Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Santiago de Compostela

Da Wikitravel
Espanha : Galícia : Santiago de Compostela
Revisão das 13h26min de 30 de julho de 2011 por Tiagox2 (discussão | contribs)

Ir para: navegação, pesquisa
A Catedral de Santiago de Compostela ao pôr-do-sol.

Santiago de Compostela [1] é capital e uma das mais importantes cidades da Galiza (Espanha). A cidade é um dos principais centros de peregrinação cristãos do mundo, graças Túmulo de São Tiago, uma das relíquias mais sagradas do Cristianismo. Milhões de peregrinos percorrem todos os anos o Caminho de Santiago até esta cidade, e até à sua majestosa catedral, verdadeiro ex-libris da cidade.

Entenda

História

Santiago foi fundada pelos suevos em inícios do século V, após o colapso do Império Romano. Em 584, a cidade, juntamente com o resto do que é atualmente a Galiza e o norte de Portugal, foi incorporada por Leovigildo no Reino Visigótico. Invadida entre 711 e 739 pelos árabes, foi finalmente conquistada pelo Rei Visigodo das Astúrias em 754, cerca de 60 anos após a identificação do corpo como sendo o de São Tiago o Maior, e do reconhecimento como tal pelo Papa e por Carlos Magno, durante o reinado de Afonso II das Astúrias. O corpo foi encontrado na pequena vila vizinha de Iria Flavia, mas foi transportado para Santiago devido a razões políticas e religiosas. Desde esse momento, a povoação já não era uma cidade como as outras, mas uma Cidade Santa, e um dos principais pontos de peregrinação cristãos. No entanto, algumas pessoas acreditam que o corpo encontrado não era o do apóstolo Tiago e uma das mais famosas teorias é de que este corpo é o de Prisciliano. Mas muitos pensam que se trata do corpo de outra pessoa.

Santiago foi capturada pelos franceses durante a Guerra Napoleónica, e a sua captura baixou a moral das muitas guerrilhas espanholas que combatiam os exércitos dos Marechais Soult, Victor, Massena e do irmão de Napoleão, novo Rei de Espanha, José Bonaparte (chamado Pepe Botella pela resistência espanhola). Durante a guerra, foram feitas muitas tentativas de recuperar a cidade pelos guerrilheiros espanhóis, que acreditavam que São Tiago destruiria os franceses se expulsassem os franceses da cidade santa, que era a cidade de São Tiago. Durante a Guerra Civil Espanhola (1936-1939), Santiago foi controlada pelos fascistas desde o início, e dofreu uma brutal repressão durante os primeiros anos e na Ditadura em geral. Após a Transição Espanhola, quando a democracia foi restaurada, Santiago foi declarada capital da Galiza.

Santiago atualmente

Com uma população de cerca de 100 000 habitantes, é uma das mais importantes cidades galegas e a mais turística de todas, recebendo milhões de visitantes todos os anos, muitos atraidos pela história e tradição religiosa da cidade. Foi declarada Património Mundial da UNESCO por causa da sua Catedral e do seu Centro Histórico em 1985.

A Universidade de Santiago de Compostela (USC) é uma das mais antigas universidades espanholas e tem mais de 40 000 estudantes, tornando Santiago num dos centros universitários em Espanha, juntamente com Salamanca e Granada.

Clima

noframe

Veja o estado do tempo em Santiago de Compostela nos próximos dias: msn Meteorologia.

O clima de Santiago é típico da costa atlântica espanhola: invernos húmidos com chuva frequente que ocorre de Setembro a Junho. Os Verões são ligeiramente menos chuvosos que o resto da costa cantábrica.

As temperaturas permanecem amenas durante o ano inteiro, com uma média de 19ºC. Elas descem para 8ºC em Janeiro, o mês mais frio do ano.

Chegar

Mapa de Santiago de Compostela (clique para ampliar).

De autocarro

A Estación Central de Autobuses de Santiago, San Caetano, a nordeste do centro da cidade, é o terminal para destinos nacionais e internacionais. A Monbus [2] (tel: 902 292 900) opera serviços de autocarro de Madrid a algumas das principais cidades espanholas, bem como para Portugal e alguns outros destinos estrangeiros. Outra das principais companhias de autocarro é a Alsa [3] (tel: 902 422 242).

A Eurolines [4] opera viagens de autocarro internacionais de Londres a Santiago, com algumas escalas. A viagem dura cerca de 34 horas.

De avião

Aeroporto de Lavacolla.

O aeroporto mais próximo à cidade é o de Lavacolla [5] (ICAO: LEST, IATA: SCQ; tel.: 902 404 704), cerca de 11 km a norte da cidade (20 minutos de autocarro até ao centro da cidade). O aeroporto inclui lojas duty-free, um banco, uma casa de câmbio, restaurantes, cafés e escritórios de aluguer de carros (Hertz [6], Avis [7], Europcar [8] e Atesa [9]).

As seguintes companhias operam no aeroporto:

Os autocarros da Empresa Freire SL [17] (tel: (981) 588 111) vão desde o aeroporto até ao centro da cidade, desde madrugada até à noite (20 minutos; 3€). Táxis até ao centro de Santiago (cerca de 15 minutos) estão disponíveis 24 horas por dia e rondam os 19€.

De carro

Pode chegar a Santiago de Compostela de carro desde várias cidades em Portugal e Espanha. Uma alternativa comum é seguir o Caminho via Santander, indo paralelamente à costa norte do país. A AP-9 é a principal estrada norte-sul que atravessa a cidade. As estradas nacionais (N547 e N525), tem conexão com a A6/NVI, que está ligada a León (pela N120 e pela N630; 4 horas), Valladolid (pela E80/N620; 6 horas e 45 minutos) e, por fim, à capital, Madrid (6 horas).

Desde o Reino Unido existe um ferry até Bilbao ou Santander, o que diminui a distância, mas é (geralmente) mais caro e demora um pouco mais de tempo do que atravessar a França.

De comboio

Estação de comboios de Santiago de Compostela.

Os comboios espanhóis são relativamente pontuais, normalmente limpos e tem preços razoáveis. São operados pela RENFE [18] (tel.: 902 240 202).

A principal estação de comboios de Santiago situa-se no centro da cidade, na Rúa de Hórreo, perto da Avenida de Lugo, localizando-se a sul do centro histórico. Existem dois comboios por dia, um de noite e um de dia, de Madrid a Santiago. Existe também um comboio diário de/até à fronteira francesa em Irún/Hendaye, via Bilbao e San Sebastián.

Pode ir de Santiago a Londres de comboio via Paris em cerca de 26 horas. A primeira fase da viagem é realizada pela Eurostar [19]. Existem também alguns comboios até ao Porto ( Portugal) via Vigo e comboios frequentes até A Coruña.

A pé

A maneira mais tradicional de chegar à cidade é a caminhar os 780 km desde St. Jean Pied-de-Port (França), percorrendo o Caminho de Santiago. Algumas pessoas percorrem-o a cavalo ou de bicicleta. Para mais informações, veja a página sobre o Caminho.

Circule

Mapa da zona monumental e do centro histórico de Santiago de Compostela (clique para ampliar).

De autocarro

Os autocarros de Santiago são operados pela Tralusa [20]. São fiáveis e operam regularmente entre as 7h30 e as 22h30. Pode comprar bilhetes normais (0,90€ para adultos e 0,55€ para pessoas com menos de 18 anos) e bilhetes bonobus (para dez, vinte ou trinta viagens) no autocarro. A linha mais usada pelos viajantes é a 5, que vai do terminal de autocarros ao centro da cidade.

De carro

O centro histórico de Santiago é pequeno e compacto, e pode ser muito difícil encontrar um lugar para estacionar nas estreitas ruas, muitas das quais são só para peões. Existem parques de estacionamento na Praza de Galicia, na Rúa de Ramon Pineiro (perto do Parlamento da Galiza) e perto da esquadra da polícia na Avenida Rodrigo de Padron. Também estão disponíveis lugares de estacionamento pagos.

Os táxis municipais em Santiago são brancos com uma luz verde e pode facilembte conseguir um fazendo sinal na rua. Existem também muitos pontos de táxi na cidade. A Radio Taxi (tel: 981 569 292) funciona 24 horas por dia, e a Eurotaxi (tel: 981 535 154) tem veículos adaptados a deficientes.

De comboio

Uma das melhores e mais confortáveis maneiras de ver a cidade e aprender sobres os seus edifícios e a sua história é ir no pequeno comboio que o leva por várias zonas da cidade, mostrando-a de uma maneira única. O guia fala inglês e espanhol. Sai da Praza do Obradoiro e custa 5 € para adultos (3€ para crianças entre 4 e 12 anos). A viagem dura aproximadamente 45 minutos.

A pé

A maior parte das atrações de Santiago situam-se próximas umas das outras, pelo que pode ir a qualquer local a caminhar.

Veja

Centro Histórico

Praça do Obradoiro

Quilómetro 0 do Caminho de Santiago, no centro da Praça do Obradoiro.

A Praça do Obradoiro (galego: Praza do Obradoiro; espanhol: Plaza del Obradoiro) é o coração da cidade, recebendo o seu nome da oficina de pedreiros aqui estabelecida durante a construção da catedral (Obradoiro é a palavra galega para oficina). Este é o local ao qual milhares de peregrinos chegam todos os dias, e precisamente no centro da cidade situa-se o quilómetro 0 do Caminho de Santiago. Os edifícios que a rodeiam apresentam uma variedade de estilos artísticos. A este, a fachada barroca da Catedral, com o museu à sua direita e o Palácio de Gelmírez à esquerda. A oeste situa-se o Paço de Raxoi, que actualmente é ocupado pela câmara municipal. A norte, o Hospital dos Reis Católicos, um edifício plateresco cujo objectivo era albergar os peregrinos. A sul pode-se ver o Colégio de São Jerónimo, uma antiga residência de estudantes, onde agora se situa a reitoria da Universidade de Santiago de Compostela.

Cúpula da Catedral de Santiago de Compostela.
  • Catedral de Santiago de Compostela, Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela (no lado este da praça), 981 583 548, [21]. Diariamente, das 7h00 às 21h00. A gloriosa catedral de Santiago e a sua majestosa fachada barroca de granito é o ponto de chegada para peregrinos vindos de todo o mundo. As duas torres, projectadas pelo arquitecto local Fernando de Casas y Novoa, que as adaptou ao original plano românico da basílica, são hoje em dia o emblema da cidade. Dentro, pode-se ver o Pórtico da Gloria, uma obra prima da escultura românica que outrora abria para a praça, possuindo mais de 200 esculturas de granito galego, datadas de 1188. Procure as marcas dos dedos dos peregrinos que erodiram a rocha com o passar dos anos que, dando graças pelo fim da sua longa viagem, rezaram com os desdos de uma mão pressionados nas raízes da Árvore de Jessé, abaixo de São Tiago. Desde o pórtico, a grande nave estende-se até à chancela e ao monumental altar barroco, por baixo do qual estão as relíquias de São Tiago, num mausoléu romano. O cruzeiro da igreja contém o mecanismo de suspensão do botafumeiro. Grátis.
Sepulcro do Apóstolo Tiago.
  • Sepulcro do Apóstolo Tiago (espanhol: Sepulcro del Apóstol Santiago), (por baixo do altar-mor). Foram os discípulos Atanásio e o Teodoro que recolheram o corpo de São Tiago e levaram para Iria Flavia (a actual Padrón), na costa espanhola. Antes de ser transportado para Santiago, o corpo foi sepultado em segredo no bosque de Libredón. A arca de mármore com o corpo do apóstolo foi redescoberta em em 813, na sequência de umas escavações ordenadas pelo bispo iria Flavia. Assim, nesse bosque foi construída uma capela, em volta do qual se desenvolveu uma cidade, à qual chamaram Compostela. Em 899, Afonso III construíu uma basílica para substituir o rústico templo construído pelo seu antecessor. A actual catedral só começou a ser construída em 1075. Pode visitar o túmulo do apóstolo e abraçar a estátua que o representa. Em ano jacobeu, o acesso ao túmulo é feito pela Porta do Perdão (espanhol: Puerta del Perdón; galego: Porta do Perdón). Grátis.
Maquete do Pórtico da Glória no Museu da Catedral.
  • Museu da Catedral (espanhol: Museo de la Catedral; galego: Museo da Catedral), Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela (porta à direita da Fachada do Obradoiro), 981569327 (, fax: 981563366), [22]. 1 Out-31 Mai: Seg-Sáb 10h00-13h30 e 16h00-20h00; Dom 10h00-13h00. 1 Jun-30 Set: Seg-Sáb 10h00-14h00 e 16h00-20h00; Dom 10h00-14h00. A colecção do museu inclui importantes exposições de arqueologia, escultura, pintura, joalharia, tapeçarias, tapetes, vestes litúrgicas, cerâmica e mobília. Também possui uma biblioteca, onde pode ver volumes valiosíssimos, incluindo o Calixtinus Codex, o Liber Sancti Jacobi, o Los Tumbos e o La Historia Compostelana, bem como numerosos documentos de grande importância para a história da Galiza e da Igreja em Santiago. As exposições do museu estão dispostas em várias salas, com uma importante colecção de tapeçarias baseada cartoons por Ginés de Aguirre, Teniers, Rubens, Van Tulden, Bayeu e Goya. Uma das salas é dedicada ao próprio Goya, com doze tapeçarias da Real Fábrica de Santa Bárbara em Madrid. Duas delas são as únicas do seu tipo: "Crianças do Carrinho" e "A Fonte". Inclui parte do Palácio de Xelmírez (espanhol: Palacio de Gelmírez), casa do bispo, e a cripta do Pórtico da Glória. Bilhete normal: 5€. Grupos, idosos e estudantes: 3€/pessoa. Grátis no 18 de Maio (Dia Internacional dos Museus).
Claustro do Colégio de São Jerónimo.
  • Colégio de São Jerónimo (galego: Colexio de San Xerome; espanhol: Colegio de San Jerónimo; também era conhecido como Estudio Vello), Praza do Obradoiro, 1 (no lado sul da praça). É uma antiga residência para estudantes pobres do século XVII. Era conhecido como Estudio Vello, mandado construir perto do Mosteiro de San Martiño pelo Arcebispo Alonso III de Fonseca. Quando os monjes de San Martiño Pinario o compraram para ampliar o mosteiro, mandou-se construir uum novo edifício na Plaza do Obradoiro. Na entrada colocou-se a porta romano-gótica do antigo colégio. Na elaborada arquivolta estão esculpidos vários santos, no centro dos quais se encontra a Virgem Maria. Em cima da porta pode-se ver o escudo do fundador, Alonso III de Fonseca. Actualmente é a reitoria da Universidade de Santiago de Compostela.
  • Hospital dos Reis Católicos (espanhol: Hostal de Los Reyes Católicos; galego: Hostal dos Reis Católicos), Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela (no lado norte da Praza do Obradoiro). Originalmente construído como hospital pelos Reis Católicos em 1486, para cuidar dos peregrinos. Passados alguns anos, os Reis Católicos mandaram construir um grande albergue com o dinheiro que haviam ganhado com a conquista de Granada. Projectado por Enrique Egas, é de estilo plateresco, sendo, juntamente com a Puerta de Carlos V em Vivero, o único exemplo desde estilo na Galiza. No interior pode ver-se uma igreja, rodeada por quatro pátios, dois renascentistas e dois barrocos. Actualmente o Hostal é um Parador Nacional de Turismo (um grupo de hotéis de luxo espanhol), pelo que, se quiser visitar o interior, terá que pagar um quarto no hotel (se estiver interessado, veja a secção Durma).
O Paço de Raxoi.
  • Paço de Raxoi (galego: Pazo de Raxoi; espanhol: Palacio de Rajoy), Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela (no lado oeste da Praza de Obradoiro). Estando em frente da fachada principal da catedral, o Paço de Raxoi é um belo edifício neoclássico projectado em 1767 por Carlos Lemaur, por ordem do Arcebispo Bartolomeu Raxoi e Losada. A sua construcção foi objecto de grande oposição por parte do director do Hospital dos Reis Católicos, que alegava que este edifício privava o hospital de luz, ventilação e espaço para os doentes entrarem e saírem. A larga fachada suportada pela arcada e coroada por um relevo em mármore da Batalha de Clavijo, de Gambino y Ferrero, faz deste um dos mais elegantes edifícios da cidade. Originalmente, era usado como prisão e sede de ayuntamiento, para além de albergar os sacerdotes, os acólitos e as crianças do coro da catedral. Actualmente é a sede do Ayuntamiento de Santiago e da Presidência da Junta da Galiza. Não pode ser visitado por dentro, uma vez que é usado para fins administrativos, mas vale a pena passar pela Praza do Obradoiro para o ver.

Outras atracções

Fundação Eugenio Granell
  • Fundação Eugenio Granell (espanhol/galego: Fundación Eugenio Granell), Praza do Toural, Santiago de Compostela, 981 57 21 24 (, fax: 981 564 069), [23]. Out-Mai: Ter-Sab 11h00-14h00 e 16h00 21h00; Dom: 11h00-14h00. Jun-Set: Ter-Sab 11h00-21h00; Dom 11h00-14h00. A Fundação Eugenio Granell, fundada em 1995, tem como objetivo o estudo da obra de Granell, artista corunhês que passou a sua infância em Santiago, do surrealismo e das tendências artísticas relacionadas. Situa-se no Paço de Bendaña, edifício do século XVIII no centro da cidade. Para além de obras de Eugenio Granell, o espólio da fundação inclui também pintores surrealistas como Duchamp Miró e Césariny. Adultos: 2€; estudantes: 1€. Grátis para menores de 15 anos, maiores de 65 e ao Domingo.
  • Mercado de Abastos (galego: Praza de Abastos), Rúa da Virxe da Cerca, Santiago de Compostela, [24]. Todos os domingos. Uma das principais atracções da cidade, possivelmente a segunda maior, a seguir da catedral. Trata-se de um típico mercado galego e um dos maiores de Espanha. É o lugar perfeito para comprar vegetais, carne, ou marisco fresco, ou para observar a vida quotidiana dos compostelanos. Em finais do século XIX decidiu-se construir este mercado (apesar desta construcção só se tiver efectuado nos anos 40 do século XX), para concentrar a actividade mercante da cidade, que até aí se distribuía pelas praças da cidade, como a de Praterías e a de Cervantes.
Mosteiro de San Martiño Pinario (Praza de San Martiño).
  • Mosteiro de São Martiño Pinario (galego: Mosteiro de San Martiño Pinario; espanhol: Monasterio de San Martiño Pinario), Praza da Inmaculada, Santiago de Compostela (para visitar por dentro, dirija-se à vizinha Praza de San Martiño), 981 (, fax: 981 58 47 11), [25]. 1 Out-15 Jun: Todos os dias 11h00-13h30 e 16h00-18h30. 15 Jun-1 Jul: Todos os dias 11h00-13h30 e 16h00-19h00. 1 Jul-30 Set: 11h00-19h00. Foi fundado por um grupo de monges beneditinos para guardar o corpo do apóstolo Tiago e rezar. O nome Pignario vem dos pinheiros que existiam no lugar onde construíram a primeira capela. Quando a ordem ganhou importância, construiu-se uma igreja e mosteiro, em 1494. É um dos mais belos e importantes exemplos do barroco em Espanha. Para além do museu, o mosteiro é também um seminário, uma residência de estudantes e, ocasionalmente, um hotel. Adultos: 2,50€. Estudantes / reformados: 1,50€. Visitas guiadas possíveis se houver reserva telefónica.
  • Museu das Peregrinações (galego: Museo das Peregrinacións; espanhol: Museo de las Peregrinaciones), Rúa de San Miguel, 4, Santiago de Compostelo (os autocarros nº 6, 10, 11 e 15 levam-o ao museu), (0034) 981 581558 (fax: (0034) 981 581955), [26]. Ter-Sex 10h00-20h00, Sab 10h30-13h30 e 17h00-20h00, Dom 10h30-13h30. As colecções destacam a importância, para a cultura europeia e da América Latina, da peregrinação e da adoração de São Tiago. Normal: 2,40€. Possuidores de cartão jovem, cartão de estudante ou correspondentes internacionais: 1,20 €. Grátis para menores de 18 anos e maiores de 65.
Fonte dos Cabalos, Praza de Praterías.
  • Praça de Praterías (galego: Praza das Praterías; espanhol: Plaza de Platerías), Santiago de Compostela (desde a Praza do Obradoiro, caminhe sempre com a catedral à sua esquerda; a primeira praça a que chegar é a de Praterías). Apesar da fachada do Obradoiro ser a mais conhecida, a catedral tem várias outras fachadas, viradas para as suas respectivas prazas. Uma das mais conhecidas é a da pequena Praça de Praterías, conhecida também pela sua fonte, a Fonte dos Cabalos (La Fuente de los Caballos, em espanhol), com quatro esculturas de cavalos. O seu nome significa "praça dos prateiros" e, de facto, as suas arcadas estão repletas de ourives, que lhe dão um charme especial.
Praza da Quintana com a Catedral.
  • Praça da Quintana (galego: Praza da Quintana; espanhol: Plaza de la Quintana), Santiago de Compostela (desde o obradoiro, caminhe sempre com a catedral à sua esquerda; passará por duas praças: a primeira é a de Praterías e a segunda é a da Quintana). A famosa Praza da Quintana situa-se no lado este da catedral. Divide-se em duas zonas: Quintana de Mortos (a parte inferior, até às escadas) e Quintana de Vivos (depois das escadas, a parte superior). No passado servia de cemitério (Quintana de Mortos) e de mercado (Quintana de Vivos). Na parte inferior pode encontrar a Casa de la Canónica (residência do cónego) e, em frente desta, a Porta do Perdão, por onde se visita o túmulo do apóstolo em ano jacobeu. Na parte superior pode ver-se a bela Casa da Parra. Apesar de durante o dia ser um local particularmente animado (devido aos estudantes, que se reunem aqui), diz a lenda que, se visitar esta praça à meia-noite, poderá ver todos os mortos aqui enterrados.
  • Casa da Parra (espanhol: Casa de la Parra), Praza da Quintana (de Vivos), Santiago de Compostela (a casa que se situa mais à direita na Quintana de Vivos). Foi edificada no século XVII, obra de Domingo de Andrade. A sua fachada destaca-se pelas esculturas de frutos que a decoram, típicas do barroco naturalista. É também conhecida pela sua chamativa chaminé. Ocasionalmente realizam-se exposições aqui.
Praza da Quintana de Mortos, com o Mosteiro de San Paio de Antealtares à esquerda.
  • Mosteiro de São Paio de Antealtares (galego: Mosteiro de San Paio de Antealtares; espanhol: Monasterio de San Paio de Antealtares), Praza da Quintana, Santiago de Compostela. Situado em frente da Porta do Perdão encontra-se a longa fachada do Mosteiro de São Paio de Antealtares, mandado construir por Afonso II, para que os monges beneditinos cuidassem das relíquias, sendo convertido num convento feminino em 1499. Subindo as escadas até Quintana de Vivos encontra a entrada para a igreja do mosteiro, acima da qual se encontra a figura do santo-criança espanhol, São Paio, que viveu no séc. X. A sua garganta está cortada, aludindo ao seu martírio em Córdova. Não se esqueça de visitar o museu se arte sacra, que inclui o altar original sob o qual se encontravam as relíquias de São Tiago.

Fora do centro histórico

  • Centro Galego de Arte Contemporânea (CGAC) (espanhol: Centro Gallego de Arte Contemporáneo), Rúa Valle Inclán, Santiago de Compostela, 981 546619 (, fax: 981 546625), [27]. Inverno: Ter-Dom 11h00-20h00. Verão: Ter-Dom 12h00-21h00. O impressionante edifício do CGAC foi desenhado pelo português Álvaro da Siza Vieira. No interior pode ver, para além da coleção da Fundación Arco, obras de artistas galegos contemporâneos e várias exposições temporárias sobre as tendências artísticas da actualidade. Do terraço do museu tem-se uma das melhores vistas da parte histórica de Santiago. Grátis.
  • Colegiada de Santa María do Sar (galego: Colexiata de Santa María do Sar; espanhol: Colegiata de Santa María del Sar), Rúa do Patio de Madres (a sudeste do centro), 981 56 28 91. Seg-Sab 10h00 13h00 e 16h00-19h00. Cerca de 1 km a sul do centro da cidade ergue-se, na rua do Patio de Madres, a romanesca Colegiada de Santa María do Sar. Parte do belo claustro pode ainda ser observado e existe um pequeno museu, principalmente de escultura romanesca. 1€.
Museo do Pobo Galego.
  • Museu do Povo Galego (galego: Museo do Pobo Galego; espanhol: Museo del Pueblo Gallego), Mosteiro de San Domingos de Bonaval, Rúa San Domingos de Bonaval, Santiago de Compostela, 981 583620 (, fax: 981 554840), [28]. Ter-Dom. O antigo Mosteiro de São Domingos de Bonaval, situado fora das muralhas do centro histórico da cidade, ao lado da estrada que os peregrinos usavam para entrar em Santiago, alberga actualmente o Museu do Povo Galego, que expõe as mais representativas expressões da cultura galega. Expões aspetos da vida costeira, os trabalhos tradicionais, costumes e arquitetura tradicionais. Também tem exposições de arqueologia, pintura e escultura galega. Existem também várias exposições temporárias com diversos temas. É também o local onde se enterraram muitas figuras galegas importantes. Grátis.

Faça

Atividades

O ritual do Botafumeiro.
  • Botafumeiro, Catedral de Santiago de Compostela, Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela. O botafomeiro é um incensário, famoso por ser um dos maiores do mundo, que é utilizado em missas na catedral. O ritual é uma das principais atrações da catedral de Santiago e, reza a tradição surgiu na Idade Média, quando os peregrinos chegavam a catedral com poucas condições de higiene. Para disfarçar o cheiro foi criado o ritual. O ritual do botafumeiro ocorre todos os dias na missa das 12h00.
  • Percorrer o Caminho de Santiago. Muitas pessoas chegam à cidade através do Caminho de Santiago, um conjunto de rotas de peregrinação com mais de 1000 anos. O Caminho francês é o mais conhecido e mais usado, mas existem vários outros caminhos, como o português e o inglês. Para mais informações consulte este artigo.

Visitas guiadas

  • A pé (em inglês), 902 190 160 (), [29]. Existem visitas guiadas de duas horas em inglês, passando pelos principais monumentos da cidade. A visita passa passa pelas Prazas de Praterías e do Obradoiro, pelas casas do Deán e do Cabido, pela Plazas de Acibechería e da Inmaculada, pela Casa da Troia e pela Plaza da Quintana, terminando com uma visita ao interior da catedral. Começa na Praza de Praterías. Adultos: 13€; Menores de 12 anos: Grátis.
  • Artesanatos tradicionais (Oficios tradicionales), 902 190 160 (), [31]. A visita sai do Centro de Turismo de Santiago (Oficina Central de Turismo de Santiago), no nº 63 da Rúa do Vilar e demora duas horas. A visita expõe as artes e artesanatos típicos da cidade e da Galiza: o trabalho do couro, da prataria, do azeviche, ... Entre as paragens da visita encontram-se a Joyería Malde, uma loja, aberta desde 1933, onde se trabalha a prata da madeira tradicional, a oficina/loja A Mouga, que se especializa na elaboração de trajes galegos, no desenho e na reprodução de modelos antigos, a oficina/loja Media Lúa, que vende peças em couro feitas à mão, com técnicas tradicionais e a Joyería Ricardo, que mostra a realização dos objetos religiosos e amuletos de azeviche que vende. 10€.
  • Rota da Universidade. A visita demora hora e meia, começa no Colégio de São Jerónimo e está também disponível em português. Trata-se de uma rota guiada pelos espaços universitários mais importantes do centro histórico de Santiago. A visita permite que descubra a história da universidade desde a sua fundação até à atualidade. Os edifícios visitados são alguns dos mais emblemáticos do centro histórico. 7€ por pessoa por dia.
Um autocarro à beira do CGAC.
  • Rota de Arquitetura Contemporânea, 902 190 160 (), [32]. Alguns dos melhores arquitetos do mundo, como Siza, Eisenman e Kleihues, tem obras em Santiago de Compostela. Com esta visita passará por algumas das jóias da arte contemporânea compostelana, como o CGAC, a Avenida Xoán XXIII e a Faculdade de Ciências e de Comunicação. A visita dura duas horas e meia e começa na entrada do CGAC. Adultos: 10 €. Crianças dos 6 aos 12 anos: 5€. Menores de 5 anos: grátis..
  • Santiago Mágico, 902 190 160 (), [33]. A visita demora duas horas e meia e inclui degustação de licor de ervas e de Tarta de Santiago. O guia leva-o pelas ruas estreitas e sinuosas do centro histórico e pelo surpreendente Parque de San Domingos de Bonaval, com pegadas dos frades que o habitaram. Começa no Lar das Meigas (Rúa do Vilar, 47). 15€.
  • Tour Gastronómico, 902 190 160 (), [34]. Santiago, como capital de Galicia, exemplifica toda a riqueza gastronómica da cozinha galega. O tour gastronómico é uma visita guiada pelos restaurantes tradicionais e passa pelo muito autêntico e popular Mercado de Abastos, que é também o segundo local mais visitado da cidade, depois da Catedral. Graças às explicações do guia, participantes conhecerão a fundo a gastronomia galega, assim como os métodos de cozinhar mais típicos. A visita inclui degustação de vários produtos. A visita dura aproximadamente duas horas e parte do posto de turismo de Santiago (Rúa do Vilar, 63). Adultos:15€ Crianças entre 6 e 12 anos: 7,50€. Menores de 5 anos: Grátis..
A Praza do Obradoiro à noite, com a catedral e o Colégio de São Jerónimo.
  • Tour Nocturno, 902 190 160 (), [35]. A visita demora aproximadamente duas horas e leva-o a descobrir as principais atrações de Santiago à noite, com a cidade iluminada, e as zonas mais animadas da vida noturna compostelana. A visita inclui degustação da popular "queimada" num bar. Adultos: 12 €. Crianças dos 6 aos 12 anos: 6€. Menores de 5 anos: grátis..
  • Visita ao centro histórico, 902 190 160 (), [36]. Uma visita guiada ao centro histórico da cidade. Passa pelos mesmos pontos que a visita em inglês e começa também na Praza de Praterías. Adultos: 10€; Menores de 12 anos: Grátis.
  • Visita aos conventos, 902 190 160 (), [37]. De entre o extenso património da cidade, destacam-se os conventos de clausura. Esta visita permite conhecer a história destes locais, o património e como era a vida nestes mosteiros, visitando os conventos de Transito da Mercé, de Bonaval, de Belvís e o de Santa Clara. O grupo reune-se cinco minutos antes da visita no posto de turismo de Santiago (Rúa do Vilar, 63) e a visita demora 2h30. Adultos: 10 €. Crianças dos 6 aos 12 anos: 5€. Menores de 5 anos: grátis..
  • Visita às igrejas, 902 190 160 (), [38]. Santiago possui umas espantosas 30 igrejas históricas. Estas forão levantadas ao largo dos séculos pelo próprio arcebispado, ou por uma das muitas ordens religiosas presentes na cidade, mas também como mostra da devoção das confrarias e dos compostelanos mais abastados. Dura aproximadamente duas horas e realiza-se às quartas. Adultos: 10 €. Crianças dos 6 aos 12 anos: 5€. Menores de 5 anos: grátis..
  • De avião, 902 190 160 (), [39]. Se quiser ter outra perspetiva da cidade, alugar um avião é uma boa ideia. Existem várias rtas disponíveis, que lhe permitem ver não só a cidade mas também a costa e outras cidades galegas. Dependendo na rota escolhida, os preços variam entre 195 e 1200 €..

Eventos

Fuego del Apóstol.
  • Festival de São Tiago, Catedral de Santiago, Santiago de Compostela. 25 de Julho de 2011. São Tiago, o padroeiro de Santiago, é festejado num festival em Julho que culmina no chamado "Fuego del Apóstol". Embora o Festival seja só no dia 25, um programa de exposições, peças de teatro, espetáculos de rua e concertos começa cerca de 10 dias antes. Ao meio-dia, tocam os sinos para anunciar a celebração que ocorrerá à noite -na Praza do Obradoiro ocorrerá um espetcaular espetáculo de fogo-de-artifício, com danças regionais e música de gaita-de-foles, conhecido mundialmente e chamado "Fuego del Apóstol". Durante a missa na catedral, o famoso incensário (o botafumeiro) balança como um pêndulo gigante, enchendo a nave da catedral de fumo.
  • Semana Santa, Santiago de Compostela. Em Santiago vive-se a Semana Santa com procissões, exposições, concertos e liturgias, pelo que a Semana da Paixão dura mais do que uma semana. Como em cidades como Sevilha, algumas das imagens usadas na procissão em Santiago são bens de valor inestimável, que dão significado ao evento. Entre as procissões da Semana Santa compostelana destacam-se a procissão de Nuestro Padre Jesus Flagelado, também conhecida popularmente como Caladiños Descalzos, que ocorre na Quinta-feira Santa e sai da Igreja de Santo Agostiño e o Cristo da Misericórdia ou Cristo dos Estudantes, que faz a sua saída processional à Quarta-feira Santa.

Aprenda

Campus Sul da Universidade de Santiago.
  • Universidade de Santiago de Compostela, Praza do Obradoiro, Santiago de Compostela, 34 881 811 000, [40]. Fundada em 1495, é uma das universidades mais antigas do mundo. Possui três campi: o Campus Norte e o Campus Sul em Santiago e o Campus de Lugo. As suas 19 faculdades oferecem uma grande variedade de cursos, incluindo as faculdades de biologia, química, medicina, geografia e história, direito, etc.
  • Aprender espanhol (Academia Iria Flavia) (no centro, a dois minutos de caminhada do centro histórico), Rúa Pérez Constanti, 18, Santiago de Compostela, [41]. Com 6 salas de aula e uma área de internet. Pode escolher entre um curso intensivo (20 aulas por semana), um curso intensivo plus (25 aulas por semana) ou aulas privadas, se tiver pouco tempo. Pode também escolher misturar as aulas privadas com um tipo de curso intensivo. Todas as semanas a escola organiza atividades para complementar o conhecimento adquirido, como visitas a monumentos. Curso intensivo: 266€ por 2 semanas, 399€ por 3 semanas, 532€ por 4 semanas, 124€ por cada semana extra. Curso intensivo plus: 200€ por 1 semana, 361€ por 2 semanas, 542€ por 3 semanas, 722€ por 4 semanas, 171€ por cada semana extra. 30€ por aula privada..

Trabalhe

Compre

Zona Nova

Se quiser comprar roupas, vá à Zona Nova e visite as muitas lojas deste bairro. Pode encontrar lojas da Zara, da Bershka, da Pepe Jeans, entre outras marcas famosas. Uma das mais originais marcas disponíveis é a Rei Zentolo, na Rúa Santiago de Chile, uma marca galega com T-shirts originais e muito engraçadas, bem como outras peças de roupa. Nesta zona existem também dois centros comerciais:

Área Central.
  • Área Central, Rúa de Berlín, Santiago de Compostela (no bairro de Fontiñas - pode chegar aqui com o autocarro nº 11 desde o Centro da Cidade), [42]. Aberto todos os dias. Tem mais de 160 lojas, na maior parte de roupa, restaurantes de comida rápida e um grande supermercado. Para além do centro comercial inclui também um hotel.
  • Hipercor, Rua do Restollal, 50, Santiago de Compostela, [43]. Uma típica loja de departamentos, com roupa, bijuteria, objetos de decoração, alimentos, etc.

Zona Antiga

A cidade é, ainda hoje, um centro de peregrinação muito importante. Pode encontrar todos os tipos de lembranças relacionadas com o caminho: cajados, as conchas caraterísticas do caminho, as garrafas de água tradicionais. Pode comprar doces típicos em muitas lojas da Zona Vella (centro histórico). No centro histórico abundam as lojas de joalharia, onde pode comprar várias jóias feitas de prata e e azeviche, muitas delas de inspiração céltica. Aqui pode também encontrar lojas de azulejos, de rendas, de tamancos, entre outro artesanato tradicional.

Os mercados são um excelente local para explorar os deliciosos produtos galegos e as artes tradicionais. As pulpeiras (vendedoras de polvo) são comuns nestes mercados, como são os vendedores de licor e de vinho. O maior, mais visitado e mais famoso é, sem dúvida, a Praza de Abastos. Para mais informações sobre este mercado veja a seção Veja#Outras atracções.

Coma

Pulpo a la Gallega.

Gastronomia

A Galiza possui vários pratos tradicionais, sendo o Pulpo a la Gallega, ou Polvo à galega, o mais conhecido. Trata-se de um prato de polvo temperado com generosas doses de azeite, sal e pimenta. Também conhecido é o Cocido Gallego - um prato com uma pata dianteira de porco e nabos -, as empanadas - que possuem recheios diversos, mas que são sempre temperadas com açafrão, tomate e cebola -, para além de vários tipos de marisco (lagostas, amêijoas, ostras, etc.) e de peixe (linguado, pescada, rodovalho, etc.). Quanto a sobremesas, a mais famosa é sem dúvida a Tarta de Santiago - uma tarte de amêndoa polvilhada com açúcar -, mas os queijos locais devem também ser provados.

Restaurantes



Restaurantes

O Wikitravel classifica os restaurantes neste artigo usando o preço médio de uma refeição para duas pessoas (ou o seu equivalente em tapas):

  • Económico: menos de 50€
  • Médio: 50€-100€
  • Esbanje: mais de 100€

Económico

  • Cre-Cottê, Praza da Quintana 1, Santiago de Compostela, 981 577 643, [44]. Situado na Casa da Conga, este restaurante acolhedor situa-se num edifício centenário na Praza da Quintana, com belas vistas do centro histórico. A especialidade são os crepes, mas estão disponíveis outros pratos, como saladas, kebabs, pratos de queijo ou fiambre e pratos de carne ou peixe. Existe um menu do dia barato.
  • Marte, Avenida de Rodrigo de Padrón 11, Santiago de Compostela, 981 584 905. Este restaurante do centro da cidade serve deliciosa cozinha caseira, incluindo vários pratos baratos de peixe e marisco.
  • O Beiro, Rua Raíña 3, Santiago de Compostela (a 30 metros da catedral), 981 581 370, [45]. Repleta de vinhos de toda a península. esta alegre vinoteca situa-se no centro da cidade, muito perto da catedral. Vá ao bar nas traseiras, e experimente uma das centenas de garrafas em oferta. Acompanhe-a com tapas de queijo local grátis.
  • Ó Dezasseis, Rúa de San Pedro, 16, Santiago de Compostela, 981 56 48 80. Tetos de madeira e paredes de pedra dão a esta popular adega um convidativo aspeto rústico. Algumas das especialidades da casa são a caldeirada de rape y rodaballo (caldeirada de pregado e tamboril) e o lacón con grelos (presunto com grelos).
  • O Rei do Bocadillo, Rúa Rosalia de Castro 23, Santiago de Compostela (perto da Alameda), 981 590 538, [46]. O nome do restaurante significa "Rei das Sanduíches", e aqui pode escolher de entre centenas de sandes. Pode comer dentro do restaurante, se quiser.

Médio

  • A Curtidoría, Rúa da Conga 2-3, Santiago de Compostela, 981 554 342. Fechada Domingos ao jantar. Um dos favoritos dos locais, este restaurante tem vista para quatro ruas desde as suas salas de jantar e especializa-se em pratos de peixe, carne e arroz, como os pimentos recheados de caranguejo, o pregado grelhado com vegetais ou o entrecosto com molho de cogumelos selvagens. Oferece alguns pratos vegetarianos e um menu para celíacos, bbem como um saboroso menú del día (€12), disponível Segundas e Quartas à noite.
  • Don Gaifeiros, Rúa Nova 23, Santiago de Compostela (a seguir à Iglesia de Santa María Salomé), 981 583 894. Um restaurante popular tanto entre turistas como entre locais, situado muito perto da catedral. A comida é feita a partir de ingredientes de primeira qualidade, e o peixe e o marisco são abundantes no menu, mbora também hajam alguns tentadores pratos de carne. As sobremesas são também deliciosas.
  • El Pasaje, Rua do Franco, 54, Santiago de Compostela, 981 557 081, [47]. A principal rua pedestre, a Rúa Franco, está cheia de restaurantes de marisco, mas a maior parte deles não presta muita atenção à qualidade da cozinha; mas não neste restaurante, onde o marisco e o peixe são de excelente qualidade. Destacam-se as cigalas (lagostas), vieiras e o peixe no forno.
  • Vilas, Rúa Rosalía de Castro 88, Santiago de Compostela, 981 591 000. A boa decoração, a excelente comida e o serviço amigável tornaram o Vilas num dos restaurantes preferidos dos locais. A especialidade é o marisco e os crustáceos. As reservas são recomendadas.

Esbanje

  • Casa Marcelo, Rúa Hortas 1, Santiago de Compostela (abaixo da Praza do Obradoiro), 981 558 580, [48]. Marcelo Tejedor, o chef e dono deste restaurante de estrela Michelin é considerado a nova geração da cozinha galega. Na Casa Marcelo não existe menu, e a única opção é o menu, que muda todos os dias. Marcelo é o chefe dos Nove, um grupo de cozinheiros galegos que estão a tentar renovar a gastronomia galega, centrando a arenção nos produtos em vez de em novas técnicas.

Beber e sair

Uma das bebidas mais populares da região é o vinho Albariño, ou Alvarinho, um vinho branco produzido na Galiza e no norte de Portugal. Outras bebidas incluem o Licor de Café, também muito popular, e o Orujo, também chamado Aguardiente ou Caña, servido em pequenos copos (chupitos) ou com café. Existem três variedades: Orujo Blanco, que é uma espécie de Brandy, Orujo de hierbas, geralmente servido frio, e com diferentes sabores dependendo do tipo, e o Tostado, que resulta de misturar as uvas com nozes e outras frutas.

Durma

Hostal dos Reis Catolicos (Parador de Santiago de Compostela).
  • Parador de Santiago de Compostela (Hostal dos Reis Católicos), Praza do Obradoiro, 1, Santiago de Compostela, 00 34 981582200 (, fax: 00 34 981563094), [49]. Combinando história e tradição, o Hostal dos Reis Católicos é um dos principais emblemas da cidade. Considerado o hotel mais antigo do mundo, é também um dos mais luxuosos e belos. Tem quatro maravilhosos claustros, elegantes salas públicas, espectaculares quartos de dormir e um luxuoso restaurante, oferecendo peixe e carne galega, bem como a clássica filloa de manzana (tarte de maçã) e o crème brulee. Quarto duplo (adaptado para deficientes): 280€.

Mantenha contato

Segurança

Saúde

Cotidiano

Partir

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites