Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Parque Natural de Montesinho

Da Wikitravel
Europa : Península Ibérica : Portugal : Parque Natural de Montesinho
Revisão das 19h40min de 19 de maio de 2008 por 77.54.61.79 (discussão)

Ir para: navegação, pesquisa

O Parque Natural de Montesinho é uma área protegida de Portugal.

Entenda

História

Paisagem

Fauna

O Parque Natural de Montesinho encontra-se entre as áreas de montanha mais importantes para a fauna a nível nacional e europeu. Uma parte muito significativa de toda a fauna terrestre portuguesa está aqui representada, contando-se cerca de duzentas e cinquenta espécies de vertebrados e reconhecendo-se uma elevada riqueza e diversidade também de invertebrados. Muitas das espécies estão ameaçadas, constituem endemismos ibéricos, são raras ou têm uma distribuição muito reduzida em Portugal. Destaca-se a importância desta área para a conservação do lobo-ibérico cuja preservação está dependente, entre outros factores, da manutenção das populações de presas selvagens como o veado e o corço. Também a toupeira-d’água tem aqui condições muito favoráveis, exibindo algumas das melhores populações nacionais. O gato-bravo a lontra o morcego-de-ferradura-grande e o rato-dos-lameiros são igualmente exímios representantes dos mamíferos ocorrentes.

Cerca de 170 espécies de aves, grande parte nidificantes, incluindo espécies raras como a águia-real, a cegonha-negra, o tartaranhão-azulado, o picanço-de-dorso-vermelho, o melro-das-rochas, e a petinha-ribeirinha, atestam a grande diversidade e valor da fauna presente. A víbora-cornuda, o lagarto-de-água e o tritão-marmorado são alguns dos répteis e anfíbios que se podem observar. Constitui uma área excepcionalmente favorável para a truta-de-rio, podendo-se encontrar também peixes muito ameaçados como a panjorca e o verdemã-do-norte. A presença de numerosas espécies de borboletas raras e exclusivas do Nordeste Transmontano como a Brenthis daphne, a Boloria dia e a Aphantopus hyperanthu, assim como das únicas populações viáveis do mexilhão-de-rio conhecidas em Portugal, realça a importância desta Área Protegida também para os invertebrados. Os cursos de água, os matos, os lameiros, os bosques autóctones (carvalhais e sardoais) e as áreas rupícolas albergam as zonas preferenciais de alimentação, abrigo ou reprodução de grande parte das espécies. As áreas cerealíferas e os soutos de castanheiros proporcionam também importantes territórios de caça, refúgio ou reprodução de algumas aves e mamíferos. Algumas construções isoladas, moinhos ou minas funcionam ainda como preciosos abrigos para a fauna, em particular para os morcegos.

Clima

Chegar

Taxas e Permissões

Circule

Veja

Faça

Compre

Coma

Beba

Durma

Hospedagem

Experimentem a Estalagem da Senhora da Hera, em Cova da Lua. Localização central no Parque, piscina deliciosa no final dum dia de caminhada, pessoal simpático e comida deliciosa.

Campismo

Parque de campismo de Rio de Onor - 914716193

No campo

Segurança

Partir

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas