de aluguer de carros, principalmente no aeroporto, mas algumas obrigam a alugar um condutor também.

Veja

Mosaicos romanos no Museu Bardo.
Mesquita de Zitouna.
Bab el Bahr.
  • Museu Bardo (Le Musée National du Bardo), Le Bardo-2000 (Metro: Bardo - linha 4), 1 513-650 (fax: 1 513-842), [4]. Novembro-Abril: diariamente 9h30-16h30. Maio-Outubro diariamente 9h00-17h00. Ocupando um palácio otomano do século XII, pertencente ao antigo bey (governador), tem muito renome por causa da sua vasta colecção de mosaicos romanos, embora a (enorme) colecção cubra toda a história do país, desde a era pré-histórica até à era otomana. As exposições incluem artefactos provenientes de Cartago, Mahdia, Sousse, muitos do período romano, para além de exposições sobre a cultura árabe.
  • Dar Ben Abdallah (Musée du Patrimoine Traditionnel), Rue Sidi Kassem. Terça-Domingo 9h30-16h30. Um pequeno mas interessante museu num palácio do século XVIII na medina, expondo o estilo de vida de um comerciante rico na era otomana. As suas colecções incluem faiança, ornamentos em estuque, trajes e mobília.
  • Catedral de São Vicente de Paulo (Cathédrale Saint-Vincent-de-Paul), Avenue Habib Bourguiba. A Catedral de São Vicente de Paulo é a única catedral católica do país. Recebeu o seu nome de São Vicente de Paulo, um padre que foi vendido como escravo em Tunes, que depois de ser libertado se interessou em libertar escravos cristãos na área. A catedral é a sede da Arquidiocese de Tunes.
  • Mesquita de Zitouna (Jemaa ez-Zitouna), Rue Jemaa ez-Zeytouna. Todos os dias excepto seextas; 8h00-11h00. A maior mesquita da Tunísia e uma das mais visitadas e conhecidas atracções da cidade, esta mesquita aglábida data do século VIII, embora o seu distinto minarete só tenha sido construído mais tarde, no século XIX. É essencial vestir roupa discreta e modesta, mas os não-muçulmanos não podem entrar na mesquita, só no seu pátio. A mesquita está rodeada de souqs em três dos seus lados, que merecem ser explorados. Entrada no pátio: 3 dinares.
  • Bab el Bahr (Porte de France), Rue. Bab el Bahr significa "Portão para o Mar". Antes de os franceses chegarem no século XIX, era exactamente isso que era: nessa altura só havia campo aberto aí, até ao Lago de Tunes. Para os franceses, o Bab el-Bahr tornou-se um símbolo, um portão entre a parte oriental e a parte europeia de Tunes. Desde aí ganhou o se outro nome, "Porte de France".
  • Bab Saadoun, Rue Bab Sadoune. É outro portão da medina de Tunes. Construído em cerca de 1350 nos arredotes do subúrbio de Bab Souika, recebeu o seu nome do santo Sidi Bou Saadoun. Controlando as rotas para Béja, Bizerte e El Kef, originalmente só tinha um arco e foi substituído em 1881 por um portão com três arcos, que se adaptava melhor ao volume do trânsito.
  • Tourbet el-Bey, Rue Tourbet el-Bey. Um magnífico mausoléu do século XVIII, o maior em Tunes, onde mais de 160 príncipes, ministros e suas famílias estão enterrados. O sumptuoso interior está decorado com azulejos, másrmore e gesso esculpido. No mausoléu existe uma estrela de oito pontas que representa as portas do paraíso.
  • Parque Belvedere, Avenue Taieb Mehiri. Criado e desenhado pelos franceses, este outrora exclusivo parque com um lago, um pequeno zoo, um elegante pavilhão do século XVIII e um elegante café-terraço é actualmente um local popular entre os tunisinos que querem escapar ao calor do verão e ao barulho da cidade.

Faça

  • Vá às compras no souq da Medina.
  • Dê um passeio pela parte velha da cidade e pelos seus edifícios antigos, mesquitas, e portões.
  • Veja uma ópera, um bailado ou outra produção no Teatro Municipal de Tunes.
  • Dê um passeio pelo maior parque da capital, o Parque Belvedere, que inclui o Museu de Arte Moderna e o zoo municipal, com vistas para o Lago Tunes.
  • Dê um passeio na Avenida Habib Bourguiba. Esta avenida é para Tunes o que os Champs Elysées são para Paris; começa perto da medina, na frente da catedral, e vai até ao Lago Tunes, passando por uma das mais bonitas partes da cidade. Está ladeada por belos edifícios coloniais, cafés e hotéis.
  • Percorra os portões da medina - são alguns dos mais belos monumentos da cidade.

Compre

  • Tapeçaria
  • Artesanato

Coma

Beber e sair

Durma

Partir

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites