Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

São Paulo/Centro Histórico

Da Wikitravel
Grande São Paulo : São Paulo : Centro Histórico
Revisão das 15h02min de 5 de junho de 2013 por 189.39.56.182 (discussão)

(dif) ← Revisão anterior | Ver revisão atual (dif) | Revisão posterior→ (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

O Centro Histórico é uma região de Bairros de São Paulo

Catedral da Sé

Entenda[editar]

Lugar de nascimento da cidade de São Paulo, o Centro Histórico passa por processos contínuos de revitalização. Fazem parte dele os bairros , Luz, República, Campos Elíseos e partes de Vila Buarque, Brás, Santa Cecília, Bela Vista e Consolação.

Chegar[editar]

De trem/metrô[editar]

  • Linha 1 (azul) do Metrô, estações Sé, São Bento, Luz e Liberdade
  • Linha 3 (vermelha) do Metrô, estações Pedro II, Sé, Anhangabaú e República
  • Linha 4 (amarela) do Metrô, estações República e Luz
  • Linhas 7 (rubi), 10 (turquesa) e 11 (coral) da CPTM, estação da Luz
  • Linha 8 (diamante) da CPTM, estação Júlio Prestes

Veja[editar]

Construções[editar]

  • Catedral da Sé, na praça da Sé (estação Sé do metrô), é a maior catedral gótica do país
  • Faculdade de Direito, Largo São Francisco, próximo à praça da Sé. Foi o palco de aventuras dos poetas românticos brasileiros da geração do mal-do-século.
  • Mercado Municipal, rua da Cantareira, 306, tel. 11 3228-0673/3227-6879, [1]. Fica junto à av. do Estado.
  • Estação da Luz, entre a rua Mauá e a av. Tiradentes, de construção inglesa
Estação Júlio Prestes e Estação Pinacoteca
  • Estação Júlio Prestes, da antiga Estrada de Ferro Sorocabana, foi construída entre 1926 e 1938. Fica na praça de mesmo nome. Tel. 11 3223-5199
  • Estação Pinacoteca, ao lado da estação Júlio Prestes, serviu como centro de tortura do DOPS (Departamento de Ordem Política e Social) durante a ditadura militar
  • Viaduto Santa Efigênia, sobre a avenida Prestes Maia, ao lado da estação São Bento do metrô. Sua obra foi iniciada em 1911, com projeto dos arquitetos italianos Giulio Michetti e Giuseppe Chiapori. Foi inaugurado em 1913 pelo prefeito Raymundo Duprat. Sua estrutura metálica, em ferro fundido, foi executada na Bélgica.
  • Correios, na esquina do Vale do Anhangabaú com a av. São João
  • Teatro Municipal, desenhada por Ramos de Azevedo, é uma das construções clássicas mais bonitas da cidade
  • Prédio da Light, no Viaduto do Chá com rua Xavier de Toledo, na diagonal do Teatro Municipal; abriga hoje um shopping popular
  • Edifício Eiffel, na praça da República, estação República do metrô. Foi projetado por Oscar Niemeyer.
  • Galeria Prestes Maia, ligando o Vale do Anhangabaú à praça Patriarca. Estação Anhangabaú do metrô.
  • Pátio do Colégio, onde foi erguida a Escola de São Paulo de Piratininga, por José de Anchieta, o embrião da cidade de São Paulo. Ali fica também o Museu de Anchieta
  • Vale do Anhangabaú, grande área aberta no coração do Centro
  • Secretaria da Justiça, projetado por Ramos de Azevedo e erguido entre 1881 e 1891; fica no Pátio do Colégio
  • Edifício Itália, o mais alto da cidade, na esquina das avenidas Ipiranga e São Luís; tem um restaurante/bar no topo que oferece uma vista espetacular da cidade
  • Edifício Copan, apesar de ter sofrido alterações no projeto original de Oscar Niemeyer, é um dos símbolos da cidade; fica na av. Ipiranga, ao lado do Edifício Itália.
  • Colégio Caetano de Campos, primeira escola de formação de professoras da cidade, na praça da República, hoje abriga a Secretaria da Educação
Prédio do Banespa visto da cobertura do Martinelli
  • Edifício Martinelli, que foi o primeiro arranha-céu da cidade. Esquina da av. São João, rua São Bento e Líbero Badaró.
  • Edifício do Banespa, tem um observatório incrível no topo. Entrada franca.
  • Colégio e Igreja São Bento, no largo São Bento
  • Grandes Galerias, prédios em estilo anos 1950, entre a av. São João e rua 24 de Maio.

Museus/Centros Culturais[editar]

  • Centro Cultural Banco do Brasil, rua Álvares Penteado, 112, tel. 11 3113-3651/3652, [2]. De 3ª a domingo, das 9h às 20h.
  • Museu da Língua Portuguesa[3], na estação da Luz, com entrada pelo lado da praça, em frente à Pinacoteca; aberto de 3ª a domingo, das 10h às 18h. Ingresso inteiro R$6.
  • Pinacoteca do Estado, praça da Luz, 2, entre o Jardim da Luz e a av. Prestes Maia, [4]. De 3ª a domingo, das 10h às 18h. Ingresso inteiro R$6.Grátis aos sábados.
  • Museu de Arte Sacra, na Av. Prestes Maia, 676, em frente à Pinacoteca, [5]. Aberto de 3ª a domingo, das 10h às 18h. Ingresso inteiro R$6.
  • Centro Universitário Maria Antônia, rua Maria Antônia, 294, Vila Buarque, tel. 11 3255-5538, [6]. Segundas às sextas, 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, 10h às 18h.
  • Conjunto Cultural da Caixa Econômica Federal, Edifício Sé, praça da Sé, 111, tel. 11 3321-4400, de 3ª a domingo, das 9h às 21h
  • Museu de Anchieta, Pátio do Colégio s/nº, [7].
  • Museu Memória do Bixiga, rua dos Ingleses, 118, tel. 11 3285-5009, de 4ª a domingo, das 14 às 17 h
  • Oficinas Culturais Mário de Andrade, Rua Três Rios, 363, Bom Retiro, tel. 11 3221-4704, estação Tiradentes do metrô. Cursos e oficinas diversos. Grátis.
  • Espaço Cultural BM&F, praça Antônio Prado, 48, tel. (11) 3119-2404, 2ª a 6ª, das 10h às 18h. Grátis.
  • Casa de Dona Yayá, rua Major Diogo, 353, Bela Vista, tel. 11 3106-3562, de domingo à 6ª, das 10h as 16h
  • Museu do Transporte Público Gartano Ferolla, Av. Cruzeiro do Sul, 780, tel. 11 3315-8884, de 3ª a domingo, das 9h30 às 17h, estação Armênia do metrô
  • Museu da Polícia Militar, rua Dr. Jorge Miranda, 108, de 3ª a domingo, das 9h às 17h, grátis
  • Museu da Energia, Casarão Santos Dumont, al. Cleveland, 601, de 3ª a sábado, das 10h às 17h, grátis. Estação Santa Cecília do metrô. [8]

Compre[editar]

  • Mercado Municipal
  • Rua 25 de Março
  • Ruas Barão de Itapetininga e 24 de Maio
  • Ruas Direita, São Bento, José Bonifácio e arredores
  • Shopping Light, Rua Coronel Xavier de Toledo, 23, tel. 11 3154-2292. [9]

Coma[editar]

  • Bar Estadão, na confluência dos viadutos Major Quedinho e 9 de Julho. Sanduba de pernil (24 horas).
  • Castelões, Rua Jairo Góis, 126, tel. 11 3229-0542. Pizza.
  • Famiglia Mancini, Rua Avanhandava, 81, tel. 11 3256.4320. Tradicional restaurante italiano.
  • Lótus, Rua Brigadeiro Tobias, 420 (esq. Senador Queiroz), tel. 11 3229-5696. Comida vegetariana chinesa por kilo,
  • Mercado Municipal, Rua Cantareira, .Pastel de bacalhau e sanwuíche de mortadela.
  • Pedrinho, Rua São Bento, 487. Cachorro-quente.
  • Ponto Chic, Largo do Paissandu, 27. (esse é o local onde o famoso sanduíche Bauru foi inventado)

Beber e sair[editar]

  • Bar Brahma, na famosa esquina da Avenida Ipiranga com a Avenida São João. Conserva as caractrísticas originais da década de 1920.
  • Cantho, Largo do Arouche, 32, tel 11 3723-6624. Clube gay.
  • Inferno, Rua Augusta, 501, Consolação, tel. 11 3120-4140.
  • Royal, Rua da Consolação, 222, tel. 11 3255-6413.
  • Trash 80's, Alameda Ribeirão Preto, 258, tel. 11 3262-4881.
  • Ultradiesel, Rua Marquês de Itu, 284, tel. 11 3338-2493. Clube gay [10]

Durma[editar]

  • Bourbon São Paulo, Avenida Dr. Vieira de Carvalho, 99, tel. 11' 3337-2000. [11]
  • Formule 1, Avenida São João, 1.140, tel. 11 6878-6400. [12]
  • Novotel Jaraguá São Paulo, Rua Martins Fontes, 71, tel. 11 2802-7000. [13]

Aprenda[editar]

Segurança[editar]

Como todo centro de grande cidade, onde há muito trânsito de pedestres, tome cuidado redobrado com bolsas, carteiras e valores.

Respeite[editar]

Mantenha contato[editar]

Partir[editar]


Este artigo é usável. Ele contém informações sobre como chegar e algumas indicações completas de restaurantes e hotéis. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas