Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Santa Cruz de la Sierra

Da Wikitravel
América : América do Sul : Bolívia : Planícies Tropicais : Santa Cruz : Santa Cruz de la Sierra
Revisão das 13h09min de 15 de dezembro de 2012 por 177.0.106.252 (discussão)

Ir para: navegação, pesquisa

Santa Cruz de la Sierra é a segunda maior cidade da Bolívia. É a capital do departamento de Santa Cruz, com 1,4 milhão de habitantes, e fica às margens do Rio Piray.

Entenda

Santa Cruz de la Sierra é a capital do departamento de Santa Cruz. É considerada a cidade mais industrializada e desenvolvida da Bolivia, foi fundada em 1561. Santa Cruz é não só a mais populosa cidade da Bolívia mas também o departamento de Santa Cruz é o mais rico do país, respondendo por mais de 30% do PIB boliviano.

Santa Cruz também lidera um movimento que visa dividir o país em regiões politicamente autônomas - cada uma delas com sua própria produção, tributação e legislação, mantendo apenas um pequeno nível de coordenação com o governo nacional, à semelhança das províncias autônomas espanholas.

O movimento vai de encontro aos propósitos de Evo Morales de manter o poder centralizado. Outros departamentos que aderiram ao movimento são Tarija, Beni e Pando, regiões interessadas na separação por razões econômicas, especificamente ligadas à exploração do gás boliviano.

O clima predominante é Quente e subtropical, a temperatura media é de 24,6 °C. A umidade relativa media é de 68%. Os meses de maior precipitação são Janeiro e Fevereiro. O clima chega a ser muito parecido com o do Brasil.Sua vegetação é Amazônica.

Chegar

De avião

  • No aeroporto de Santa Cruz é preciso pagar uma taxa governamental de 25 dólares na hora do embarque de volta. Essa taxa não é de embarque, que já esta inclusa na passagem; é outra, cobrada para deixar o país. Reserve esse valor para a hora que for voltar.

De comboio/trem

  • De Quijarro/Puerto Suarez, a 640 km, na fronteira com o Brasil, próximo à Corumbá (no estado do Mato Grosso do Sul), pelo Trem da Morte. Há três linhas fazendo o percurso:
    • Expreso Oriental (Pulmann, 127 Bs.), saindo de Quijarro às 16h30 de 3ª, 5ª e domingo e chegando às 8h40 do dia seguinte.
    • Tren Rápido (Regional) (Pulmann, 115 Bs., primeira, 52 Bs., e segunda, 35 Bs., apenas até Rivero Torrez), saindo às 12h45 de 2ª a sábado, chegando às 9h25 do dia seguinte.
    • Ferrobus (Leito, 257 Bs., e semi-leito, 222 Bs.), saindo às 19h de 2ª, 4ª e 6ª, chegando em Santa Cruz às 8h50 do dia seguinte.
  • De Yacuíba, a 533 km, na fronteira com a Argentina, próximo a Tartagal (na província de Salta), com duas linhas fazendo o percurso:
    • Tren mixto (Pulmann, 101 Bs., primeira, 47 Bs., e segunda, 37 Bs.), saindo às 17h de 3ªs e 5ªs, chegando em Santa Cruz às 9h40 do dia seguinte.
    • Ferrobus del Sur (Leito, 135 Bs., e semi-leito, 120 Bs.), saindo às 18h de 2ªs e 6ªs, chegando em Santa Cruz às 4h55 do dia seguinte.

De autocarro/ônibus

  • De Cochabamba, diariamente, com duração de 10h e tarifa máxima de 100Bs.
  • De La Paz, diariamente, 17h e 200Bs. em média.
  • De Trinidad, 11h, 60Bs.
  • De Potosí, 5h, 60Bs.

De carro

Corumbá (Mato Grosso do Sul - BR)faz fronteira com a bolivia na cidade de Puerto Suaréz, de lá até Santa Cruz de la Sierra de carro sao aproximadamente 650km, sendo que nesse trecho a estrada é nova e toda pavimentada. Deve haver preocupação , pois tem ocorrido alguns assaltos a carros. A gasolina na bolivia é de boa qualidade e de valor muito baixo, em 2008 o litro equivalia a 0,99 centavos de real, hoje em dia esta equivalente a R$1,10.

Circular

De Taxi e Micro-Onibus De Taxi, é a maneira mais recomendada para os turistas, naoexiste taximetro nos carros, por isso o valor da corrida tem que ser acertado antes de entrar no taxi, o preço varia de 20 a 30 bolivianos dentro da cidade. O valor mais comum das corridas dentro da cidade é entre 20Bs e 25Bs, se o taxista quiser cobrar mais é só negociar e caso nao adiante pegue outro taxi, Santa Cruz tem milhares deles, escolha sempre os mais novos. Tenha o cuidado de pegar de preferencia taxis que pertencem às chamadas Radio-movil, esses são mais seguros e confiáveis. Procure saber a média dos preços no hotel onde vc esta hospedado.

Os Micro-onibus ou micro como sao chamados sao mais baratos, mas nao sao confortaveis, muitas vezes estao cheios e pelo tamanho e altura a pessoa tem que ficar em pé e curvada durante toda a viagem. O preço atual(2012) é de 1.80 bolivianos. Dizendo que é "estudiante" o preço é 1 boliviano.

Veja

  • Catedral Metropolitana, com destaque para as abóbodas de madeira com pinturas, e Museu de Arte Sacra
  • Igreja de San Andrés
  • Igreja de San Roque
  • Parque El Arenal, e seu Museu Etnográfico, situados na Isla de los Murales. O museu conta com uma coleção de artesanato utilitário e decorativo de etnias indígenas.
  • Museu de História Natural Noel Kempff Mercado, com coleção de botânica e zoologia, e destaque para os fósseis de dinossauros.
  • Parque Zoológico de Fauna Sulamericana
  • Samaipata[1], também chamada de El Fuerte, é um conjunto de entalhes em rocha, de origem pré-incaica, com mais de 200m de comprimento por 60m de largura, e ainda indecifrada. Na região há ainda várias cavernas pintadas e uma depressão conhecida por El Hueco, cuja função ainda não foi compreendida pelos arqueólogos. O local é tombado Patrimônio Cultural da Humanidade, pela UNESCO.
  • Santuario de Cotoca, a 20 km da cidade, recebe peregrinações anuais em homenagem à Virgem de Cotoca
  • Valle Grande, povoado cujas construções são testemunhos da influência ibérica.
  • Espejillos, cataratas a 40 km da cidade.
  • Porongo, a 18 km da cidade, às margens do rio Piraí, é um povoado que conserva as características originais da região de Santa Cruz.
  • Dunas do Palmar (ou Lomas de arena), a 16 km ao sul da cidade, as dunas têm, em sua base, lagunas de água cristalina.

Valem a pena também ver em frente a praça 24 de setembro a Casa da Cultura e o Palácio do Governo.

Compre

Existem várias lojas de artesanato ao redor da praça 24 de setembro. E também existe o corredor do artesanato (artesania) que é bem legal com vários de artesanato local. Outro local interessante para compras é o Mercado del Bario Lindo, local onde os cruceños compram desde roupas e alimentos até móveis. preço médio de táxi desde o centro da cidade é de 20 a 30 bolivianos.

Coma

  • La Casa del Camba (típico), avda. Cristóbal de Mendoza, tel. (591-3) 342-7864
  • Cabanas do rio Piraí, próximo ao centro, é um conjunto de construções nativas e rústicas, onde funcionam vários restaurantes pequenos de culinária local.
  • Pollos Chris, existem vários na cidade inteira, um dos melhores fica perto do Palacio de la Justicia. servem os famosos pollos con papas (frango e batata), mas definitivamente é o melhor desse estilo na cidade.
  • Heladeria Kivon , é uma das melhores sorveterias da cidade, voce pode pedir sorvetes em taças, por bola, e alguns pratos salgados. fica perto da praça 24 de septiembre.
  • Fridolin, Doceria fina, preços bem acima do normal para os bolivianos, 99% da frequência é de estrangeiros. próximo a 24 de Septiembre.
  • Los Lomitos, Restaurante no primeiro anel, quase em frente ao Supermercado Fidalga do avião pirata, que servem os famosos lomitos argentinos.

Beba e saia

  • A avenida Busch é a mais animada e fica próxima ao centro.
  • Equipetrol, na Avenida San Martin, é o melhor lugar pra sair. Ai estão as melhores discotecas e bares, e melhor, é bem perto do centro.
  • Mais Brasil, uma discoteca feita para brasileiros; fica na avenida San Martin, ao lado de Colegio Aleman
  • Dumbo, é o McDonald´s Boliviano, com espírito andino. Não deixe de provar a magnífica taça de sorvete!
  • Plaza Blacutt, muito movimentada durante a noite, com muitos bares restaurantes quiosques. fica proximo ao estadio Ramon Tahuichi Aguillera.


Próximo à Praça 24 de setembro existe vários restaurantes. Existem para todos os bolsos, e gostos.

Se estiver com saudades de uma comidinha brasileira, procure o Rincon Brasilero na Calle Libertad. É o melhor restaurante brasileiro em Santa Cruz, no entanto os preços são um pouco elevados, se comparados á outros restaurantes. E a noite nada como uma autentica pizza brasileira com borda de queijo catupiry na PIzzaria BRASIL, que fica na Av. El Trompillo, 1121, al frente de migracão. Eu comi la e é realmente muito bom!

Se algum dia lhe for oferecida a folha de coca para mascar, lembre-se que a folha para eles é sagrada, portanto não desmereça, e pegue SEMPRE com as 2 maos juntas. É raro lhe oferecerem em Sta Cruz, pois os Cambas, como são chamados os cruceños, nao tem essa ligacao tao forte com os incas quanto os Collas, que são o povo proveniente da parte alta da Bolivia. Cambas e Collas, são apelidos para designar quem é da parte baixa e quem é da parte alta. por algum motivo os collas se sentem ofendidos se chamados assim.

Durma

Econômico

  • Sirari, Los Claveles 497, Sirari, tel. (591-3) 342-0739

Médio

  • Tropical Inn, España 351, tel. (591-3) 334-6666
  • Libertador Simón Bolivar, Buenos Aires 119, tel. (591-3) 335-1235
  • Jodanga Backpcker Hostel Santa Cruz, Calle Fuerte 1380, tel. (591-3) 339 65 42, [2].
  • Las Américas Hotel, Calle 21 de mayo esq. Seoane, tel. (00591-3) 3368778, [http:\\www.lasamericas-hotel.com]

Esbanje

  • Camino Real, Equipetrol Norte com 4º Anillo, tel. (591-3) 342-3535
  • Gran Hotel Santa Cruz, René Moreno 269, tel. (591-3) 334-8811

Segurança

Santa Cruz é uma metrópole como as outras do resto do mundo, por isso a violência também existe, mesmo assim é muito menor que nas grandes cidades brasileiras. Recomenda-se não usar jóias e bolsas fáceis de ser roubadas e não andar por ruas escuras e vazias. Os pontos turísticos são bem seguros e tranquilos.

Saúde

Cotidiano

Os cruceños são o povo mais parecido com os brasileiros em termos de hospitalidade, mesmo assim sao considerados secos pelos brasileiros. É um povo que gosta de se divertir e os jovens adoram sair para boates e bares em busca de diversão. Por isso, o grande número de locais desse tipo na região. O horário comercial é das 9h às 12h e das 15h às 20h. De meio dia a 3 da tarde algumas lojas permanecem abertas, mas nao estranhe se você chegar em uma loja nessa horário e o vendedor não quiser atender; pela cultura espanhola a hora de descanso (siesta) é sagrada.

Partir

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites