Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Norte da África"

Da Wikitravel
África : Norte da África
Ir para: navegação, pesquisa
(A região da África do Norte)
(34 edições intermédias de 20 utilizadores não apresentadas)
Linha 17: Linha 17:
  
 
== Entenda ==
 
== Entenda ==
 +
O início do avanço britânico no Egito e o êxito de que foi coroado aumentaram as apreensões já manifestas pelo Eixo a respeito da situação das colônias francesas na África. Os aliados não haviam feito segredo de sua apreensão de que tais colônias caíssem em mãos do Eixo. Sua utilidade como segunda frente africana contra a posição do Eixo na Líbia era por demais evidente. O interesse americano era em particular demonstrado pela chegada durante o verão de tropas americanas à Libéria para estabelecer bases situadas a uma distância de ataque da África Ocidental Francesa. Nos primeiros dias de outubro a estação de rádio de Paris advertiu sobre "um desembarque de chamadas forças americanas de libertação", e um mês mais tarde Berlim repetia a advertência de que a África do Norte oferecia aos aliados um promissor teatro de operações. De modo geral, era o perigo potencial de Dakar que causava a ansiedade mais aguda. Os alemães faziam pressão sobre Vichy para que tomasse precauções extraordinárias contra o ataque, e a viagem de inspeção do almirante Darlan nos últimos dias de outubro foi um gesto destinado a advertir os aliados de que o referido ataque encontraria resistência imediata.
  
== A região da África do Norte  ==
+
== Chegar ==
África, a Diversidade num Continente
+
 
+
O continente africano é amplamente conhecido pelas suas belezas naturais, principalmente quando se refere à grandiosa vida selvagem. Porém, o que encontramos de imenso neste continente é uma enorme diversidade física e sócio-econômica, pois existe neste espaço desde extensos vales férteis, aonde a vida parece não ter fim, até desertos gigantes, como é o caso do Saara, o maior do mundo. O contraste da pobreza e riqueza também é muito visível por toda sua extensão continental, sendo caracterizado principalmente pelas péssimas condições de vida em muitos países. O termo “berço da humanidade” é dado em razão da África abrigar uma das civilizações mais antigas e intrigantes do globo, os egípcios, que formaram um poderoso “império” a 4 mil anos atrás. Portanto, toda essa riqueza cultural e natural existente no continente, torna a África um espaço muito particular.
+
 
+
Em conseqüência a esta diversidade, não é tarefa fácil dividir a África por regiões devido a sua heterogenidade ao longo do continente. Porém, pode-se definir duas formas básicas de classificação regional: as questões físicas (localização geográfica) e questões humanas (cultura/ocupação)
+
 
+
África: cinco regiões num continente
+
 
+
Ao visualizar um mapa da África, pode-se ver que dividir o mesmo por regiões a partir da sua localização espacial nos sentidos Norte, Sul, Leste e Oeste é bem possível. Dessa forma, classifica-se o continente em cinco regiões distintas quanto a sua posição geográfica: Norte da África, Oeste da África, África Central, Leste da África e Sul da África.
+
 
+
Norte da África: como o próprio nome já diz, é a área situada ao norte do continente e que vem a ser banhado pelo Mar Mediterrâneo, em sua maioria, fazendo parte desta região cinco países. Também não se pode esquecer que ao sul desta região se encontra o deserto do Saara.
+
 
+
Oeste da África: é uma região muito confusa do ponto de vista político. São quinze nações que dividem um espaço caracterizado por áreas desérticas (Saara, ao norte) e florestas tropicais. Em sua economia local, a exploração de petróleo destaca-se com uma atividade bem atraente para os países.
+
 
+
África Central: caracterizada pelos inúmeros conflitos da década de 90 que marcaram profundamente a região, a África Central ficou conhecida no mundo pelos conflitos no Zaire que o transformaram em República Democrática do Congo. Oito países fazem parte desta região, destacada por grandes florestas tropicais em razão de estar na latitude 0 do globo.
+
 
+
Leste da África: também conhecida como “Chifre da África”, por sua forma física do extremo leste africano, é uma área bem diversificada por ter países bem estruturados e urbanizados, como é o caso do Quênia, e em contraponto a isto, existe à Somália e Etiópia, nações mergulhadas em problemas gerados pelas suas guerras civis. Nesta região encontram-se dez países bem distintos, tantos nos aspectos físicos como humanos. É na divisa entre Uganda, Tanzânia e Quênia que existe o lago Vitória, que é considerado a nascente do rio Nilo.
+
 
+
Sul da África: o extremo sul africano é representado pelas diferenças existente ente os onze países no campo sócio-econômico, principalmente, pois o contraste entre a África do Sul, nação bem desenvolvida, se comparada aos outros países africanos, em relação aos demais é visivelmente percebido. Este país exerce um poder centralizador  nesta região, onde a economia é seu ponto forte. Observa-se também uma diversidade natural neste espaço, em razão de possuir grandes vales férteis e vastos desertos como o Kalahari, sendo no delta do Okavango (Botsuana) acontece uma das maiores e mais impressionantes migrações do mundo, a dos gnus.
+
 
+
 
+
Aspectos Sócio-econômicos
+
 
+
Agora, analisar a África destacando suas características culturais, promove uma divisão bem diferente da anterior. Ao observar o continente africano pela sua ocupação ao longo dos anos, classifica-se a África em duas regiões: África “branca” (cultura árabe) e África “negra” (culturas locais).
+
 
+
Isto é possível em virtude da influência que a região norte da África (árabe) sofreu da ocupação dos povos do Oriente Médio (Ásia) durante os tempos, tendo como resultado um espaço totalmente adverso da África “negra”, sendo esta última caracterizada pelas culturas regionais provindas de milenares tribos africanas. Também é possível destacar a própria cor da pele dos africanos nessas duas regiões: os descendentes de árabes possuem uma tez clara, em grande parte, enquanto que os africanos relacionados com as culturas tribais já têm uma cor mais negra.
+
 
+
Sendo assim, a África vem a ser o resultado de anos de ocupação e influência das mais diversas culturas do mundo que remodelaram e transformaram seu continente num espaço diversificado e muitas vezes carente de recursos econômicos, por outro lado, suas belezas naturais são únicas e, por enquanto, estão permanentes em todo seu território.
+
 
+
Divisão Física (localização) da África
+
 
+
Norte da África
+
+
 
+
Argélia, Egito, Líbia, Marrocos, Saara Ocidental e Tunísia
+
 
+
Oeste da África
+
+
 
+
Benin, Burkina Faso, Cabo Verde, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Mauritânia, Níger, Nigéria, Senegal, Serra Leoa e Togo
+
 
+
África Central
+
+
 
+
Camarões, Congo, Gabão, Guiné Equatorial, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe e Chade
+
 
+
Leste da África
+
+
 
+
Burundi, Dijbuti, Eritréia, Etiópia, Quênia, Ruanda, Somália, Sudão, Tanzânia e Uganda
+
 
+
Sul da África
+
+
 
+
África do Sul, Angola, Botsuana, Lesoto, Madagascar, Malauí, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Zâmbia e Zimbábue
+
 
+
Divisão Sócio-Econômica da África
+
 
+
África “branca”
+
+
 
+
Argélia, Dijbuti, Egito, Eritréia, Etiópia, Líbia, Mali, Marrocos, Mauritânia, Níger, Saara Ocidental, Somália, Sudão e Tunísia.
+
 
+
África “negra”
+
+
 
+
Benin, Burkina Faso, Cabo Verde, Gâmbia, Gana, Guiné, Guiné-Bissau, Libéria, Nigéria, Senegal, Serra Leoa, Togo, Camarões, Congo, Gabão, Guiné Equatorial, República Centro-Africana, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe, Chade, Burundi, Quênia, Ruanda, Tanzânia, Uganda, África do Sul, Angola, Botsuana, Lesoto, Madagascar, Malauí, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Zâmbia e Zimbábue
+
  
 
== Circule ==
 
== Circule ==
Linha 111: Linha 45:
 
== Partir ==
 
== Partir ==
  
 +
{{delineado}}
 
{{FicaEm|África}}
 
{{FicaEm|África}}
  

Revisão de 22h17min de 29 de setembro de 2013

Este artigo é sobre a região norte da África

Índice

Países

Países do Norte da África

Territórios

Cidades

Outros destinos

Entenda

O início do avanço britânico no Egito e o êxito de que foi coroado aumentaram as apreensões já manifestas pelo Eixo a respeito da situação das colônias francesas na África. Os aliados não haviam feito segredo de sua apreensão de que tais colônias caíssem em mãos do Eixo. Sua utilidade como segunda frente africana contra a posição do Eixo na Líbia era por demais evidente. O interesse americano era em particular demonstrado pela chegada durante o verão de tropas americanas à Libéria para estabelecer bases situadas a uma distância de ataque da África Ocidental Francesa. Nos primeiros dias de outubro a estação de rádio de Paris advertiu sobre "um desembarque de chamadas forças americanas de libertação", e um mês mais tarde Berlim repetia a advertência de que a África do Norte oferecia aos aliados um promissor teatro de operações. De modo geral, era o perigo potencial de Dakar que causava a ansiedade mais aguda. Os alemães faziam pressão sobre Vichy para que tomasse precauções extraordinárias contra o ataque, e a viagem de inspeção do almirante Darlan nos últimos dias de outubro foi um gesto destinado a advertir os aliados de que o referido ataque encontraria resistência imediata.

Chegar

Circule

Fale

Compre

Coma

Beber e sair

Durma

Aprenda

Segurança

Saúde

Respeite

Mantenha contato

Partir

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites