Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Myanmar

Da Wikitravel
Sudeste Asiático : Myanmar
Revisão das 10h28min de 20 de março de 2011 por Texugo (discussão | contribs)

(dif) ← Revisão anterior | Ver revisão atual (dif) | Revisão posterior→ (dif)
Ir para: navegação, pesquisa
noframe
Localização
noframe
Bandeira
noframe
Informações Básicas
Capital Nay Pyi Taw
Governo Ditadura militar
Moeda Kyat (MMK)
Área total: 678.500 km2
terra: 657.740 km2
água: 20.760 km2
População 42.238.224 (est. Julho 2002)
Idioma Birmanês (oficial), Inglês, Kayin, Mon, dialetos Shan e chineses
Religião Budistas 89%, cristãos 4%, Muçulmanos 4%, Animistas 1%
Eletricidade 220V/50Hz (tomadas de vários tipos)
Código telefônico +95
Internet TLD .mm
Fuso horário UTC+6:30



Myanmar é um país do Sudeste Asiático.

Regiões[editar]

Mapa de Myanmar
Irrawaddy
the lowlands of the Irrawaddy Delta with the largest city and former capital
Myanmar Central
Mandalay, historical and archaeological sites and cool hill towns
Myanmar Oeste
remote mountainous regions and some lovely beaches on the Bay of Bengal
Myanmar Norte
a huge, fractious region including the southern reaches of the Himalayas and many ethnic tribes
Myanmar Leste
the infamous Golden Triangle and a bewildering number of ethnic groups
Myanmar Sudeste
the southern coastal stretch bordering Thailand with a vast number of offshore islands







O país está separado em:

Estados[editar]

Divisões[editar]

Cidades[editar]

  • Nay Pyi Taw (ex-Pyinmana), a capital administrativa do país desde abril de 20006
  • Yangon (ex-Rangoon), a capital comercial, é uma cidade milenar
  • Mandalay, antiga capital da dinastia Konbaung
  • Amarapura, cidade da seda, a 15 km de Mandalay
  • Sagaing
  • Ava
  • Bagan (ex-Pagan)
Estados e Divisões de Myanmar

Outros destinos[editar]

  • Monastério Bin
  • Buda Mahamuni

Entenda[editar]

O Myanmar é a antiga Birmânia, famoso por sua arquitetura, especialmente os pagodas. O país vive uma ditadura militar; por isso, evite falar mal do governo na frente dos locais.

Chegar[editar]

É preciso ter visto para brasileiros entrarem no país. Embaixada em Brasília: tel (61) 3248-3747.

De avião[editar]

A principal companhia aérea do país é a Myanmar Airways International, com vôos de Kuala Lumpur, Bangkok e Cingapura. A Thai Airways tem vôos diários de Bangkok.

De carro[editar]

A partir da Tailândia, há vários pontos de travessia da fronteira. De outros países fronteiços a travessia pode ser complicada.


Circular[editar]

De avião[editar]

Várias companhais locais oferecem vôos domésticos econômicos: são elas a Mandalay Air, a Bagan Air e a Yangon Air.

De barco[editar]

Há serviços de ferry de Bagan para Mandalay e para Yangon.

De carro[editar]

De autocarro/ônibus[editar]

De comboio/trem[editar]

A rede de trens de Myanmar é extensa, porém os atrasos são comuns, bem como a lentidão. Cabines-dormitórios devem ser reservados com antecedência.

Fale[editar]

O inglês mais básico é ensinado nas escolas e, portanto, serve para uma comunicação simples.

Compre[editar]

O Kyat (pronuncia-se tchat) é a moeda local. Um dólar vale oficialmente 6 kyats; entretanto, no câmbio negro vale em torno de 1000 kyats. O câmbio negro é ilegal, mas comum, em mercados, joalherias, lojas e agências de turismo. Há notas com valores estranhos, como 15 ou 35. Cartões de crédito são pouquíssimo aceitos, enquanto cheques de viagem nunca o são. Notas de dólar ou euro devem estar novas, sem dobraduras ou rabiscos. Notas de 100 dólares com numeração iniciada por "CB" são vistas como suspeitas de falsas.

Objetos laqueados e tecidos são os produtos mais populares do país.

Coma[editar]

Beba e saia[editar]

Durma[editar]

Aprenda[editar]

Trabalhe[editar]

Segurança[editar]

Muitos grupos insurgentes atam em diversos estados do país, próximos às fronteiras da Tailândia e da China. Viajar a essas regiões não é permitido pelo governo sem que haja uma permissão. Além disso, viajar aos estados de Kayah e Rakhine é proibido, devido a assuntos de direitos humanos e conflitos com grupos rebeldes. Os locais permitidos ao turismo são as divisões de Yangon, Bago, Ayeyarwady, Sagaing, Taninthayi, Mandalay e Magwe.

Saúde[editar]

Respeite[editar]

Mantenha contato[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites