Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Minas Gerais"

Da Wikitravel
Sudeste : Minas Gerais
Ir para: navegação, pesquisa
(Partir)
(mesorregiões)
Linha 2: Linha 2:
  
 
== mesorregiões ==
 
== mesorregiões ==
[[Image:MinasGerais Mesorregions.svg|thumb|250px|Mapa mostrando a divisão do estado de Minas Gerais em mesorregiões, microrregiões e municípios.]]
+
{{Regionlist
Minas é o maior estado da Região Sudeste e tem inúmeras cidades e atrações naturais. Para organizar o guia, dividimos o estado em algumas regiões:
+
| regionmap=MinasGerais Mesorregions.svg
*1-[[Campo das Vertentes]]
+
| regionmaptext=Mapa mostrando a divisão do estado de Minas Gerais em mesorregiões, microrregiões e municípios
*2-[[Central Mineira]]
+
| region1name=1-[[Campo das Vertentes]]
*3-[[Vale do Jequitinhonha]]
+
| region1color=#9ACD32
*4-[[Região Metropolitana de Belo Horizonte]]
+
| region1items=
*5-[[Noroeste de Minas]]
+
| region1description=
*6-[[Norte de Minas]]
+
 
*7-[[Centro-Oeste de Minas]]]
+
| region2name=2-[[Central Mineira]]
*8-[[Sul e Sudoeste de Minas]]
+
| region2color=#FF6A6A
*9-[[Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba]]
+
| region2items=
*10-[[Vale do Mucuri]]
+
| region2description=
*11-[[Vale do Rio Doce]]
+
 
*12-[[Zona da Mata (Minas Gerais)|Zona da Mata]]
+
| region3name=3-[[Vale do Jequitinhonha]]
 +
| region3color=#FFEC8B
 +
| region3items=
 +
| region3description=
 +
 
 +
| region4name=4-[[Região Metropolitana de Belo Horizonte]]
 +
| region4color=#DAA520
 +
| region4items=
 +
| region4description=
 +
 
 +
| region5name=5-[[Noroeste de Minas]]
 +
| region5color=#FFEC8B
 +
| region5items=
 +
| region5description=
 +
 
 +
| region6name=6-[[Norte de Minas]]
 +
| region6color=#9ACD32
 +
| region6items=
 +
| region6description=
 +
 
 +
| region7name=7-[[Centro-Oeste de Minas]]
 +
| region7color=#FFEC8B
 +
| region7items=
 +
| region7description=
 +
 
 +
| region8name=8-[[Sul e Sudoeste de Minas]]
 +
| region8color=#DAA520
 +
| region8items=
 +
| region8description=
 +
 
 +
| region8name=8-[[Sul e Sudoeste de Minas]]
 +
| region8color=#DAA520
 +
| region8items=
 +
| region8description=
 +
 
 +
| region9name=9-[[Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba]]
 +
| region9color=#6E8B3D
 +
| region9items=
 +
| region9description=
 +
 
 +
| region10name=10-[[Vale do Mucuri]]
 +
| region10color=#6E8B3D
 +
| region10items=
 +
| region10description=
 +
 
 +
| region11name=11-[[Vale do Rio Doce]]
 +
| region11color=#FF6A6A
 +
| region11items=
 +
| region11description=
 +
 
 +
| region12name=12-[[Zona da Mata (Minas Gerais)|Zona da Mata]]
 +
| region12color=#6E8B3D
 +
| region12items=
 +
| region12description=
 +
}}
  
 
== Cidades ==
 
== Cidades ==

Revisão de 20h57min de 8 de fevereiro de 2013

Centro histórico São João del Rey
Minas Gerais é um estado da Região Sudeste do Brasil.

Índice

mesorregiões

Mapa mostrando a divisão do estado de Minas Gerais em mesorregiões, microrregiões e municípios
1-Campo das Vertentes
2-Central Mineira
3-Vale do Jequitinhonha
4-Região Metropolitana de Belo Horizonte
5-Noroeste de Minas
6-Norte de Minas
7-Centro-Oeste de Minas
8-Sul e Sudoeste de Minas
9-Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba
10-Vale do Mucuri
11-Vale do Rio Doce
12-Zona da Mata




Cidades

Minas Gerais é o estado brasileiro com o maior número de municípios. Segue uma lista de dez das cidades mais visitadas pelos viajantes:

Outros destinos

Minas, com sua extensa área geográfica, apresenta uma grande diversidade de ambientes (campos de altitude, campos rupestres, cerrado, florestas, caatinga, etc). Muitos desses locais são protegidos por Parques - unidades de conservação de uso múltiplo criadas para conservar áreas estratégicas com importante valor ecológico, histórico ou cultural. Os Parques destinam-se a fins educativos, científicos e recreacionais.

Parques nacionais

Parques Estaduais

Entenda

Minas Gerais

Minas Gerais é uma das 27 unidades federativas do Brasil, sendo a quarta maior em extensão territorial — que é de 586.528 km², superior à da França — e a segunda em população. Localizado na Região Sudeste do Brasil e limitado ao sul e sudoeste com São Paulo, a oeste com o Mato Grosso do Sul e a noroeste com Goiás, incluindo uma pequena divisa com o Distrito Federal (Brasil), a leste com o Espírito Santo, a sudeste com o Rio de Janeiro e a norte e nordeste com a Bahia.O estado é o segundo mais populoso do Brasil, com quase 20 milhões de habitantes. Sua capital e maior cidade, Belo Horizonte, reúne em sua região metropolitana cerca de 5,5 milhões de habitantes, sendo, assim, a terceira maior aglomeração urbana do Brasil. Minas Gerais possui o terceiro maior Produto Interno Bruto do Brasil, superado apenas pelos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, embora em um importante indicador de capacidade econômica, a arrecadação de ICMS, Minas supere Rio de Janeiro na classificação nacional. Também é muito importante sob o aspecto histórico: cidades erguidas durante o ciclo do ouro no século XVIII consolidaram a colonização do interior do país e estão espalhadas por todo o estado. Alguns eventos marcantes da história brasileira, como a Inconfidência Mineira, a Revolução de 1930, o Golpe Militar de 1964 e a campanha pela abertura política em meados da década de 1980 mais conhecida como Diretas Já, foram arquitetados em Minas Gerais.

Chegar

  • Chegar Ate Belo Horizonte-Belo Horizonte, como quinta cidade mais populosa do país, é servida por importantes corredores rodoviários e dois aeroportos, sendo um internacional

De São Paulo basta pegar a BR381 (rodovia Fernão Dias), passando pelo sul de Minas (cidades de Extrema, Pouso Alegre, Varginha...).

Do Rio de Janeiro (capital) o trajeto é todo pela BR040 (subindo o mapa), passando por Petrópolis (RJ), Juiz de Fora (MG), Barbacena (MG) e Conselheiro Lafaiete (MG). Há três pedágios no trecho entre o Rio de Janeiro e Juiz de Fora (MG).

O turista capixaba deve seguir pela BR262, viagem que merece muita atenção por parte dos motoristas, pelas condições precárias de vários trechos. Em Minas a porta de entrada é a cidade de Manhuaçu.

Para quem vem de Goiás e Distrito Federal (Brasil) o melhor é pegar a BR040 (descendo o mapa), até Belo Horizonte. A viagem segue pelas cidades de Paracatu (MG), João Pinheiro (MG), Três Marias (MG) e Sete Lagoas (MG).

Do Triângulo Mineiro a melhor opção é a BR262, que passa por Uberaba, Araxá e Pará de Minas.

Saindo do sudoeste (região de São Sebastião do Paraíso e Passos) o percurso se faz pelas rodovias BR050 e MG050, passando por Formiga e Divinópolis.

Circule

De Bike

Você pode conhecer Minas usando uma bicicleta. A rede de ciclovias da cidade integra também os vários pontos turísticos da cidade. Você pode alugar uma no Passeio Público, um parque que fica entre o Centro Cívico e o centro da cidade.

Fale

O idioma é o mesmo em todo o país. Apesar de haver grandes diferenças entre os estados de pronúncia e vocabulário, os falantes de português do Brasil conseguem se comunicar em qualquer parte do país sem problemas. Geralmente o turista estrangeiro não encontra dificuldade de se comunicar em espanhol. Falando devagar e com paciência, ele vai ser entendido. O inglês, ultimamente em progresso no ensino profissionalizante nas cidades turísticas, é geralmente compreendido em locais frequentados por turistas.

Compre

  • Pijamas em
  • Borda da Mata
  • Peças artesanais como: artesanato em Cerâmica, Tecelagem, Cestaria, Esculturas em Madeira, Trabalhos em Couro
  • Musicas
  • Quadros e desenhos
  • Queijos encontrados na estradas(muito bom)
  • manteiga de garrafa

Coma

A culinária de Minas Gerais talvez seja a que concentra a maior diversidade de pratos no Brasil, pois em cada região do estado há uma comida típica diferente, com ingredientes encontrados com fartura no meio rural. Quase todos os pratos da cozinha mineira contam com legumes, frutos ou tubérculos nativos.

Mandioca

  • Bolinhos-Ingredientes para quatro pessoas: meio quilo mandioca; 250g de batatas; uma colher de chá de manteiga; três ovos; sal, óleo, salsa bem picada. Descascar a mandioca, cortar em pedaços, cozinhar até se amaciar. Passar pelo espremedor ou peneira. Descascar e cozinhar as batatas, passar pelo espremedor. Misturar com a manteiga e as gemas; temperar com sal. Se quiser, juntar salsa. Bater as claras em neve; para fritar, juntar as claras em neve misturando de leve, dando formato com duas colheres. Fritar em óleo quente abundante e secar sobre papel absorvente.
  • Frito- Ingredientes: Meio quilo de mandioca, óleo, sal. Lavar a mandioca, deixar de molho em água para soltar a casca. Descascar e cortar em pedaços regulares no comprimento, tirar o talo central, cozinhar em água e sal. Escorrer e fritar em óleo quente até secos. Tirar com escumadeira, escorrer em papel absorvente e servir muito quente.

Angu

  • Angu-Nos séculos coloniais, o sal só podia vir de Portugal. No fim do século XIX e início do século XX, o sal era taxado exorbitantemente. Com isso, o fubá de milho passou a ser servido sem o sal, somente com banha de porco, fubá de milho e água. O gosto ficou um pouco desagradável. Insosso ou insonso, como se diz erradamente, muito parecido com o "angu" dados aos porcos. Tal semelhança deu origem ao nome deste prato, nutritivo e saboroso, que serve de acompanhamento a pratos principais.

Bambá de couve, prato roceiro

Ingredientes: um litro de caldo de carne magro, quatro folhas de couve rasgadas, duas colheres de sopa de fubá, um ovo, 250 g. linguiça frita. Desmanchar o fubá ligeiramente tostado em pouca água fria e juntar ao caldo, levando a fogo brando. Juntar a couve e, ao ferver,Juntar o ovo; mexer para talhar. Cortar a linguiça em pedacinhos, fritar e juntar. Outra versão manda refogar a couve separadamente num pouco de toucinho e juntar no final.

Cozido à moda mineira ou panelada de campanha

Ingredientes: duas colheres de sopa de banha, dois pimentões picados. Carnes: um quilo carne de porco em pedaços, 500 g. carne de vaca, um quilo de lingüiças, três paios. Legumes, por ordem de cozimento: 500 g. mandioca, 500 g. cenouras, 15 minutos depois 500 g. batatinhas sem casca, 500 g. batatas-doces sem casca; quinze minutos depois seis cebolas, um repolho médio, rasgado, quatro chuchus sem casca, cinco bananas nanicas sem casca e metade de uma abóbora vermelha. Usar ainda uma xícara farinha de mandioca. Refogar as carnes no panelão com os pimentões, cobrir de água fria e cozinhar. Tirá-los do caldo, guardando quente. Pôr os legumes no caldo quente, observando seu tempo de cozedura acima. Retirá-los e mantê-los quentes. Tirar um pouco do caldo, juntar com malagueta picada na molheira. Juntar a farinha ao caldo restante, mexendo até consistência de pirão. Os legumes que sobrarem são aproveitados na Sopa de cozido e as carnes em roupa-velha.

Frango com quiabo

Ingredientes. Uma galinha, uma xícara óleo, temperos: sal, salsa, cebola, alho, cheiros verdes. Um quilo de quiabos. Lavar a galinha e cortar pelas juntas. Fritar em óleo quente os temperos e depois os pedaços de galinha, bem dourados. Noutra panela, fritar o quiabo, cortado em rodelinhas; escorrer e juntar à galinha. Cozinhar um tempo; servir com angu.

Quibebe

Ingredientes: um quilo de abóbora vermelha, uma colher de café de açúcar, meia xícara caldo de carne, duas cebolas picadas, um molho de cheiro-verde picado, uma colher de sopa óleo, pimenta-do-reino. Partir o miolo da abóbora, cozinha r em pouca água e sal, bater no liqüidificador. Refogar a polpa nos temperos em óleo quente, juntar o caldo e o açúcar, engrossar um pouco.

Requeijão caseiro, com leite

Ingredientes: 250 g de queijo-de-minas fresco; quatro colheres de sopa de amido de milho; duas colheres de sopa de manteiga, meio litro de leite e três colheres de sopa de sal. Liquidificar cinco minutos o queijo picado com o amido de milh o, a manteiga, o leite e o sal. Quando estiver um creme bem homogêneo, transferir para uma panela. Cozinhar, sem parar de mexer, cinco minutos ou até ferver. Baixar o fogo e continuar a cozinhar, sem parar de mexer, mais sete minutos ou 5[1]

Aprenda

A rede de ensino no estado conta com escolas privadas e públicas em todos os níveis de ensino. O português é o idioma oficial das escolas, mas o inglês e o espanhol são parte do currículo de escola secundária oficial. No nível superior, o estado possui 25 instituições públicas respeitadas como a UFMG e a UFLA.

Segurança

A maioria das grandes cidades têm problemas crônicos de segurança, que podem ou não afetar os viajantes. Dica número um: não ostente. Dois: prefira sair acompanhado. Três: em caso de assalto, não reaja.

Saúde

As doenças comuns em Minas Gerais são:

  • Dengue-O número de casos graves de dengue em Minas Gerais caiu 86% nos quatro primeiros meses de 2012, em comparação com o mesmo período do ano passado. Foram registrados até o momento, 25 casos contra 173, em 2011. Entre janeiro e abril de 2011, foram registrados 16 óbitos. Em 2012, no mesmo período, ocorreram quatro mortes por dengue no estado. Minas Gerais é o sexto estado brasileiro que mais registrou casos de dengue.Para EVITA a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais Propício para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerante, pneus velhos, vasinhos de plantas jarros de flores, garrafas caixas d'água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.
  • Sinusite-Embora você não possa prevenir por completo a sinusite, da mesma forma como não pode evitar resfriados e infecções bacterianas, dá para fazer algumas coisas para diminuir a sua freqüência e gravidade, e possivelmente evitar que a sinusite aguda torne-se crônica. Pessoas com susceptibilidade para sinusite, especialmente as que têm alergias, devem evitar ar poluído e não fumar cigarro. Caso suspeite que a sinusite está relacionada à poeira, mofo, pólen ou outros alérgenos, deve consultar o médico para identificar qual alérgeno causa a alergia a fim de tomar as medidas necessárias para reduzi-la.Atividade que podem ocasionar sinusite incluem:Beber álcool,Nadar em piscinas tratadas com cloro e Mergulhar.
  • Doença de Chagas-Ainda não há vacina contra a doença de Chagas e sua incidência está diretamente relacionada às condições habitacionais (casas de pau-a-pique, sapê, etc). Cuidados com a conservação das casas, aplicação sistemática de inseticidas e utilização de telas em portas e janelas são algumas das medidas preventivas que devem ser adotadas, principalmente em ambientes rurais. A melhor forma de prevenção é o combate ao inseto transmissor.
  • Pneumonia-Aconselha-se lavar bem as mãos em caso de períodos de contágio de pneumonia, trata-se certamente do melhor meio de prevenção. Utilize se possível, sabonetes desinfetantes, isso é particularmente recomendado em locais fechados como hospitais, escolas ou quartéis militares.
  • Caxumba-A melhor maneira de evitar a caxumba é através da vacinação aos 15 meses de vida. Caso uma pessoa seja afetada, ela não deve comparecer à escola ou ao trabalho durante nove dias após início da doença. É preciso, ainda, desinfectar os objetos contaminados com secreções do nariz, da boca e da garganta do enfermo. A vacinação de bloqueio é recomendada para quem manteve contato direto com pessoas doentes.Parar de fumar é um meio de prevenir a pneumonia.O controle de infecções nas comunidades e hospitais é o principal meio de prevenção, por ser transmitida através de gotículas de saliva durante a respiração, pessoas infectadas devem evitar contato. A boca e nariz devem ser cobertos ao espirar ou tossir.

Respeite

Respeite os patrimônios históricos das cidades históricas de Miinas Gerais:Não piche as paredes e Não destrua objetos ou casas antigas.

Mantenha contato

Telefones

  • Governo de Minas Gerais (LigMinas) - 155
  • Copasa - 115
  • Cemig - 116
  • Prefeitura de Belo Horizonte - 156
  • Prefeitura de Belo Horizonte (Ligações de outros municípios) - (31) 3429-0405
  • INSS - 135

Site

http://www.mg.gov.br

Partir


Este artigo é usável. Ele contém informações sobre como chegar e algumas indicações completas de restaurantes e hotéis. Uma pessoa mais corajosa poderia utilizá-lo para viajar, mas por favor mergulhe fundo e ajude-o a crescer!

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites