Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Sófia

Da Wikitravel
Europa : Bálcãs : Bulgária : Sófia
Revisão das 10h59min de 26 de junho de 2012 por Tiagox2 (discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Ver revisão atual (dif) | Revisão posterior→ (dif)
Ir para: navegação, pesquisa
Centro de Sófia.

Sófia (София) é a capital e maior cidade da Bulgária, com cerca de 1,4 milhões de cidadãos na sua área metropolitana. Actualmente, Sófia é uma dinâmica e jovem capital europeia, e um dos mais bem escondidos tesouros europeus, com uma vasta quantidade de belas igrejas ortodoxas. A maior parte dos seus visitantes visita-a de passagem para um dos fantásticos resorts de esqui nos seus arredores, mas perdem uma atraente e monumental cidade, que funde o oriente e o ocidente, com majestosas mesquitas otomanas e monumentos comunistas espalhados pela cidade, lado a lado com enormes centros comerciais e os melhores bares do país.

Entenda[editar]

História[editar]

É a terceira capital européia mais antiga, pois é habitada desde tempos muitos remotos e possui uma história de mais de 7.000 anos. No lugar de um antigo assentamento neolítico, ao redor de algumas fontes termais, no século VIII a.C., foi fundada uma cidade trácia, chamada Sérdica ou Sardica (Σερδική, Σαρδική), devido a tribo trácia dos Serdi. Este nome é popular nas fontes em latim, grego antigo e grego bizantino da antiguidade até a idade média.

Durante um curto período do século IV a.C., a cidade foi possessão de Felipe II da Macedônia e seu filho, Alexandre, o Grande.

No plano principal, a Igreja de São Jorge, um dos templos cristãos mais antígos da Península Balcânica, datando século IV; ao fundo, as traseiras do Sheraton Hotel, construído entre 1954-1956.

A cidade foi conquistada por Roma no ano 29. Quando o imperador Diocleciano dividiu a província da Dácia em duas (Dacia Ripensis às margens do rio Danúbio e Dacia Mediterranea), Serdica se tornou a capital da Dacia Mediterranea.

Foi destruída pelos hunos em 447. A cidade foi reconstruída pelo imperador bizantino Justiniano e renomeada para Triaditsa. A partir do século VI, a cidade renasce como um centro administrativo e econômico importante do Império Bizantino. Foi conhecida como Sredets pelos eslavos, nome que permaneceu após a invasão dos búlgaros em 809. Passou a se chamar Sófia em 1376. Sófia foi o nome de uma mártir cristã que foi obrigada a presenciar a tortura e morte de suas três filhas por ordens do imperador romano Adriano, no início do século II.

Em 1382, durante o reinado de Murad I, Sófia foi conquistada pelo Império Otomano e se tornou a capital da província turca de Rumélia durante mais de 4 séculos. Isto mudou o aspecto de Sófia, transformando-a numa cidade Oriental com muitas mesquitas, fontes e numerosos banhos turcos (Hammam). Nesta época, a cidade passou de uma população em torno de 7000 habitantes a uma população de 55 mil habitantes, em meados do século XVII.

Nas últimas etapas do domínio otomano, a agitação nacionalista aumentou, o que, finalmente, concedeu ao território uma certa autonomia no Império otomano, mantendo a cidade de Sófia como capital. Foi conquistada mais tarde pelos russos em 1878, durante a Guerra russo-turca, na qual os russos intervieram em favor da independência da Bulgária, passando a ser a capital de uma Bulgária independente em 1879. Em 16 de abril de 1925, membros do Partido Comunista Búlgaro executaram o atentado na Catedral de Sveta-Nedelya, durante os funerais do general Konstantin Georgiev, que havia sido assassinado dois dias antes pelos bolcheviques. A cúpula principal caiu sobre os presentes, matando 128 pessoas. Durante a Segunda Guerra Mundial, devido a aliança da Bulgária com o Terceiro Reich, a cidade foi objeto de bombardeios aéreos por parte dos aviões britânicos e americanos. Posteriormente, com a mudança do curso da guerra contra o Wehrmacht, o Exército Vermelho soviético entrou na Bulgária e Sófia em 1944, enquanto acontecia uma mudança de governo, passando a Bulgária a unir-se aos Aliados, contra sua antiga aliada a Alemanha nazi.

Após o final da guerra, foi criada a República Popular da Bulgária de tendências comunistas, tendo como presidente Georgi Dimitrov. Em 1992, o dia 17 de setembro foi declarado o Dia de Sófia, por ser esta a data cristã de Santa Sófia, a Mártir.

Clima[editar]

noframe

Veja o estado do tempo em Sófia nos próximos dias: msn Meteorologia.

Sófia possui um clima continental moderado com altas variações de temperatura. O mês mais quente é agosto e o mais frio é janeiro. Até 1936, a temperatura anual média era de +10,0 ℃ e a partir de então aumentou 0,5 ℃. A cidade recebe cerca de 600 milímetros anuais de precipitações, a maior parte no verão e a menor no inverno. Sófia geralmente é menos quente no verão que outras partes de Bulgária, devido a grande altitude do vale onde se situa, embora, às vezes, a temperatura pode chegar aos 40 ℃.

Chegar[editar]

Aeroporto de Sófia.

De avião[editar]

O Aeroporto de Sófia [1] (IATA: SOF) (ICAO: LBSF) é o aeroporto mais movimentado da Bulgária e foi construído nos anos 30. Situa-se a apenas 10 km do centro da cidade, na parte este da cidade.

Mais de 25 companhias aéreas voam de e para o Aeroporto de Sófia, com voos diários entre Sófia, Atenas, Paris, Viena, Londres, Roma, e outras cidade europeias. Algumas das companhias que realizam voos no Aeroporto de Sófia são a Air France [2], a Alitalia [3], a Austrian Airlines [4], a British Airways [5], a Czech Airlines [6], a LOT [7], a Lufthansa [8], a Malev [9], a Olympic Airways [10], a Tarom [11] e a Turkish Airlines [12].

Entre as companhias low-cost com voos para este aeroporto contam-se a Aer Lingus [13] (de/para Dublin), a EasyJet [14] (de/para Londres-Gatwick, Madrid, Manchester, Milão-Malpensa), a Germanwings [15] (de para Colónia-Bonn, Berlim-Schönefeld, Milão-Bergamo), a Wizz Air [16] (de/para Paris-Beauvais, Barcelona, Bruxelas-Charleroi, Dortmund, Eindhoven, Londres-Luton, Milão-Bergamo, Roma-Fiumicino, Valencia e Varna.).

A Bulgaria Air, [17], a companhia aérea nacional, voa para Alicante, Amsterdam, Atenas, Barcelona, Beirute, Berlim-Tegel, Bruxelas, Bucareste - Otopeni, Frankfurt, Istambul - Atatürk, Kiev - Boryspil, Larnaca, Londres - Gatwick, Londres - Heathrow, Madrid, Málaga, Manchester, Moscovo - Sheremetyevo, Palma de Maiorca, Paphos, Paris - Charles de Gaulle, Roma - Fiumicino, Skopje, Tel Aviv, Tirana, Tripoli, Valencia, Viena, e Zurique. A Bulgaria Air também opera voos domésticos para Burgas e Varna.

Existem alguns voos domésticos, desde Sófia até Varna e Burgas, incluindo alguns voos charter.

Terminais[editar]

Terminal 2 do Aeroporto de Sófia.

Não se esqueça de verificar qual é o terminal em que vai chegar ou do qual vai partir. Existem dois terminais no aeroporto:

  • Terminal 1 (T1) - é usado por companhias low-cost, como a EasyJet, a Germanwings e a Wizz Air, e recebe voos charter. Tem correios e um banco, um quiosque, dois cafés e uma loja.
  • Terminal 2 (T2) - recebe todas as companhias "normais", e é um hub para a Bulgaria Air, a companhia nacional. É maior que o primeiro e tem mais lojas, e três cafés, com alguma comida à venda.

Transporte entre terminais[editar]

Existe uma shuttle branca a cada 30 minutos entre os dois terminais; pergunte sobre ela. Os terminais tem alguns quilómetros de distância, e não é boa ideia caminhar. Mesmo que decida caminhar, pode se perder porque o caminho não está marcado e pode demorar 20-30 minutos.

Entre o aeroporto e a cidade[editar]

  • De autocarro/ônibus: Desde o Terminal 1 apanhe o autocarro nº 84, ou nº 284 se estiver no terminal 2, e eles transportá-lo-ão ao centro da cidade. Assegure-se que pica o bilhete mal entre no autocarro. Precisa de um bilhete adicional para todas as bagagens grandes (maiores do que 40/40/60 cm). Se se esquecer de comprar o bilhete adicional para a bagagem, a multa é de 10lev ou €5.
  • De shuttle: Várias companhias operam shuttles desde o aeroporto ao hotel e de volta. Pode encontrá-las na zona de chegadas do aeroporto.
  • De táxi: Os táxis no aeroporto são "regulados" e a única companhia a quem é permitido servir o aeroporto é a "OK Taxi". O preço até ao centro da cidade é de cerca de 10 leva (dependendo do trânsito, pode ser 12 leva). Infelizmente, existem muitos aldrabões que lhe irão perguntar se precisa de um táxi, ao sair do aeroporto. Estes homens irão cobrar-lhe uma quantia exorbitante. Ao sair da porta do controlo de alfândega, vire à direita e saia do terminal (não vá sempre em frente, saia pela saída à sua frente!). Aí verá uma fila de táxis "OK", com "O.K. (973 2121)" escrito em azul com dois pontos vermelhos. No entanto, se for sempre em frente sem virar à direita, existem táxis não-regulados. Tem que ter cuidado, porque existem táxis que emiram o logótipo e o número. Antes de entrar no táxi, veja a janela da porta direita da frente - deve haver um tarifário. As tarifas normais são: preço base (cerca de 0.60 lv), preço por km durante o dia (cerca de 0.60 lv), preço por km durante a noite (cerca de 0.70 lv), preço por minuto dentro do carro (cerca de 0.20 lv), preço por mandar vir um táxi por telefone (cerca de 0.50 lv). Verifique os preços e se vir que qualquer um dos preços é superior a 1.00 lv, não vá nesse táxi.

De comboio/trem[editar]

Estação de Comboios Principal de Sófia.

Comboios internacionais ligam Sófia a um grande número de cidades, incluindo Kiev, Istambul, Viena, Atenas, Tessalónica, Moscovo, e outras.

Existem comboios de Bucareste a Sófia, e de volta, duas vezes por dia, passando pelas cidades fronteiriças de Giurgiu e Rousse. O comboio de dia de Bucareste a Sófia parte às 12h16 e chega às 21h33 e o comboio nocturno sai às 20h04 e chega às 06h00. De Sófia a Bucareste também existem dois comboios: um parte às 7h45 e chega às 17h19 e outro parte às 19h30 e chega às 05h44. Um bilhete só de ida custa cerca de €25 ou mais. As formalidades transfronteiriças são resolvidas em Giurgiu (Roménia) e Rousse (Bulgária), aproximadamente a meio da viagem. Vá às estações de comboio locais para mais informações.

Para Istambul o comboio custa 70 leva (um bilhete de autocarro é apenas 40 leva), e um dos comboios parte por volta das 18h30 (existem 5 autocarros por dia) e chega às 9h00.

Todos os comboios são operados pela BDZ [18], cujos horários podem ser vistos no site, que, para além do búlgaro, também está disponível em inglês.

A principal estação de comboios (Tsentralna Gara) pode ser um pouco confusa. Bilhetes para Lom, Vidin, Rousse, Varna e cidades internacionais são vendidos no R/C, mas para o resto tem que ir para o andar subterrâneo. Pode chegar às plataforma ferroviária descendo pelas escadas rolantes no R/C, na esquina da esquerda. A numeraçãod as plataformas são um pouco confusas: numerais romanos indicam o número da plataforma (I a VI), e numerais árabes (1 a 12) indicam os carris de ferro propriamente ditos. Cada plataforma divide-se em Este e Oeste. As partidas e chegadas são indicadas em painéis electrónicos, mas cuidado, porque embora seja identificado o número do carril, não é indicada a plataforma.

Viajar de comboio é a melhor maneira de sair da cidade para cidades do Mar Negro, de noite, uma vez que comboios para Varna e Burgas saem à noitinha e deixam-o lá na madrugada (uma cama num comboio-cama para Varna custa 16 leva).

De autocarro/ônibus[editar]

Terminal Central de Autocarros.

O Terminal Central de Autocarros (Centralna Avtogara/Централна автогара) [19] situa-se perto do centro da cidade. O site tem uma lista de todos os voos domésticos e internacionais, duração e preços. Existem também outras três estações menores para destinos menos conhecidos.

Muitas companhias búlgaras e internacionais mantém rotas de autocarro regulares para todas as principais cidades dentro do país, bem como algumas cidades europeias fora da Bulgária, incluindo muitas cidades da Grécia e da Macedónia, Istambul, Basra e Viena. Várias vezes por semana também existem autocarros para muitas cidades da Europa Ocidental, até Portugal.

Pode ver o horário dos autocarros internacionais da companhia de autocarros MATPU 96, uma das principais companhias que passa em Sófia, aqui (em Búlgaro).

De carro[editar]

Quase todas as auto-estradas da Bulgária estão em construção, o que dificulta um pouco a movimentação dentro do país. Pode chegar à capital da Bulgária através de vários pontos de entrada:

  • Desde norte e sul através da E79/A6
  • Desde este - através da auto-estrada E80/A1-A3 ou através da velha estrada, paralela à auto-estrada E80.
  • Desde oeste - através da A1/E80, ligando a cidade e a cidade fronteiriça de Kalotina.
  • Embora a A1 devesse ir de Sófia a Burgas, a estrada ainda não está completa e acaba nos subúrbios de Stara Zagora.
  • Embora a A2 devesse ir de Sófia a Varna, a estrada ainda não está completa e acaba em Pravets, continuando entre Shumen e Varna.

A E79/A6 vem da Grécia e está em muito bom estado, por isso os 300 km desde Tessalónica são feitos relativamente rápido se não tiver o azar de ficar numa das enormes filas junto à fronteira.

Vindo da Macedónia, através de Kiustendil, as estradas estão em razoável condição, mas tente conduzir dentro dos limites de velocidade, para evitar problemas com a polícia, e por causa da condição da estrada. Desde a Europa Central consegue conduzir o caminho quase todo em auto-estradas (via Eslovénia-Croácia-Sérvia ou Hungria-Sérvia), mas os últimos 100 km, entre Nis, no sul da Sérvia e Sófia são estradas de montanha com muito trânsito e em condições duvidosas.

Circular[editar]

De transporte público[editar]

Metro de Sófia (clique para aumentar).

Sófia tem uma eficiente e acessível rede de transportes públicos, constituída por autocarros, metro, eléctricos, etc. O transporte público funciona das 5h00 até por volta da meia-noite. Os táxis são o único transporte à noite.

O preço de um bilhete individual é 1,00 lev (aproximadamente 0,50€), que tem que ser pagos na moeda local (o lev). Existem também bilhetes de 10 viagens (8,00lv) para um passageiro, bilhetes que dão para o metro e para o transporte à superfície (1,40 lev), passes diários (4 lev), válidos para todos os tipos de transporte e passes de cinco dias (15lev).Bilhetes normais, passes diários e de cinco dias podem ser comprados na maior parte dos quiosques da cidade, principalmente nos que estão adjacentes a paragens de transporte público. Se não conseguir encontrar nenhum, pode também comprar bilhetes ao condutor se este estiver disponível, mas pode não conseguir. Pique o bilhete logo a seguir a entrar no veículo. Os inspectores raramente entendem inglês ou outra língua para além do búlgaro, e pode ter problemas com a segurança se viajar sem bilhete ou com um bilhete por picar. Os inspectores aparecem "de surpresa" em autocarros e eléctricos (e não são muito simpáticos), por vezes acompanhados pela polícia, e não fazem excepções. A multa é de 10 lev ou €5.

Existem 15 linhas de eléctrico, 9 linhas de autocarro eléctrico, 93 linhas de autocarro normais e uma linha de metro. Alguns dos autocarros cobrem o centro e os subúrbios, incluindo algumas aldeias vizinhas. Autocarros úteis são o #284 (terminal 2) ou #84 (terminal 1), que vão do aeroporto ao centro; para ir desde a estação de comboios/autocarros, apanhe os autocarros #213 ou #214 até Orlov most (uma ponte no centro da cidade), os eléctricos #1, #7 ou #18 para a Rua de Vitosha e a Praça de Nedelya, os eléctricos #1, #6 e #7 para o Paalácio Nacional da cultura, o #18 para a Praça de Slaveykov ou o #6 para a Praça da Macedónia.

O metro em Sófia ainda está em construção, e estarão disponíveis mais algumas linhas nos próximos anos. Avtualmente só estyá disponível uma linha, que passa pela parte oeste da cidade (Lulin, Obelya), através da cidade até ao sudeste (Mladost r.d.), onde irá eventualmente chegar ao aeroporto.

A pé[editar]

As ruas tem pavimento adequado, principalmente no centro da cidade. No entanto, o pavimento é frequentemente irregular e por vezes tem buracos, e caminhar é dificultado pela quantidade de carros, vendedores de rua e cafés. Excepto em áreas do centro da cidade, raramente os passeios tem rampas para cadeias de rodas ou ciclovias para ciclistas. As passadeiras são numerosas e são relativamente respeitadas pelos condutores. Use passagens subterrâneas para passar cruzamentos movimentados, mas evite as dos subúrbios, porque grande parte das vezes abandonados.

De minibus/micro-ônibus[editar]

Os minibuses (marshrutki) param se lhes fizer sinal e são uma maneira rápida de se deslocar a algum local sem precisar de estar sempre a mudar de autocarro ou eléctrico. Paga ao condutor quando entrar no carro. O custo é de 1,50 leva (cerca de 0,75 euros). Precisa de dizer ao condutor quando e onde quer sair.

De carro[editar]

Táxis em Sófia.

É possível alugar um carro, mas não é necessariamente uma boa ideia se não estiver acostumado a conduzir aqui. Prepare-se para engarrafamentos e trânsito desorganizado. É extremamente difícil encontrar estacionamento. Pode usar bilhetes para estacionar na chamada "Zona Azul" (sinya zona/синя зона). Estes bilhetes podem ser comprados às pessoas com casacos verdes que estão nos parques de estacionamento. Os bilhetes devem ser colocados no tablier para poderem ser claramente visíveis.

De táxi[editar]

Os táxis de Sófia são amarelos. Pode apanhá-los nas ruas ou mandá-los vir por telefone; eles chegam rapidamente e são confiáveis. Uma viagem dentro dos limites da cidade raramente excederá os 10 lev. Existem várias companhias de táxis, incluindo a OK Supertrans taxi (973 2121), a €1 Taxi, "962-22-26", a Yellow Taxi (91119) e a Radio CV Taxi (91263), com cerca de 0,70 leva (0,35€) por quilómetro. Verifique o número de telefone e os preços antes de entrar, porque alguns táxis tentam imitar os mais populares, mas tem preços escandalosos (mais de 5,90 leva - cerca de 3,00€ - por quilómetro). Normalmente estão a circular perto de hotéis e locais turísticos, em busca de eventuais clientes. Normalmente, se um táxi se aproxima de si e oferece os seus serviços, provavelmente está a tentar roubá-lo, por isso nunca o aceite.

Veja[editar]

Sófia é uma das mais antigas cidades da Europa, com ruínas por todo o centro da cidade. Foi fundada pela qualidade das suas águas minerais. Só na cidade existem sete fontes de água mineral. Algumas estão disponíveis para toda a gente, incluindo uma próxima da mesquita.

No centro administrativo de Sófia as ruas estão cobertas com um pavimento amarelo específico. Foi colocado nos inícios do século XX e foi um presente dado pela família real austro-húngara ao Czar Búlgaro Ferdinand pelo seu casamento.

Museus[editar]

Instituto e Museu Etnográfico, no Antigo Palácio Real de Sófia.
Museu Nacional de História, com o Maciço de Vitosha ao fundo.
A ex-Mesquita Otomana que contém o Museu e Instituto Nacional de Arqueologia.
  • Museu Nacional de História Militar (Национален военноисторически музей, Natsionalen voennoistoricheski muzey), Rua de Cherkovna, 92, +359 2 946 18 05 (, fax: + 359 2 946 18 06), [20]. Das 10h00 às 18h00. Um grande museu com uma vasta exposição, incluindo uma grande quantidade de helicópteros e material militar antigo na parte exterior, uma biblioteca e um centro de computadores.  editar
  • Instituto e Museu Etnográfico (Етнографски институт с музей при БАН), Rua de Moskovska, 6A, +359 2 988 41 91 (, fax: +359 2 980 11 62), [21]. A colecção do museu contém mais de 50 000 objectos, que representam as artes e o artesanato tradicional búlgaro, incluindo trajes, bordados, etc, reunidos entre os séculos XVIII e XX. O edifício do museu é o antigo Palácio Real, um magnífico edifício no centro de Sófia, de fins do século XIX. O museu apresenta também exposições temporárias. No mesmo edifício fica a Galeria Nacional de Arte (veja abaixo).  editar
  • Museu Nacional da Terra e do Homem (Национален музей 'Земята и хората', Natsionalen muzey Zemyata i horata), Boulevard Cherni Vruh, 4, +359 2 865 66 39 (, fax: +359 2 866 14 57), [22]. Das 10h00 às 18h00. Um dos maiores museus mineralógicos do mundo, no centro da cidade. A sua colecção cobre 40% de todos os minerais naturais do mundo, mas também contém cerâmicas feitas por cientistas búlgaros. Para além das exposições permanentes, relacionadas com a diversidade mineral, o museu também realiza exposições temporárias, relacionadas com vários outros tópicos, bem como concertos de música de câmara. 2 leva.  editar
  • Museu Nacional de História, Rua Vitoshko lale, 16 (Apanhe o autocarro #2 a sudoeste da esquina da Boulevard Praga com a Boulevard Patriarch Eftimi. Saia na rotunda no fim da rota do autocarro. Atravesse a movimentada Okolovrustino Shosse e caminhe pelo meio das árvores. O museu não é visível da estrada, nem existem nenhuns sinais), +359 2 955 42 80; (, fax: +359 2 955 76 02), [23]. O Museu Nacional de História de Sófia contém mais de 650 000 exposições e é um dos maiores museus de história dos Balcãs. O objectivo do museu é fornecer uma explicação compreensiva da história búlgara, desde a pré-história até ao presente, num contexto o mais amplo possível. Prepare-se para passar aqui várias horas, uma vez que o museu é bastante grande. Cerca de metade das exposições tem explicações em inglês. 4 leva.  editar
  • Museu e Instituto Nacional de Arqueologia, Rua Saborna, 2, +359 2 988 24 06 (, fax: +359 2 988 24 05), [24]. das 10h00 às 18h00. Situado no centro de Sófia, ocupa o edifício da maior e mais antiga (ex-)mesquita otomana da cidade, construída em 1474. O museu fez 100 anos em 2005, sendo o mais antigo museu da capital búlgara e do país. A colecção deste belo edifício do século XIV inclui artefactos vindos de povoamentos trácios, gregos e romanos, incluindo uma grande quantidade de tesouros e artefactos das antigas cidades de Pliska, Preslav e Veliko Turnovo.  editar
  • Museu Nacional de História Natural (NMNHS) (Национален природонаучен музей, Natsionalen prirodonauchen muzey), Boulevard Tzar Osvoboditel, 1 (a seguir à Igreja de São Nicholas), + 359 2 987 41 95 (fax: + 359 2 988 28 94), [25]. Das 10h00 às 18h00. Tem quatro andares com tudo, desde rochas e minerais a insectos e bisontes empalhados. A colecção do museu inclui mais de 400 mamíferos empalhados, mais de 1200 espécies de aves, centenas de milhares de insectos e outros invertebrados, bem como cerca de um quarto doa tipos de minerais do mundo. É uma maneira agradável de passar uma tarde chuvosa.  editar
  • Casa-Museu de Ivan Vazov, Rua Ivan Vazov, 10 (Na esquina das ruas de G. Rakovski e Ivan Vazov), +359 2 988 1270. Ivan Vazov (1850-1921), o autor mais amado da Bulgária, viveu nesta casa, agora um museu, de 1895 até à sua morte. Vazov escreveu Sob o Jugo (Под игото, Pod igoto), um clássico da literatura búlgara, baseado na revolta de Abril de 1876 contra os turcos. Vários quartos foram restaurados á sua aparência em inícios do século XX, e no estúdio, pode até "conhecer" o amado cão de Vazov, Bobby, que ele mandou empalhar quando ele foi atropelado por um eléctrico. Para entrar precisa de tocar à campainha. 1 leva.  editar

Galerias[editar]

Galeria Nacional de Arte Estrangeira.
  • Galeria Nacional de Arte Estrangeira (Национална галерия за чуждестранно изкуство, Natsionalna galeriya za chuzhdestranno izkustvo), Praça St. Aleksander Nevsky, 1 (por trás da Catedral de São Aleksander Nevsky), +359 2 988 49 22 (), [26]. Das 11h00 às 18h00. Situada num magnífico edifício neoclássico do século XIX, tem uma vasta colecção com obras de arte europeias, asiáticas (budistas, japonesas e indianas) e africanas, para além de uma secção separada para a arte contemporânea e para as gravuras. Inclui obras de grandes artistas e de vários períodos, incluindo Albrecht Dürer, Rembrandt, Auguste Rodin, Pierre-Auguste Renoir, Marc Chagall, Pablo Picasso, Francisco Goya, Joan Miró e Salvador Dalí. 4 leva.  editar
  • Galeria Nacional de Arte (Национална художествена галерия, Natsionalna hudozhestvena galeriya), Praça de Batenberg, 1, +359 2 980 00 93. Das 10h30 às 18h00. A galeria nacional da Bulgária contém mais de 50 000 peças de arte búlgara, num magnífico edifício que costumava ser o Palácio Real. O museu contém a maior colecção de pinturas medievais do país, incluindo mais de quatro mil ícones, uma colecção comparável apenas com a do Museu Benaki, em Atenas, Grécia. No mesmo edifício fica o Museu Etnográfico (veja acima). 4 leva.  editar

Catedrais, igrejas e outros locais de culto[editar]

Catedral de São Alexandre Nevsky.
Igreja de Boyana, um Património Mundial da UNESCO.
Mesquita de Banya Bashi.
  • Catedral de São Aleksander Nevsky (Храм-паметник „Свети Александър Невски“, Hram-pametnik Sveti Aleksandar Nevski), Praça St. Aleksander Nevsky. Também chamada de Catedral de São Alexandre Nevsky, é uma das maiores igrejas ortodoxas do mundo. Construída em estilo neo-bizantino, serve como Sé do Patriarcado da Bulgária e é um dos símbolos e principais atracções turísticas de Sófia. É a segunda maior catedral dos Balcãs, a seguir à Catedral de São Sava em Belgrado, Sérvia, com 3170 metros quadrados e capacidade para 5000 pessoas.  editar
  • Igreja de Boyana (Боянска църква, Boyanska tsarkva), Rua Boyansko Ezero, 1-3 (Chegar aqui é bastante difícil. Apanhe o eléctrico #9 ou #10 na estação por baixo do NDK (Palácio Nacional da Cultura) até ao bairro de Hladilnika (a última paragem). Aí apanhe o autocarro #64. A paragem do autocarro fica a apenas 50 metros de distância, mas é melhor pedir informações porque existem várias paragens de autocarros na área. A paragem da igreja fica numa pequena praça com poucas lojas, perto do fim da rota do autocarro #64. Peça ao condutor ou a outros passageiros onde sair e depois suba a rua e vire à esquerda.), +359 2 959 09 39 (, fax: +359 2 959 29 66), [27]. Das 09h00 às 17h00. Esta pequena igreja e jardim do século XIV foi colocada na lista de Património Mundial da UNESCO em 1979. A igreja contém alguns murais cristãos muito bem preservados. Situa-se no sopé do Maciço de Vitosha e é uma boa base para uma viagem de um dia à montanha.  editar
  • Igreja de São Jorge (Ротонда „Свети Георги“ Rotonda ''Sveti Georgi''), Rua Tsar Kaloyan (Situa-se por trás do Sheraton Hotel). Uma igreja de tijolos vermelhos de inícios do cristianismo, que é considerada o edifício mais antigo de Sófia. Construída pelos romanos no século IV, é famosa pelos seus frescos dos séculos XII-XIV na cúpula da igreja. Magníficos frescos dos 22 profetas com mais de dois metros de altura coroam a cúpula. Como muitas igrejas da cidade, foi usada como mesquita no período otomano.  editar
  • Igreja de Hagia Sophia, Rua de Paris, 2 (do outro lado da praça onde se situa a Catedral de Aleksander Nevsky, à direita). Foi construída no século VI, por cima de uma igreja ainda mais velha. É uma testemunha da quase totalidade da história búlgara e um autêntico monumento cultural da cidade. Foi ela que, no século XIV, deu o nome à cidade de Sófia. Foi destruída várias vezes e durante o domínio otomano foi usada como mesquita.  editar
  • Igreja Ortodoxa de S. Nicholas (Igreja Russa) (Руска църква, Ruska tsarkva), Boulevard Tsar Osvoboditel. Construída no local de uma antiga mesquita, esta magnífica igreja ortodoxa russa é mais conhecida por Igreja Russa. Foi construída como igreja oficial da embaixada russa, que costumava ser nas proximidades. No exterior pode-se ver um belo telhado com telhas multicolores e no interior alguns murais, escurecidos pelo fumo das velas e pelo tempo.  editar
  • Mesquita de Banya Bashi (Баня баши джамия, Banya bashi dzhamiya), Boulevard Knyaginiya Maria Luiza. Banya Bashi é a única mesquita em funcionamento na cidade, cuja construção foi concluída em 1576, durante o domínio otomano na capital. O seu nome deriva da frase Banya Bashi, o que significa muitos banhos. Esta é, de facto, a característica mais distintiva, tendo sido construída em cima de termas naturais. Pode até mesmo ver o vapor a erguer-se do chão perto das paredes da mesquita. Esta é famosa pela grande cúpula e minarete, que se erguem, diferentes de tudo o resto, no centro da capital búlgara.  editar
  • Sinagoga de Sófia (Софийска синагога, Sofiyska sinagoga), Rua Georg Vashington. Das 09h00 às 16h30. A maior sinagoga do Sudoeste da Europa, e uma das maiores do continente. É um dos principais monumentos de Sófia, situado no centro da cidade, perto do Mercado Central, podendo acomodar 1300 pessoas. o candelabro principal pesa 1,7 toneladas e é o maior do país. Um belíssimo exemplo de arquitectura neomourisca, é coroada por uma magnífica cúpula octogonal e tem um ricamente decorado interior, com mármore de Carrara e mosaicos venezianos multicoloridos. A sinagoga inclui também o Museu Judaico de História, com exposições sobre a comunidade judaica na Bulgária, o Holocausto e a Salvação dos Judeus. Está também uma loja de souvenirs em operação.  editar

Parques, jardins, e espaços semelhantes[editar]

Borisova Gradina no Outono.
  • Borisova gradina (Борисова градина, Jardim de Bóris), Boulevard Evlogi Georgiev. O Borisova Gradina, desenhado em 1884, é o parque mais bem conhecido de Sófia e, de certa forma, os "pulmões" da cidade, recebendo o nome do Czar Búlgaro Boris III. É um agradável jardim com um belo lago, o Lago de Ariana. Foi originalmente desenhado por Daniel Neff como um pequeno jardim, tendo sido progressivamente aumentado com avenidas, ruas e uma fonte. Entre as partes mais interessantes do país encontram-se um grande jardim de rosas e uma casa de madeira esculpida à mão por Racho Angelov.  editar
  • Jardim da Cidade (Градска градина, Gradska gradina), Boulevard Tsar Osvoboditel (à beira do Teatro Nacional Ivan Vazov, atrás do Instituto e Museu Nacional de Arqueologia). O mais antigo e mais central dos jardins públicos, existindo desde 1872. Várias vezes foi alterado, perdendo parte da sua área, sendo agora um belo jardim e retiro popular dos habitantes da cidade, virado para o magnífico Teatro Nacional Ivan Vazov.  editar
  • Jardim Zoológico de Sófia, Rua Chavdar Mutafov, 1 (fora do centro, a sul), [28]. Aberto todos os dias da semana, das 09h00 às 17h00 no Inverno e das 9h00 ás 19h00 no Verão. É o maior e mais antigo jardim zoológico da cidade, com mais de 1100 animais de 244 espécies, incluindo elefantes, ursos leões, jaguares, chitas, veados, lamas, cabras-selvagens, avestruzes, pombos, tartarugas e muitos, muitos outros. O zoo é enorme e pode demorar até três horas para o conseguir ver todo. 1 lev (aprox. 0,5 euros) para adultos, 0,5 lev para crianças com mais de 7 anos. Crianças com menos de 7 anos tem entrada grátis..  editar

Praças[editar]

Estátuas de Petko e Pencho Slaveykov, na Praça de Slaveykov.
  • Praça Príncipe Alexandre de Battenberg (площад „Княз Александър Батенберг, também chamada apenas de Praça de Battenberg). É a maior praça de Sófia, recebendo o nome de Alexandre I de Battenberg, primeiro príncipe da Bulgária moderna. Aqui ocorrem vários concertos (como a série de concertos Ópera na Praça), demonstrações, paradas (incluindo a do dia de São Jorge) e outros eventos. Aqui existem muitos edifícios notáveis da capital, incluindo a Galeria Nacional de Arte, antigo Palácio Real.  editar
  • Praça de Slaveykov (Площад Славейков). É uma das mais populares praças de Sófia, recebendo o nome dos escritores Petko e Pencho Slaveykov, pai e filho. Entre as maiores atracções da praça existe uma escultura dos dois sentados no banco. É muito famosa pelo mercado de livros ao ar livre. A Biblioteca Municipal de Sófia fica também na praça, bem como numerosas livrarias, que surgiram um pouco por toda a praça em fins do século XX.  editar

Outras atracções[editar]

O edifício central do Largo.
Mausoléu de Battenberg.
Assembleia Nacional da Bulgária.
Universidade de Sófia.
Teatro Nacional Ivan Vazov.
Clube Militar Central.
  • Ponte das Águias (Орлов мост, Orlov most), Boulevard Tsarigradsko Shose (perto do Brisova Gradina [veja acima], do Monumento ao Exército Soviético e do Estadio Nacional Vasil Levski). Uma bela ponte por cima do Rio Perlovska no coração da cidade. Construída em 1891 pelo arquitecto checo Václav Prošek, o seu irmão Jozef e os seus primos Bohdan e Jiř, recebe o seu nome das quatro estátuas que decoram a ponte.  editar
  • Largo (Ларго), Praça Nezavisimost. "Largo" é o nome dado a um conjunto arquitectónico composto por três edifícios em estilo estalinista no centro da cidade, construídos com o objectivo de se tornar o novo centro da cidade. Hoje em dia é uma das maiores atracções da capital búlgara, constituído pela antiga Sede do Partido Comunista Búlgaro, actualmente usado pela Assembleia Nacional da Bulgária, no centro, e dois edifícios de casa lado: um é a Loja de departamentos TZUM e Conselho de Ministros da Bulgária e o outro é ocupado pelo Ministério da Educação, pelo Sheraton Sófia Hotel e pelo Escritório do Presidente. O conjunto está centrado na Praça de Nezavisimost. Está planeado substituir o relvado e bandeiras no centro por uma janela de vidro, expondo as ruínas da antiga Serdica.  editar
  • Anfiteatro de Serdica (АМФИТЕАТЪРЪТ НА ДРЕВНА СЕРДИКА), Hotel Arena di Serdica, Rua de Budapeshta, [29]. O anfiteatro está aberto ao público da Terça ao Domingo, das 10h00 às 16h00. Situado no centro geográfico da cidade, no Hotel Arena di Serdica, tinha um papel essencial na vida da antiga Serdica. Esta sensacional descoberta é uma mistura entre um teatro romano e um anfiteatro de fins do período antigo. Infelizmente, o Anfiteatro foi abandonado e transformado em material de construção, sendo esquecido passado algum tempo. Actualmente pode ver o anfiteatro preservado na sua aparência genuína. Apenas ligeiramente mais pequeno que o Coliseu de Roma, com capacidade para cerca de 25 000 espectadores.  editar
  • Mausoléu de Battenberg (Мавзолей на Батенберг, Mavzoley na Batenberg), Boulevard Vasil Levski, 81 (perto da Borisova Gradina). O mausoléu do Príncipe Alexandre I da Bulgária (1857–1893), primeiro Chefe de Estado da Bulgária Moderna. O mausoléu foi desenhado em estilo ecléctico (com elementos do neo-barroco e neo-classicismo), o mausoléu ergue-se 11 metros no centro da cidade.  editar
  • Monumento a Vasil Levski (Паметник на Васил Левски, Pametnik na Vasil Levski), Praça Vasil Levski. Um monumento relembrando o enforcamento do herói nacional búlgaro Vasil Levski, nesse local, em 18 de Fevereiro de 1873. O monumento tem 13 metros de altura, completamente constituído de granito. Tem um belo relevo de Levski e data de fins do século XIX.  editar
  • Monumento ao Czar Libertador (Паметник на Цар Освободител, Pametnik na Tsar Osvoboditel), Boulevard Tsar Osvoboditel (em frente do Parlamento Búlgaro). Uma estátua equestre em honra do Imperador Russo Alexandre II, que libertou a Bulgária do jugo muçulmano. Este belo monumento neoclássico foi construído com granito negro do Maciço de Vitosha, que foi usado para fazer obras primas da escultura.  editar
  • Monumento ao Soldado Desconhecido (Паметник на Незнайния воин, Pametnik na Neznayniya voin), Rua de Paris, 2 (em frente da Catedral de Alexandre Nevsky; na parede lateral da Igreja de Hagia Sofia). Este monumento comemora as centenas de milhares de soldados búlgaros que morreram em guerras, defendendo a sua pátria. É frequente que cerimónias envolvendo o Presidente da Bulgária e líderes de estado estrangeiros ocorram aqui. O monumento inclui uma chama eterna, terra de Stara Zagora e Shipka Pass, sítios de duas importantes batalhas, uma escultura de leão, e uma inscrição com um poema de Ivan Vazov.  editar
  • Banhos Públicos Minerais de Sófia (Софийска градска минерална баня, Sofiyska gradska mineralna banya), Boulevard Knyaginya Maria Luiza (à beira da Mesquita de Banya Bashi). Sófia é conhecida pelas nascentes minerais da área - assim sendo, é de esperar que um dos mais exuberantes e interessantes edifícios da cidade seja o dos Banhos Públicos, construído perto de um antigo banho turco (agora destruído). Actualmente estão fechados, e estão em renovamento, podendo vir a tornar-se o Museu de Sófia. Mesmo assim, vale a pena visitar.  editar
  • Assembleia Nacional da Bulgária (Народно събрание, Narodno sabranie), Praça Narodno Sabranie, 2 (Entre a Catedral de Alexandre Nevsky e o Monumento ao Czar Libertador), +359 2 939 39 (, fax: +359 2 981 31 31), [30]. O Edifício Principal da Assembleia Nacional da Bulgária (que também usa um dos edifícios do Largo - veja acima) fica no coração da cidade, e é um dos mais belos edifícios da cidade, em estilo neo-renacentista.  editar
  • Universidade de Sófia (Софийски университет „Св. Климент Охридски“, Sofiyski universitet Sv. Kliment Ohridski), Boulevard Tsar Osvoboditel, 15, +359 2 9308 (fax: +359 2 946 02 55), [31]. A Universidade de Sófia é a universidade mais antiga da cidade e do país, fundada em 1888. O espantoso edifício da universidade foi construído entre 1924 e 1934, e é uma obra-prima da arquitectura e da escultura, com uma fantástica fachada.  editar
  • Academia Búlgara de Ciências (Българска академия на науките, Balgarska akademiya na naukite), Rua 15 de Novembro, 1 (perto da Catedral Alexandre Nevskye à beira da Assembleia Nacional da Bulgária), +359 2 979 53 33 (fax: +359 2 981 72 62), [32]. É a Academia Nacional do país, situado num majestoso edifício perto da Catedral Alexandre Nevsky. Foi fundada em 1869 em Brăila (Roménia), e movida para Sófia pelo Parlamento Búlgaro em 1893.  editar
  • Teatro Nacional Ivan Vazov (Народен театър „Иван Вазов“, Naroden teatar Ivan Vazov), Rua Dyakon Ignatii, 5 (no centro da cidade, em frente do Jardim da Cidade), +359 2 811 92 19 (, fax: +359 2 987 70 66), [33]. O Teatro Nacional Ivan Vazov é o mais antigo e o mais reconhecido teatro do país, e uma das maiores atracções da capital búlgara. Recebendo o seu nome do famoso escritor búlgaro Ivan Vazov, fica num majestoso edifício neoclássico em frente do Jardim da Cidade. O edifício foi reconstruído várias vezes devido a incêndios e guerras. Tem três palcos.  editar
  • Biblioteca Nacional dos Santos Cirílio e Metódio (Народна библиотека „Свети Свети Кирил и Методий“), 88 Vasil Levski Str. (à beira da Universidade de Sófia, perto da Assembleia Nacional da Bulgária e da Catedral de Alexandre Nevsky), + 359 2 988 28 11 (fax: + 359 2 843 54 95), [34]. Das 08h30 às 20h30. Um discreto edifício entre a Universidade de Sófia e o Monumento de Vasil Levski. Fundada em 1878, recebeu o título de Biblioteca Nacional da Bulgária três anos mais tarde e foi fundida com o Arquivo Búlgaro em 1924.  editar
  • Palácio Nacional da Cultura (Национален дворец на културата, Natsionalen dvorets na kulturata; abreviado como НДК, NDK), Praça da Bulgária, 1, +359 2 916 63 00 (fax: +359 2 865 70 53), [35]. O maior centro de congressos, conferências, convenções e exposições do Sudeste da Europa - um enorme edifício em estilo comunista. Foi proclamado o melhor centro de congressos de 2005 pela Organização Internacional de Centros de Congressos. Aqui ocorre a Sofia Film Fest, um festival cinematográfico anual. Curiosamente, foi usado mais ferro para construir o NDK que a Torre Eiffel.  editar
  • Clube Militar Central (Централен военен клуб, Tsentralen voenen klub), Boulevard Tsar Osvoboditel (À beira da Igreja Ortodoxa de S. Nicholas). Um belo edifício multi-funções no centro da cidade. Iniciado a construir em 1895 em estilo neo-renascentista, contém nas suas fundações uma pedra do campo de batalhas de Slivnitsa. O edifício de três andares inclui um café, uma galeria de arte, e uma sala de concertos com 450 assentos. Devido a isto, desde sempre foi um centro cultural importante da capital. Tanto a galeria de arte como o salão de concertos já recebeu grandes artistas búlgaros e internacionais.  editar

Faça[editar]

Eventos[editar]

O NDK, onde ocorrem o Sofia Jazz Peak e o Festival de Co-produções Europeias.
  • Marenitsa. Primavera. A chegada da primavera em Sófia é celebrada vestindo borlas brancas e vermelhas.  editar
  • Festival Internacional de Cinema de Sófia, nos cinemas da cidade, [36]. Um festival de dez dias com filmes de todo o mundo.  editar
  • Festival de Co-produções Europeias, Cinema Lumière, NDK, [37]. Festival Internacional de Cinema anual não-competitivo.  editar
  • Dia de S. Trifon, Aldeias perto de Sófia. 14-02-2011. Um festival de produção de vinho, onde os homens saem para podar as vinhas enquanto que as mulheres cozinham pães festivos e assam frango. No fim do dia, todos se reúnem junto às vinhas para comer, beber, cantar e dançar.  editar
  • Sofia Jazz Peak, NDK (Palácio Nacional da Cultura), [38]. Primavera/Outono. Um festival de jazz com os melhores músicos búlgaros e lendas mundiais do jazz.  editar
  • Dia de São Jorge. 6 de Maio. Festival ortodoxo e feriado oficial búlgaro que celebra o mártir São Jorge. É também uma celebração agrícola que comemora o fim da Primavera e o início do Verão.  editar
  • Dia dos Santos Cirílio e Metódio, Biblioteca Nacional dos Santos Cirílio e Metódio (veja acima). Feriado nacional que celebra os santos Cirílio e Metódio por elaborarem o alfabeto cirílico búlgaro, com paradas e cerimónias oficiais à beira da estátua em frente da Biblioteca Nacional.  editar
  • Páscoa Ortodoxa, Catedral de Alexandre Nevsky e Igreja Russa (veja acima) (também ocorre em igrejas por toda a Sófia e no resto do país). Por volta de Abril. A religião predominante na Bulgária é a Católica Ortodoxa. Normalmente celebrada numa altura diferente da ocidental, são observados diferentes costumes e tradições. Após a Missa da meia-noite no Domingo de Pásco, os fiéis celebram no exterior das igrejas, levando velas que simbolizam a ressurreição e partindo ou esmagando ovos que foram previamente pintados com padrões e cores simbólicas. As ricamente pintadas igrejas ortodoxas ficam cheias do fumo do incenso e do som dos coros, e podem ser observados muitos rituais, como beijar as imagens de santos e procissões lideradas pelo clero.  editar

Atividades[editar]

O Vale de Sófia, coberto em nuvens, visto do Maciço de Vitosha.
  • Maciço de Vitosha, a apenas 10 km de Sófia. A maior parte dos visitantes da cidade estão só de passagem, dirigindo-se para o Maciço de Vitosha. O Maciço de Vitosha tem muito a oferecer, desde fantásticas paisagens e trilhos de caminhada a escalada e à caverna mais longa da Bulgária - a de Duhlata, por onde passam sete rios subterrâneos. Mas a maior atracção é sem dúvida o esqui, que atrai centenas de visitantes. No maciço existem pistas para todos os níveis de capacidade, com vários comprimentos e diferentes níveis de dificuldade. Começa a nevar em Dezembro, neve que se mantém até fins da Primavera. A época de esqui dura 120 dias, com uma temperatura média de -6ºC.  editar
  • Vá às compras. A Boulevard Vitosha é o principal destino de compras e vale a pena vaguear pela área pedestre entre a Boulevard Patriarca Evtimii e a Igreja de S. Nedelya para ver o que se vende. Existem muitas boutiques de design, bem como alguma pequenas lojas nas ruas laterais. Por isso aproveite para beber um café enquanto caminha pelas ruas de compras da cidade.  editar
  • Degustação de vinhos. A Bulgária é um dos maiores produtores de vinho do mundo. Vinhos brancos e tintos como Gamza, Dimiat, Pamid, Muscat, Misket, Mavrud e Melnik são bem conhecidos aos connoisseurs. Pode provar uma excelente selecção de vinhos búlgaros de óptima qualidade no restaurante do Hilton Sofia.  editar
  • Ópera Nacional de Sófia (Национална опера и балет), Boulevard Dondukov, 30, + 359/2/ 987 13 66, [39]. Situada num imponente edifício do centro da cidade, com um glamouroso interior de inícios do século XX. No seu repertório podem ser encontrados ballet e ópera de renome internacional.  editar

Aprenda[editar]

Trabalhe[editar]

Sófia é o maior centro económico da Bulgária, e aqui ficam as sedes da maior parte das companhias nacionais e internacionais, tendo grande número de empregos. É também o centro financeiro do país. Outros sectores importantes são a construção, o comércio e o transporte.

Compre[editar]

Mercado Central.
A TZUM, parte do complexo do Largo.
Mall of Sofia.

A moeda da Bulgária é o Lev, Leva no plural. Pode também ver a abreviação lv. (лв.) ou o código ISO - BGN. 1 € é aproximadamente 1,95 lev (1 lev=0,51€). A maior parte dos postos de câmbio e dos bancos trocam dinheiro segundo esta taxa de câmbio. No entanto, no aeroporto e nas estações do comboio, as taxas podem diferir substancialmente. Durante os dias úteis, é aconselhável usar bancos para trocar dinheiro. Os multibancos estão disponíveis em todo o lado, mas tem que ter cuidado com o limite de levantamento de dinheiro imposto pelo banco que emitiu o cartão. Os cartões de crédito são aceites em todo o lado, excepto em pequenas lojas de lembranças ou restaurantes pequenos; nesses casos, vai precisar de andar com dinheiro no bolso.

Pode comprar lembranças numa das muitas pequenas lojas em frente da Antiga Sede do Partido Comunista e da estação do metro do Largo. O Museu Etnográfico tem uma pequena loja a abarrotar com lembranças de todos os tipos vindas de todos os cantos da Bulgária (atravesse a entrada principal e vire à direita). Pode também encontrar antiguidades e souvenirs na Praça de Alexander Nevski, em bancas em frente da Catedral.

  • Boulevard Vitosha. É a principal rua comercial do centro de Sófia. É conhecida como a rua mais cara de Sófia, com uma profusão de lojas e restaurantes.  editar
  • The Mall, Boulevard Tzarigradsko Shousse, 115 (Muitas linhas de autocarro param no The Mall. Entre estas encontram-se as linhas nº 1, 3, 5, 6, 76, 84, 114, 204, 213, 214, 284, 305, 306, 313 e 604.). Das 10h00 às 22h00. O maior centro comercial da Bulgária, com lojas de conveniência, um Carrefour, um grande cinema Arena, muitos cafés e restaurantes, etc.  editar
  • Mercado Central de Sófia, Boulevard Marie Louise (Em frente da Mesquita de Banya Bashi). Tem muitas bancas, vendendo todos os tipos de comida, bebida e cosméticos. O segundo andar tem uma grande variedade de cafés fast-food.  editar
  • TZUM (ЦУМ, uma abreviatura de Централен универсален магазин, Tsentralen universalen magazin, ou Loja de Departamentos Central), Boulevard Knyaginya Maria Luiza, 2 (parte do complexo do Largo), +359 2 926 07 00 (), [40]. Das 10h00 às 21h00. Uma loja de departamentos (cara) situada no centro da cidade, num imponente edifício. Cheia de boutiques muito caras. Pode encontrar lojas da Timberland, Adidas, Tommy Hilfiger, Swarovski, Nike, Altınbaş e Rossignol na TZUM. É dos locais mais caros da Bulgária, competindo com a vizinha Boulevard Vitosha.  editar
  • Mall of Sofia, Boulevard Alexander Stamboliiski, 101, +359 2 929 33 77 (fax: +359 2 929 33 00), [41]. Situado no centro da cidade, com quatro andares de lojas, com um supermercado, farmácias, um salão de belza, um internet café e dezenas de lojas de roupa e restaurantes.  editar
  • City Center Sofia, Boulevard Arsenalski, 2, 3º andar (a sul do NDK), + 359 2 865 72 85 (, fax: +359 2 865 71 37), [42]. Tem mais de 100 lojas, vários cafés, uma farmácia, salões de beleza, bancos, dois hipermercados e um cinema com seis salas.  editar
  • SkyCity Mall, Rua Kosta Loulchev, 52 (Pode chegar apanhando o eléctrico nº 20, ou o autocarros nº 9), +359 2 971 02 13 (, fax: +359 2 971 01 89), [43]. 10:00 to 22:00. Tem uma grande zona de entretenimento, que inclui um salão de bowling com dois andares, vários salões de bilhar, dardos, um internet café, e outros. Oferece também uma grande variedade de lojas de roupa, sapatos, jóias, mobília, faiança, e todos os tipos de bens. Existe também um hipermercado.  editar

Coma[editar]

Restaurantes

O Wikitravel usa os seguintes preços para classificar os restaurantes neste artigo:

  • Económico: Menos de 40 leva (20€)
  • Médio: 40-100 leva (20-50€)
  • Esbanje: Mais de 100 leva (50€)

Econômico[editar]

Banitsa em Sófia.

Pode facilmente encontrar comida take away em Sófia. Por menos de 2 leva consegue uma fatia de pizza, um cachorro quente ou uma sanduíche. Consegue comida búlgara mais tradicional em pastelarias, que oferecem banitsa e outros tipos de pastelaria. Este tipo de comida é frequentemente consumida com ayran ou boza. Outra possibilidade é o katma, que é uma grande panqueca recheada com queijo, fiambre, geleia ou chocolate.

Por toda a Sófia pode encontrar pizzarias e snack bars. Embora alguns sejam muito desinteressantes se estiver à procura de algo com um sabor local, alguns incluem excelentes pratos búlgaros.

  • Dream House, Rua Alabin 50a, 1º andar, (02) 980 8163, [44]. Difícil de encontrar, dentro de uma pequena arcada, é um dos poucos restaurantes vegetarianos da cidade. O seu grande menu tem boas saladas, sopas e pratos locais, com uma tendência para sabores asiáticos, com pratos como sushi vegetariano e tofu com especiarias. Tem uma pequena selecção de vinhos e cervejas locais, para além de invulgares chás e infusões. Bela decoração; é um destino popular ao almoço.  editar
  • Halbite, Rua Neofit Rilski, 72, (02) 980 4147. Um encantador bar com comida búlgara a preços muito razoáveis. Contém um pequeno jardim, bem como mesas de madeira numa série de salas no interior. Este restaurante tem pratos como pimento assado com endro, ou caçarola de frango com cogumelos e pimento, para além de uma grande variedade de entradas. Existem também vários pratos vegetarianos. Boa cerveja búlgara.  editar
  • Kibea, Rua Dr G Valkovic 2A, (02) 980 3067, [45]. Neste restaurante é servida comida orgânica, predominantemente vegetariana. Com ênfase em cozinha saudável, pratos típicos incluem o frango marinado em limão e alecrim ou salada de algas japonesa com brotos de soja.  editar
  • Mr.Pizza, Rua Neofit Rilsky, 44, +359 2 988 82 58, [46]. Um restaurante muito bonito, com um ambiente de conto de fadas, e com óptima comida. Popular em Sófia, por isso vá cedo se quiser uma mesa no pátio. 10 a 15 leva por pessoa.  editar
  • Golden Apple, Rua Tsvetna Gradina, 37, 02 480 73 33; 0884 165 652. óptima comida, com ingredientes frescos, serviço amigável e um menu cheio de opções únicas. 20-40 lv por pessoa.  editar

Médio[editar]

Interior do Restaurante Motto.
  • Motto, Rua Aksakov 18, (02) 987 2723, [47]. Este restaurante de interior cavernoso, com paredes de tijolo e soalhos de madeira escura, é um restaurante popular da cidade que atrai os locais na moda. A cozinha é internacional, pendendo para a cozinha moderna europeia, como espetada de atum com risotto de sushi e salada de queijo de cabra, bem como uma boa variedade de pasta. Sofás confortáveis e decoração de designer; à noite torna-se um moderno cocktail bar à noite.  editar
  • Pod Lipite, Rua Elin Pelin 1, (02) 866 5053, [48]. Situado a sudoeste do centro, este restaurante, um mehana com ambiente de taverna, é um óptimo local para experimentar os pratos locais tradicionais, com um jardim para os meses mais quentes. Os pratos favoritos incluem porco com vinho branco e um sortido de shashlik (kebabs grelhados), com uma boa escolha de entradas e saladas vegetarianas. O serviço é amigável, e existe música ao vivo nas Sextas e Sábados à noite.  editar
  • Pri Yafata, esquina das ruas Solunska e Tzar Assen, (02) 980 1727, [49]. Cozinha tradicional búlgara numa colorida e confortável mehana (taverna). É um óptimo local para provar cavarma (carne de porco com vegetais) e shashlink (misto de carnes grelhadas). A grande selecção de vinhos locais é perfeitamente acompanhada de música folclórica balcã. O pequeno jardim e as poucas mesas no exterior são populares nos meses mais quentes. Recomenda-se que reserve mesa.  editar
  • Vodenitsata, Dragalevtsi (O subúrbio de Dragalevtsi fica a 15 minutos com um carro ou um táxi), +359 2 9671058. Situado no sopé do Maciço de Vitosha, com muito ar fresco e quietude. O restaurante tem óptima comida e belas vistas da cidade.  editar

Esbanje[editar]

  • La Capannina, Praça Narodno Sabranie 9, (02) 980 4438. Com fantásticas vistas do Parlamento e da Catedral de Aleksander Nevski, a cozinha italiana do La Capannina é uma das melhores da Bulgária. Com antepasto quente e frio, vitela, boa pasta e uma óptima lista de vinhos, este restaurante é um dos melhores da cidade. Experimente o terraço nos meses mais quentes. Essencial fazer reserva.  editar

Beba e saia[editar]

Sófia leva a cultura a sério. A cidade tem ballet, ópera e teatro de muito alta qualidade e preços baixos - fazendo qualquer evento cultural em Sófia uma experiência memorável para os visitantes, apesar das dificuldades linguísticas.

Estão disponíveis bilhetes para eventos culturais no Palácio Nacional da Cultura (NDK) ou na bilheteira da própria sala de espectáculo. Para se manter actualizado quanto aos eventos culturais na cidade, leia o jornal semanal (em inglês) Sofia Echo [50], o trimestral Sofia In Your Pocket [51], a mensal brochura Programata [52] ou o mensal Sofia City Info Guide.

Um copo de boza.

Cafés[editar]

  • Palachinkova Kashta (Casa de Panquecas), Dragalevtsi, +359 88 66 207 66, [53]. A Palachinkova Kashta (em búlgaro Casa de Panquecas) fica no subúrbio de Dragalevtsi, nos arredores da cidade. Todas as panquecas são feitas com receitas caseiras da dona, com uma grande variedade de recheios de panquecas. Existe mais de uma dúzia de versões de panquecas, com preços a partir de 2,90 a 5 leva. Parece que a mais popular é a panqueca com chocolate, mas a de mel também é boa. Durante fins-de-semana existem actuações ao vivo, por isso é melhor reservar mesa.  editar
  • Starbucks (Старбъкс), Esquina da Boulevard Vasil Levski & da Boulevard Gurko, [54]. Um Starbucks normal, com bom café e centralmente localizado.  editar
  • Onda Coffee Break, Boulevard Tsar Osvoboditel 8, +359 2 980 49 40 (, fax: +359 2 980 19 39), [55]. A Onda Coffee Break orgulha-se de ser a primeira cadeia de cafés na Bulgária. O negócio começou nos anos 90 e actualmente existem cerca de 11 lojas em Sófia. Desde o café da Boulevard Osvoboditel tem-se belas vistas da Igreja Russa, oferecendo uma variedade de snacks, bolos e queques a preços razoáveis. Tudo tem que ser pedido e pago no balcão. Um pedaço de tarte de maçã custa apenas 2,90 leva (aproximadamente 1,48 €)..  editar

Vida nocturna[editar]

Boulevard Vitosha.

Os sofianos adoram sair e festejar. Dia e noite, numerosos bares e cafés da cidade ficam a abarrotar de gente - fenómeno que impressione os visitantes estrangeiros. Infelizmente a rede de transporte público de Sófia fecha completamente das 01h00 às 05h00.

As maiores discotecas de Sófia estão concentradas na Cidade Universitária (Studentski grad). Esta situa-se na parrte sul da cidade e pode chegar lá apanhando os autocarros #94 (desde a Universidade de Sófia e do NDK), #280 (desde a Universidade de Sófia e da Orlov most) e #102. O custo da entrada para a maior parte das discotecas custa entre 1 e 5 leva (0,5 - 2,5 euros).

No entanto, é na Boulevard Vitosha que se encontra a maior concentração de bares e cafés, e na Rua Rakovski, sempre na moda. Recentemente, a pacata Rua de Neofit Rilski tem vindo a ganhar uma das mais animadas vidas nocturnas da cidade, embora as ruas por trás do Sheraton tenham muitos bares/clubes luxuosos e modernos.

  • Lodkite, Borisova Gradina (veja acima, na secção Veja). No enorme "Borisova gradina", perto do estádio, poderá encontrar este bar ao ar livre. Existem várias mesas no parque e existem luzes que iluminam e decoram as árvores. A música disponível inclui electro, rock progressivo, ou o que o DJ quiser. Quanto mais tarde ficar, mais gente verá sentada no chão ou nas árvores. Nas noites de Verão, é o bar mais popular da cidade.  editar
  • By The Way, Rua de Rakovski 166, (02) 980 3836, [56]. Muita da elegante vida nocturna de Sófia está centrada em lounge bars com sofás de couro, embora os cafés mais baratos, nas ruas comerciais, tem a bebida mais barata. O By The Way é um bar informal para conviver com os amigos, com bons cocktails e comida.  editar
  • Motto, Rua Aksakov, 18, (02) 987 2723, [57]. O Motto atrai pessoas de toda a cidade, com a sua decoração designer e sofás confortáveis. Com o seu cavernoso interior, paredes de tijolo e soalho de madeira escuro, o Motto é um restaurante popular que se transforma num moderno cocktail bar em fins de noite.  editar
  • Toba & Co, Rua Moskovska, 6A, (02) 989 4696. O Café-bar Toba & Co, situado por trás da Galeria Nacional de Arte, é muito popular e perfeito para uma bebida no Verão. Para uma cerveja alfresco, o grande café-bar sem nome na rua pedestre de ulitsa, perto da Boulevard Maria Louisa, está recheado de gente à noite.  editar
  • Cabaret, Rua Hristo Belchev, 12, (02) 981 6088, [58]. As discotecas da cidade tem uma grande variedade de música, desde o techno ao jazz e do rock à salsa, com chalga, uma curiosa mistura de pop turco e dança cigana, que é muitas vezes chamada pop-folclore, muito popular. O Cabaret (na cave do Before and After), tem um ambiente de antiguidade num edifício art noveau, com vários tipos de música.  editar
  • Club Chervilo, Boulevard Tsar Osvoboditel 9, (02) 483 2613, [59]. O premiado Chervilo tem vários DJs residentes, cuja house music atrai os jovens e modernos da cidade.  editar

Durma[editar]

Econômico[editar]

Hostel Mostel.
  • Art Hostel, Rua Angel Kanchev 21/A, (+359 2) 987 05 45 (, fax: (+359 2) 980 78 98), [60]. Alojamento barato e ambiente amigável, onde turistas e locais se misturam no pequeno bar da cave. É, segundo o "The Guardian", "Provavelmente a pousada de juventude mais cool da Europa". €9 (18 leva) por noite.  editar
  • Hostel Mostel, Boulevard Makedonia, 2A, +359 889 22 32 96 (), [61]. Sem dúvida o melhor motel da cidade! Uma espécie de enorme sala de estar para relaxar, ver um DVD, navegar na internet num dos modernos computadores ou simplesmente conviver. Existem viagens diárias para o Mosteiro de Rila. 24 leva (12 €) por uma cama num dormitória de 8 camas.  editar
  • Orient Express Hostel, Rua Christo Belchev, 8A, +359 888 384828 (), [62]. Este encantador pequeno motel oferece uma grande variedade de opções de quartos, todos com boa decoração. 8,50/10.  editar

Médio[editar]

  • Art 'Otel, Rua William Gladstone 44, (02) 980 6000 (, fax: (02) 981 1909), [63]. Um hotel moderno, criado por designers espanhóis e búlgaros, trata-se de um boutique hotel, um bocado para o caro, num edifício dos anos 30 numa rua residencial. Os 22 elegantes quartos são espaçosos e confortáveis, bem iluminados, com mobília contemporânea e varanda em muitos.  editar
  • Hotel Boris Knyaz, Rua Knyaz Boris 188, (02) 931 3142. Com preços surpreendentemente razoáveis, este pequeno e amigável hotel no extremo norte do Zhenski Pazar tem quartos modernos e bem iluminados, com casas-de-banho decentes e TV Cabo, com três suites e uma confortável área de convívio. É barato, limpo e, portanto, normalmente, está completamente cheio.  editar
  • Hotel Central ***, Boulevard Hristo Botev, 52, (02) 981 2364 (, fax: (02) 986 4561), [64]. Este moderno hotel numa óptima localização central tem quartos bem mobilados todos com internet Wi-Fi e varanda na maior parte. Inclui um spa, uma sauna, salas de conferências, e um grande restaurante com terraço. Os "apartamentos" (uma suite caríssima) tem espaço para até quatro pessoas.  editar
  • Scotty's Boutique Hotel, Rua Ekzarh Yossif, 11 (em frente da Sinagoga), (02) 983 6777. Numa localização central, em frente da Sinagoga, o Scotty's Boutique Hotel situa-se numa bela casa de quatro andares renovada (não há elevador). Os seus quartos são espaçosos e modernos, todos com decoração diferente e todos com um aspecto contemporâneo. Os quartos são limpos e iluminados, com soalho de madeira e varanda na maior parte dos quartos.  editar

Esbanje[editar]

O Sheraton, parte do Complexo do Largo.
As ruínas do Anfiteatro de Serdica, no Hotel Arena di Serdica.
  • Holiday Inn Sofia *****, Boulevard Alexandar Malinov, 111, (02) 807 0707 (, fax: (02) 8070 708), [65]. Este espectacular e moderno hotel de cinco estrelas, adjacente ao Business Park Sofia (arredores da cidade), é o maior da Bulgária. Com excelentes salas conferências, atrai os homens de negócios que visitam a cidade, mas a sua proximidade à montanha, o seu spa de luxo, e centro de fitness atrai muitos turistas também. O autocarro do hotel leva-o em 20 minutos até ao centro, cerca de 15km a norte.  editar
  • Sheraton Sofia Hotel Balkan *****, Praça Sveta Nedelya, 5, (02) 981 6541, [66]. Uma atracção por si só, e parte do complexo do Largo, situado numa óptima localização, é o melhor hotel de cinco estrelas da cidade , com mármores italianos e candelabros ornamentados. Os 184 quartos elegantes, incluindo 17 suites, foram recentemente restaurados e remobilados, com mobília clássica e decoração com gosto e uma vasta sala de baile. Todos os quartos tem Wi-Fi grátis, e existe um centro de fitness e sauna.  editar
  • Arena di Serdica *****, Rua Budapeshta, 2-4, (02) 810 7777 (, fax: (02) 810 77 70), [67]. Este hotel de cinco estrelas foi construído nas ruínas de uma arena da era romana (ver secção Veja), descoberta durante a construção em 2004 e que é possível visitar, quer seja cliente do hotel ou não. Os seus 64 quartos modernos reflectem a era com elegante decoração e arte. Wi-Fi em todo o hotel. Tem também um bem equipado Business Centre e Wellness Centre.  editar
  • Hotel Maria Luisa, Boulevard Maria Luisa, 29, (02) 980 5577 (, fax: (02) 980 3355), [68]. Situado num elegante edifício de inícios do século XX, na estrada principal da cudade, o Hotel Maria Luisa oferece quartos simples e calmos, com um plasma e máquina de café. Os quartos tem boas vistas da movimentada rua. As suites valem a pena o extra, mas os quartos normais também são bons.  editar

Mantenha contato[editar]

Sófia tem um grande número de pontos com internet sem fios, em bares, restaurantes e cafés. Consegue internet também em hotéis e áreas públicas, como o "Park Zaimov". O aeroporto tem wireless disponível no Terminal 2.

Segurança[editar]

Igreja Russa à noite. É uma das áreas mais bem iluminadas da cidade (e, portanto, mais seguras à noite).

Os peões tem que ter cuidado, porque os condutores búlgaros não dão prioridade aos pedestres.

À noite deve evitar as áreas à volta do terminal de autocarros, da estação de comboios, da Boulevard Maria Luiza, dos Parques (perto do NDK e do Borisova Gradina) e da Ponte dos Leões (Lavov Most), principalmente mulheres sozinhas. Aí existem drogados, prostitutas (tanto mulheres com transsexuais e travestis), a oferecer os seus "serviços", e algumas pessoas podem tentar tentá-lo com contrabando (produtos roubados, ilegais, etc.) e/ou atacá-lo. Estas áreas são também frequentadas por mendigos e bêbedos. Se o seu hotel ficar na área, não se preocupe, você fica bem, simplesmente não ande pela zona desnecessariamente. Tente agir como se estivesse familiarizado com a área (e familiarize-se durante o dia) e tente parecer um local. Desde que evite as áreas pouco iluminadas, o centro da cidade é seguro; fique em áreas bem iluminadas como a Boulevard Vitosha, o Largo, o Hotel Sheraton, o Teatro Nacional Ivan Vazov e o Clube Militar. É boa ideia escolher um hotel/motel nas áreas mais bem frequentadas.

Não entre em conflito com os locais, principalmente se parecerem agressivos ou bêbados. Evite grupos de adeptos de futebol, porque tendem a ser agressivos e estarem bêbados. Evite vestir T-shirts footebolísticas ou cachecóis de equipas de futebol da cidade, principalmente em dias de jogo.

Para além de tudo isto, existem fortes alegações de corrupção profunda no sistema de justiça búlgara (bem como os sistemas executivo e legislativo). Estrangeiros podem ter sérios problemas se forem envolvidos em problemas legais, principalmente se estiver a considerar passar um período longo no país. Um exemplo é o caso do australiano Jock Palfreeman [69]. Existem muitos outros relatos de violência contra estrangeiros, embora "supostamente" terem tentado comprar ilegalmente documentos ou drogas.

Cuidado com táxis; assegure-se que verifica os preços antes de entrar (paga-se por quilómetro e custa cerca de 0,59 durante o dia e 0,70 durante a noite; evite táxis com preços acima de 1,00) e assegure-se que o condutor tem o cartão de condutor na frente do carro, com o seu nome.

Cuidado com as muitas lojas de câmbio. Algumas destas fazem câmbio de dinheiro com taxas inferiores às expostas no painel. Vá a bancos, ou pode facilmente ser enganado e se quiser o seu dinheiro de volta o segurança pode intimidá-lo ou bater-lhe.

Saúde[editar]

Cotidiano[editar]

Trânsito na Tzarigradsko shose, em Sófia.

Se tiver um carro, é melhor estacioná-lo num parque guardado pago. Estacionar no centro é difícil; embora consiga encontrar espaços livres, a polícia búlgara tende a ser um bocado hostil se encontrarem carros com matrículas estrangeiras. Embora possam estar outros carros à beira, que pareçem estar estacionados legalmente, verifique se não existem sinais ou marcas no pavimento a proibi-lo. Se conduzir para fora da cidade (ou entrar no país por estrada), tem que ter uma vinheta (винетка) para poder conduzir em qualquer auto-estrada. Pode comprá-las na fronteira (embora ninguém o mencione e não existam sinais) ou antes de sair da cidade, em qualquer bomba de gasolina. O preço (de 2008) é de 10 leva por uma semana - o período mais curto possível é o de uma semana, mas também existem vinhetas de um mês e um ano. Tem que metê-la na esquina inferior direita do vidro. Se se esqueçer da vinheta, terá que pagar uma multa de cerca de 200 leva.

É obrigatório conduzir com os faróis acesos sempre, desde 1 de Novembro a 1 de Março.

Serviços religiosos[editar]

  • Catedral Católica de São José, Knjaz Boris I, 125 (a seguir ao Sheraton Hotel), 02/9815548, [70]. Missas: Sábado às 17h30 & Domingo 10h30m em búlgaro; 12h00 em latim; 18h00 em búlgaro  editar

Partir[editar]

Centro histórico de Plovdiv.
  • Mosteiro de Rila - Existem vários mosteiros em volta da cidade, mas o de Rila é sem dúvida o mais famoso dos arredores e do país. Este Património Mundial da UNESCO fica a apenas uma hora da cidade.
  • Plovdiv - Plovdid é a segunda maior cidade da Bulgária. Fica a apenas uma hora da cidade. Plovdiv encontra-se rodeada de três colinas, no meio da planície trácia. O seu centro histórico, ruínas romanas e ambiente relaxante fazem de Plovdiv uma óptima excursão de um dia.
  • Veliko Turnovo - Uma bela cidade ao longo de um rio serpenteante, a antiga capital da Bulgária na Idade Média. O antigo castelo e muralhas foram reconstruídos e são uma das mais interessantes atracções da cidade. Também interessante é a vizinha Arbanassi.


Este artigo é um guia. Ele tem muita informação, incluindo listas de hotéis, restaurantes, atracções e informação sobre chegada e partida. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Este artigo contém conteúdo do artigo Sófia , da Wikipedia. Veja o histórico dessa página para a lista de autores.

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites