Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Luxor"

Da Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa
(Veja)
 
(47 edições intermédias de 3 utilizadores não apresentadas)
Linha 1: Linha 1:
[[Imagem:River Nile by the Luxor Temple.jpg|thumb|400px|O Rio Nilo e o Templo de Luxor.]]'''Luxor''' é uma cidade do [[Egipto]] e o maior destino turístico do Alto (Sul) Egipto. Outrora a capital do Egipto durante o Império Médio e o Novo Império, Luxor tem muito para oferecer aos viajantes, desde vastos templos a antigos túmulos reais, com espectaculares paisagens de deserto e do Nilo.
+
{{FicaEm|Alto_Egipto}}
 +
{{Imprimir}}
 +
[[Imagem:River Nile by the Luxor Temple.jpg|thumb|400px|O Rio Nilo e o Templo de Luxor.]]
 +
'''Luxor''' é uma cidade do [[Egipto]] e o maior destino turístico do Alto (Sul) Egipto. Outrora a capital do Egipto durante o Império Médio e o Novo Império, Luxor tem muito para oferecer aos viajantes, desde vastos templos a antigos túmulos reais, com espectaculares paisagens de deserto e do Nilo.
  
== Entenda ==
+
== Distritos ==
  
A antiga capital do Egipto, Tebas, situava-se do lado oeste do rio, e é aí que se situam a maior parte dos antigos túmulos e ruínas.
+
Embora não seja uma cidade muito grande pelos padrões de população egípcios, Luxor estende-se por muitos quilómetros e tem muitas atracções, pelo que é melhor dividi-la em dois "distritos", divididos pelo Nilo:
  
A moderna cidade de Luxor fica na parte este do rio. É nesta área que ficam as estações de comboios e de autocarros, a maior parte dos hotéis e restaurantes, alguns museus, lojas de turistas, etc. A maior parte dos visitantes ficam no banco este do rio e passam depois para o lado oeste do rio, mas, mais recentemente, houve um aumento dos hotéis e restaurantes na parte oeste, e muitos viajantes ficam alojados aí.
+
*'''[[Luxor/Margem Este|Margem Este]]''' - A cidade, os Templos de Karnak e de Luxor, o Museu, comboios, hotéis, restaurantes, etc.
 +
*'''[[Luxor/Margem Oeste|Margem Oeste]]''' - A localização da maior parte das ruínas e túmulos, incluindo o Vale dos Reis, o Vale das Rainhas e outros sítios importantes; o Vale Oeste, alguns hotéis.
 +
 
 +
== Entenda ==
 +
{{meteorologia|1=Luxor|2=[http://meteorologia.pt.msn.com/local.aspx?wealocations=wc:EGXX0011&q=Luxor,+EGY msn Meteorologia]}}
 +
Luxor nasceu a partir das ruínas da antiga Tebas, antiga capital do Império Egípcio, a cerca de 670 km a sul do [[Cairo]]. A sua riqueza arquitectónica e cultural fazem dela uma das mais monumentais cidades do país, com rios vestígios da antiga civilização egípcia. O Nilo divide Luxor em duas partes: a margem este, outrora consagrada aos vivos, onde se encontram os mais importantes templos egípcios, e a margem oeste, consagrada aos mortos, onde se situam algumas das mais importantes necrópoles do Egipto (como o Vale dos Reis e o Vale das Rainhas), que só são ultrapassadas em importância pela necrópole de [[Gizé]], e onde foram feitos algumas das mais importantes descobertas arqueológicas relativas à civilização egípcia, como o túmulo de Tutankhamon, descoberto por Howard Carter em 1922.
  
 
==Chegar==
 
==Chegar==
 +
[[Imagem:Luxor International Airport.jpg|thumb|300px|Aeroporto Internacional de Luxor.]]
 +
=== De avião ===
 +
 +
O '''Aeroporto Internacional de Luxor''' tem voos desde várias cidades do [[Médio Oriente]] e da [[Europa]], e é a principal porta de entrada para o sul do Egipto.
 +
 +
Voos internos (com duração de aproximadamente 1 hora) desde [[Cairo]] até Luxor são operados pela Egyptair [http://www.egyptair.com/English/Pages/splashpage.aspx] e custam cerca de $120 (só ida).
 +
 +
Voos charter directos desde a [[Europa]] ([[Londres]] - Gatwick, por exemplo) são muito comuns na época alta do Inverno. Desde o aeroporto, provavelmente irá apanhar um transporte providenciado pelo hotel. O Aeroporto de Luxor é muito pequeno e pegar nas bagagens pode ser um pouco difícil.
 +
 +
Em Janeiro de 2006, vistos de viajante podem ser arranjados por muitos estranjeiros, logo a seguir à entrada do edifício do terminal (por volta de LE 150).
 +
 +
Um táxi desde o aeroporto até à cidade não deve custar mais do que LE50. Não seja enganado pelos taxistas que se encontram fora das portas do aeroporto; continue a andar até encontrar um taxista no seu carro, e depois negocie. Metade das pessoas que você pensa que são taxistas não o são, por isso não perca tempo a negociar.
 +
 +
=== De comboio ===
 +
 +
Para aqueles que não consegue comprar um bilhete de avião, que tem mais tempo para viajar e/ou querem ver mais do país é uma óptima e surpreendentemente barata opção.
 +
 +
Existem quatro tipos diferentes de comboios entre a estação do [[Cairo]], Luxor e o [[Assuão]] (alguns deste começam em [[Alexandria]]):
 +
*'''Comboio expresso com ar-condicionado''' - Os viajantes para Luxor podem escolher entre carruagens de 1ª e 2ª classe, ambas com confortáveis assentos. A viagem ocupa a maior parte do dia (aproximadamente 9-10 horas), mas é uma maneira relaxante de descansar e ver a paisagem rural egípcia, as suas muitas cidades, pessoas e animais. Um bilhete de 1ª classe de Cairo a Luxor custa cerca de LE 90, um de 2ª classe custa LE 45 (para turistas, muitas vezes custa 165 e 90 respectivamente). São servidos refrigerantes, mas a escolha é pouca: vá às compras antes da viagem para se abastecer de água e comida. Um bom livro ajuda a passar o tempo. Se quiser viajar no comboio expresso com ar-condicionado, não fique desencorajado pelas pessoas (mesmo a autoridade) que dizem que os turistas só podem viajar pelo comboio nocturno.
 +
*'''Comboio nocturno expresso com ar-condicionado''' - O serviço nocturno é idêntico mas não é boa ideia se quiser ver a paisagem, e os custos são muito menores do que o comboio-cama deluxe. Um bilhete de 1ª classe desde o Cairo até ao Assuão custa cerca de LE 165. Para Luxor o preço é o mesmo, apesar da distãncia ser menor. Nota: Os bilhetes de comboio podem ser difíceis de arranjar, mas seja persistente e mantenha o seu lugar na fila.[[Imagem:Feluccas in Luxor.jpg|thumb|300px|Falucas em Luxor.]]
 +
*'''Comboio-cama deluxe''' [http://www.sleepingtrains.com] - Poupa tempo e desconforto; carruagens-cama modernas com ar-condicionado que fazem o percurso Cairo-Luxor, operadas pela companhia Abela Egypt. Uma refeição a meio da noite e o pequeno-almoço estão incluídos no preço do bilhete. Os passageiros que não optarem por um quarto individual serão colocados num quarto para dois com outro viajante do mesmo sexo, escolhido aleatoriamente. Custa cerca de LE340 por um bilhete só de ida desde o Cairo até ao Assuão.
 +
*'''Comboios Lentos''' - Existem comboios lentos de 2ª e 3ª classe entre cairo e Luxor, parando na maioria das estações - estes são muito básicos e não só não são recomendados para turistas, também são muito criticados pelo governo egípcio.
 +
 +
Pode arranjar bilhetes através da maior parte das agências de viagens da sua cidade de partida por uma pequena comissão. Pode comprar os bilhetes na própria estação, atravessando o caos das filas. É melhor comprar os bilhetes com antecedência, embora possa comprar logo no dia a maior parte das vezes. No entanto, em feriados e fins-de-semana (a quinta-feira e a sexta-feira, no Egipto) egípcios é melhor reservar com pelo menos uma semana de antecedência.
 +
 +
Todos os bilhetes de comboio tem um assento reservado, e estão escritos tanto em inglês e arábico, o que é muito conveniente para quem não percebe arábico.
 +
 +
=== De autocarro ===
 +
 +
Existem autocarros frequentes desde Luxor (partida por trás do Templo de Luxor), a várias grandes cidades egípcias.
 +
 +
=== De barco ===
 +
 +
Existem viagens de barco desde Luxor até ao [[Assuão]] e também através do Lago Nasser até [[Abu Simbel]]. Uma viagem de barco é a maneira mais agradável e interessante de chegar à cidade se tiver tempo e dinheiro. Um cruzeiro de faluca é uma óptima maneira para aqueles com mais tempo e menos dinheiro.
  
 
==Circule==
 
==Circule==
 +
===De bicicleta===
 +
 +
Para os corajosos, Luxor está cheia de lojas de aluguer de bicicletas, e muitos hotéis também alugam bicicletas. A taxa de aluguer variam entre 5LE - 20LE, dependendo da sua capacidade de negociar o preço, da procura de bicicletas e da qualidade da bicicleta em questão. Verifique os pneus: só porque este foram enchidos recentemente, não quer dizer que estes não se esvaziem logo a seguir. É frequente que lhe peçam para deixar o passaporte, carta de condução ou qualquer outro tipo de identificação como garantia da devolução. Pode alugá-las em ambas as margens, embora a escolha e qualidade das bicicletas seja melhor na [[Luxor/Margem Este|Margem Este]], e os preços podem ser um pouco mais altos na mais isolada [[Luxor/Margem Oeste|Margem Oeste]]. As bicicletas podem ser trazidas a bordo do ferry que atravessa no rio, por isso pode alugar a bicicleta na margem este, e depois transportá-la para a margem oeste. Verifique o trânsito na cidade antes de decidir dar uma volta de bicicleta.
 +
 +
===De moto===
 +
 +
Para os ainda mais corajosos, Luxor está cheia de motos chinesas, com cerca de 150cc. Se souber negociar o preço, consegue arranjar uma por 50LE por hora. No Verão, as estradas da [[Luxor/Margem Oeste|margem oeste]] estão relativamente vazias, e andar de moto é uma óptima maneira de ver as ruínas e as montanhas. Numa época baixa, muitas pessoas oferecem-se para alugar a sua própria moto pelo preço certo. Lembre-se de pedir um capacete - pois ninguém os usa.
 +
 +
===De táxi===
 +
 +
Os táxis abundam em Luxor. Não tem taxímetros, mas existem taxas "fixas" que são aceites se for persistente. Desde o aeroporto até à cidade o preço é de cerca de LE 50 (Pode conseguir um preço de LE 25, se negociar bem com o taxista e se não houverem demasiados turistas a passar), e pequenas viagens dentro da cidade custam entre LE 10 e LE 20. Uma viagem de ida e volta até à [[Luxor/Margem Oeste|margem oeste]] custa cerca de LE 100.
 +
 +
O Sheraton Luxor Resort tem uma lista com os preços dos táxis desde o hotel até a um número de destinos, que podem ser usados como referência.
 +
 +
===De mini-autocarro===
 +
 +
Os mini-autocarros são o meio de transporte dos locais em Luxor, e são a maneira mais barata de circular. Todos tem a mesma forma e são facilmente reconhecíveis. Tem rotas fixas, com rotas diferentes marcadas com cores diferentes no lado do mini-autocarro. No entanto, não existem mapas das rotas, os locais sabem-as de cor. Todas as rotas de autocarros convergem na estação de comboio. Faça sinal a um autocarro olhando para ele enquanto que este se está a aproximar, e levante o braço. Quando o autocarro estiver cheio ele não irá parar (existem cerca de 14 assentos por autocarro). Se ele parar, entre sente-se num assento vago e passe o dinheiro ao condutor, custando uma viagem 0.50LE por pessoa (é escusado tentar negociar o preço). Quando não paga ao se sentar, eles vão assumir que não sabe o preço e cobrarão 1LE ao sair. Pode sair quando quiser, é só pedir ao condutor para parar quando estiver próximo do seu destino.
 +
 +
===De barco===
 +
 +
Essencial para viajar entre as margens [[Luxor/Margem Este|este]] e  [[Luxor/Margem Oeste|oeste]]. Ao andar pela margem do rio, dezenas de homens em barcos irão oferecer os seus serviços para passar o rio. Claro que esta passagem custa um preço muito alto, no mínimo 20-30LE e isto se não lhe derem uma excursão extra (mesmo que não a tenha pedido). É muito mais fácil apanhar o ferry azul, um barco muito básico que pode usar por cerca de 1LE, por vezes 0.50LE. O problema é que o ferry só sai quando está cheio ou quando o outro ferry chega - por isso é muito mais lento - apesar de evitar ter que negociar o preço. A viagem dura apenas alguns minutos.
 +
 +
===De caleche===
 +
 +
As caleches, ou carruagens puxadas a cavalo, são comuns na [[Luxor/Margem Este|margem este]] e são uma óptima maneira de ver a cidade, especialmente à noite. Os preços variam de acordo com a capacidade de negociar o preço, mas geralmente custa 20LE.
 +
 +
No entanto, os animais são muito mal tratados. Não é invulgar os donos baterem nos cavalos, e podem-se ver muitos animais esqueléticos e com cicatrizes. Isto não quer dizer que se devam evitar as caleches, alguns condutores tratam bem os animais.
  
 
==Veja==
 
==Veja==
 +
 +
{{distritificar}}
 +
 +
=== [[Luxor/Margem Este|Margem Este]] ===
 +
[[Imagem:Karnak Hypostyle Hall.jpg|thumb|300px|Sala Hipóstila do Templo de Karnak.]]
 +
[[Imagem:LuxorTemple.jpg|thumb|300px|Templo de Luxor.]]
 +
* '''Templo de Karnak''', ou, mais correctamente, os '''Templos de Karnak''', ''aberto diariamente; Maio-Setembro 6h00-18h00, Outubro-Abril 6h00-17h00; custo da entrada: LE£40'' - A mais famosa atracção da Margem Este, trata-se de um enorme complexo de templos situado na parte norte da cidade, dedicado aos deuses Amon, Mut e Montu. Demorou mais de 1800 anos a ser concluído e é uma das mais impressionantes construções de toda a cidade. Dentro do templo existe um museu ao ar-livre com uma espantosa colecção de estatuária e alguns templos reconstruídos.
 +
* '''Templo de Luxor''', ''aberto diariamente; Maio-Setembro 6h00 – 20h00, Outubro-Abril 6h00-21h00; custo da entrada: LE£35'' - Principalmente construído pelos faraós Amenhotep III e Ramsés II, o Grande (cujos colosso e obelisco se erguem na entrada), este templo era dedicado ao Deus Amon, embora também se adorassem as divindades Mut e Khonsu. Apesar de ser menor do que o Templo de Karnak, não deixa de ser menos impressionante.
 +
* '''Museu de Luxor''', ''aberto diariamente; Outubro-Abril 9h00-15h00 e 16h00-21h00, Maio-Setembro 9h00-13h00 e 17h00-22h00; custo da entrada: 80LE'' - Situado mais ou menos a meio caminho entre os Templos de Luxor e de Karnak, é um pequeno museu, com uma colecção de qualidade, apresentando muitas antiguidades, principalmente vindas da região de Luxor. Inclui uma importante colecção de estatuária faraónica encontrada num compartimento escondido no Templo de Luxor em 1989, exposta num anexo especial. É conhecido por ser o único monumento do mundo que contém vestígios das eras faraónica, greco-romana, copta e islâmica, com nichos e frescos coptas e até uma Mesquita (Abu al-Haggag), construídas sobre as antigas ruínas.
 +
* '''Museu de Mumificação''', ''aberto diariamente; Outubro-Abril 9h00-13h00 e 16h00-21h00, Maio-Setembro 9h00-13h00 e 17h00-22h00; custo de entrada: 35LE, perto do Mina Palace Hotel'' - como o nome sugere, este pequeno mas fascinante museu dedica-se à mumificação. Um óptimo museu para conhecer os costumes egípcios e o processo da mumificação.
 +
 +
=== [[Luxor/Margem Oeste|Margem Oeste]] ===
 +
[[Imagem:ValleyKings.jpg|thumb|300px|O Vale dos Reis.]]
 +
[[Imagem:Ramesseum.JPG|thumb|300px|Uma coluna do Ramesseum, em Gurna.]]
 +
[[Imagem:Hatshetsup.jpg|thumb|300px|Os templos de Deir el-Bahari vistos de cima.]]
 +
* '''Colossos de Memnon''', ''entrada grátis, visíveis desde a estrada'' - São duas gigantescas estátuas do faraó Amenhotep III, que costumavam guardar a entrada do antigo templo funerário do faraó, um dos maiores da antiguidade, que foi completamente arrasado pelas inundações do Nilo.
 +
* '''Medinet Habu''', ''custo da entrada: LE20'' - o templo mortuário de Ramsés III. Para além do seu tamanho, importância arquitectónica e artística, o templo é mais conhecido pelos seus relevos que descrevem a derrota dos Povos do Mar durante o reinado de Ramsés III. É um dos templos mais impressionantes da Margem Oeste.
 +
* '''Vale dos Reis''' - O Vale dos Reis (Árabe: Wadi el-Muluk, وادي الملوك; também conhecido por Biban el-Moluk, os "Portões dos Reis") é um sítio arqueológico situado nas colinas da Margem Oeste de Luxor. É um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo - local de enterro da maior parte dos faraós egípcios do Novo Império. Entre estes túmulos encontram-se os de Tutankhamon (o menino-rei; descoberto por Howard Carter), de Tutmósis III, de Horemheb, de Ramsés IV, etc.
 +
* '''Vale das Rainhas''' - O '''Vale das Rainhas''' (também conhecido por Ta-Set-Neferu, o que significa "o local dos filhos do faraó", pois com muitas das rainhas foram também enterrados os filhos do faraó) é um sítio arqueológico e local de enterro das esposas dos faraós, situado perto do Vale dos Reis. Tem mais de 70 túmulos, grande parte deles ricamente decorados com murais. Entre estes túmulos encontram-se os de Nefertari, o de Amunhirkhepeshef e o de Khaemwaset.
 +
* '''Deir el-Medineh''', ''custo de entrada: LE25'' - Deir el-Medineh é uma antiga aldeia egípcia onde viviam os artesãos que construíam os templos e túmulos do Vale dos Reis, durante o Império Novo. É um local muito interessante, que permite ver o dia-a-dia dos antigos egípcios. Visite o Templo Ptolemaico e os túmulos dos artesãos, entre eles os de Inherka, Senedjem e Peshedu.
 +
* '''Gurna''' - Gurna é uma aldeia na Margem Oeste, com alguns dos seus mais espectaculares monumentos. O Ramesseum, o templo funerário de Ramsés II, fica aqui. É um templo impressionante e tem uma colossal estátua de Ramsés que inspirou o sonte ''Ozymandias'', de Percy Shelley. O Templo Mortuário de Merneptah (''custo de entrada: LE10'') fica adjacente ao Ramesseum. Embora não tenha as enormes salas hipóstilas e relevos nas paredes associados aos templos egípcios, este templo mostra o clássico templo funerário da 19ª dinastia, com alguns detalhes arquitectónicos interessantes. Existem também vários túmulos de nobres, entre eles Khonsu, Userhat e Benia, por exemplo.
 +
* '''Túmulos de Asasif''' - Ficam perto do Templo de Hatshepsut em Deir el-Bahari, e recebem poucos visitantes. Construídos para dignitários da 25ª e 26ª dinastia, alguns túmulos encontram-se bem preservados, embora muitos estejam degradados.
 +
* '''Deir el-Bahari''', ''custo de entrada: LE 26'' - Deir el-Bahari é um complexo de templos e túmulos. O primeiro templo a ser construído foi o templo mortuário de Mentuhotep II, na 11ª dinastia. Durante a 18ª dinastia, Amenhotep I e Hatshepsut construíram também no local. O templo de Hatshepsut é, provavelmente, o mais visitado e conhecido.
 +
* '''Dra Abu el-Naga''' - Uma das muitas necrópoles da Margem Oeste. O Templo Mortuário de Seti I é muito visitado, mas o local é famoso por ter a Casa de Howard Carter - o egiptólogo que descobriu o templo de Tutankhamon.
  
 
==Faça==
 
==Faça==
 +
 +
<!--Coloque a lista completa e descrições nos artigos dos distritos, não aqui. Esta seção é apenas para uma descrição geral e alguns destaques. -->
 +
 +
[[Imagem:Balloon over Luxor.jpg|thumb|300px|Um balão sobrevoa Luxor durante o amanhecer.]]
 +
* Navegue numa faluca durante o pôr-do-sol; não deve custar mais do que LE 30 (por uma pessoa) por hora.
 +
* Alugue um burro, cavalo, ou camelo para passear pela [[Luxor/Margem Oeste|margem oeste]] de Luxor.
 +
* Depois de um longo dia a ver túmulos e templos, nade numa piscina de um hotel:
 +
** Iberotel: 75E£
 +
** Sonesta: 50E£
 +
* Visite o Hospital de Animais Brooke (Brooke Hospital for Animals) [http://www.thebrooke.org/] - e faça um donativo.
 +
* Visite o ACE - Animal Care Egypt (Cuidado Animal Egipto) - tem novas instalações, e opera gratuitamente para egípcios. Aceitam-se sempre donativos - mas em vez disso, compre uma peça de roupa ou um livro que tenham à venda para contribuir.
 +
* Visite o Templo de Luxor à noite - iluminado, tem um aspecto completamente diferente e costuma ter muito menos visitantes.
 +
* Veja o sol a pôr-se no Nilo: de preferência desde o Old Winter Palace Hotel, com uma bebida na mão. Ouça a cacofonia de pássaros que se escondem nas árvores à beira rio.
 +
* Faça uma viagem de balão de manhã cedo, sobre as ruínas da [[Luxor/Margem Oeste|margem oeste]]. A Magic Horizon Balloons [http://www.magic-horizon.com/], realiza este tipo de viagens, mas existem outras, por isso dê uma vista de olhos...
 +
 +
==Aprenda==
 +
 +
Não existem nenhumas universidades em Luxor - mas existe uma escola de arte.
 +
 +
==Trabalhe==
  
 
==Compre==
 
==Compre==
 +
 +
<!--Coloque a lista completa e descrições nos artigos dos distritos, não aqui. Esta seção é apenas para uma descrição geral e alguns detaques. -->
 +
 +
[[Imagem:Luxor Bazar.jpg|thumb|300px|O mercado em Luxor.]]
 +
Existem pelo menos dois mercados diferentes na cidade. Um fica num corredor com ar-condicionado, com lojas dos dois lados do corredor. Este corredor liga duas das principais ruas.
 +
 +
O mercado mais antigo ocupa várias ruas perto do Templo de Luxor. Caminhar pelo mercado é uma atracção por si só, pois este ocupa, na sua maioria, ruas pedestres e proporciona uma agradável pausa das carroças e cavalos que percorrem as ruas principais. Este mercado tem um ambiente de souq do [[Médio Oriente]], coberto por uma treliça de madeira, que abriga as pessoas do sol. Muitas das lojas oferecem os mesmos objectos, por isso tem de andar durante um bocado, em busca do melhor preço.
 +
 +
Quando encontrar o vendedor que pretende, sente-se, tome um chá, e comece a negociar o preço. Parece que faz parte da família. Comprar uma simples túnica de algodão pode demorar várias horas, porque vai ter que experimentar todas as túnicas da loja, e depois prosseguir para os objectos que a sua família pode querer.
 +
 +
Comprar alguma coisa pode ser muito frustrante porque tem que estar constantemente a negociar o preço, o que pode ser frustrante para quem não está habituado. Este truque pode ser útil: normalmente o preço original do vendedor é pelo menos cinco vezes mais alto do que o preço justo, mas pode ser dez ou mesmo cem vezes maior do que o preço razoável. Primeiro decida quanto está disposto a pagar. Imaginemos, por exemplo, 20LE. Se perguntar o preço, podem responder, por exemplo "120LE". Agora, oferece 22LE. O vendedor responde: "110LE". Agora, em vez de subir o preço, começe a descê-lo, ofereça 20LE (o que estava disposto a pagar). Se ele continuar a descer o preço, desça também. Ele vai perceber que não vai subir a oferta e fica com um bom preço - ou, pelo menos, livra-se do vendedor.
  
 
==Coma==
 
==Coma==
 +
<!--Coloque a lista completa e descrições nos artigos dos distritos, não aqui. Esta seção é apenas para uma descrição geral e alguns detaques. -->
 +
 +
Luxor é um paraíso para os vegetarianos, com uma grande quantidade de vegetais frescos como o tomate e o pepino.
 +
 +
É frequente uma refeição começar com pão pita e com um meze como baba ganoush ou tabule.
 +
 +
O prato principal pode incluir carne ou aves, ou pratos regionais como pomba ou coelho. (Para evitar ficar mal disposto, comer carne de vaca é uma ideia melhor.) Com em qualquer outra área turística do Egipto, nunca é difícil encontrar comida ocidental de qualidade razoável.
 +
 +
Lacticínios como iogurte ou queijo gibna bayda (parecido com queijo feta, mas mais cremoso), podem acompanhar o prato principal.
 +
 +
Por fim, existem muitas sobremesas vegetarianas disponíveis, embora algumas possam parecer demasiado doces para o gosto ocidental. (Se puder, especifique se quer pouca ou média doçura.)
 +
 +
Embora o jantar possa encher muito, o almoço pode não ser adequado para a quantidade de energia que um turista ocupado precisa. Como um bom pequeno almoço, beba muita água, e vá comendo frequentemente ao longo do dia.
 +
 +
Para uma lista de restaurantes, veja os artigos sobre as partes da cidade:
 +
*[[Luxor/Margem Este#Coma|Luxor, Margem Este]]
 +
*[[Luxor/Margem Oeste#Coma|Luxor, Margem Oeste]]
  
 
==Beber e sair==
 
==Beber e sair==
 +
<!--Coloque a lista completa e descrições nos artigos dos distritos, não aqui. Esta seção é apenas para uma descrição geral e alguns detaques. -->
 +
 +
O Egipto é um país islâmico, e os muçulmanos estão proibidos de comprar, vender ou consumir álcool. No entanto, os egípcios são um povo prático e tolerante - hotéis que não pertencem a muçulmanos servem álcool.
 +
 +
Em lojas que vendem cola, se for discreto, o dono consegue arranjar alguma cerveja Stella por LE 10-15.
 +
 +
O vinho tinto egípcio não é mau (devido à ocupação francesa), mas não se recomenda.
 +
 +
Se quiser vodka, pode escolher entre os caríssimos preços do vodka importado no Egipto, ou pode trazer alguma desde casa.´
 +
 +
Existe uma loja na ponta norte do Templo de Luxor, ligeiramente à direita de um cruzamento cheio de carros - tem um guarda fora da porta. Se levar o passaporte e for lá num dos dois primeiros dias depois de chegar do Egipto, pode comprar até três garrafas por pessoa de cerveja, bebidas destiladas, etc. a preços reduzidos. Depois desses dois dias, só pode comprar o equivalente egípcio. A loja fecha às 22h00.
 +
 +
'''Esconda o álcool quando estiver em público - especialmente ao sair da loja!'''
  
 
==Durma==
 
==Durma==
 +
 +
<!--Coloque a lista completa e descrições nos artigos dos distritos, não aqui. Esta seção é apenas para uma descrição geral e alguns detaques. -->
 +
 +
[[Imagem:Winter_Palace_Luxor.jpg|thumb|300px|O lendário Winter Palace Hotel em Luxor.]]
 +
Luxor tem uma '''enorme variedade de opções de alojamento''', desde acampamentos e motéis até hotéis de 5 estrelas como o Old Winter Palace Hotel, que é extremamente luxuoso e já alojou estrelas de cinema e chefes de estado. Em todo o Egipto, Luxor é provavelmente o local onde os preços dos hotéis variam mais drasticamente - alguns hotéis podem ser até 50% mais baratos (ou mais) na época baixa (verão).
 +
 +
Embora a esmagadora maioria dos hotéis se encontrem na [[Luxor/Margem Este|Margem Este]], existe um número crescente de hotéis a serem construídos na mais isolada [[Luxor/Margem Oeste|Margem Oeste]], perto dos túmulos dos Vales dos Reis. Se ficar durante muito tempo na cidade, talvez seja uma boa ideia ficar metade da estada num lado e a outra metade no outro.
 +
 +
Na Época Alta é boa ideia reservar um quarto... E use um mapa ou um táxi para chegar ao seu hotel - ignore as pessoas que o estão a tentar guiar ao seu hotel, pois podem levá-lo a outro lado qualquer, e pode acabar por ceder e ficar no sítio a onde o seu "guia" o levou.
 +
 +
{{aviso|As mulheres que estão a viajar sem companhia devem ter muito cuidado ao procurar alojamento económico em Luxor. Já houveram mulheres violadas, depois dos empregados do hotel lhe terem dado bebidas com droga.}}
 +
 +
==Mantenha contato==
 +
 +
Veja os artigos dos [[Luxor#Distritos|distritos]] para detalhes sobre os serviços de telefone, internet e correio existentes na cidade - sendo um grande destino turístico, Luxor está bem servida em termos de comunicação.
 +
 +
'''Nota''': Em Agosto de 2004, Luxor fez um melhoramento da sua central telefónico, e agora tem de se adicionar um "2" aos outros seis dígitos... O formato para quem liga do estrangeiro, por exemplo, agora é +20 95 2xxx xxx. Os telemóveis não são afectados pela mudança. Em Junho de 2005, os números da [[Luxor/Margem Oeste|Margem Oeste]], que começavam com 2426, começam agora com 2060. Por isso o formato para estes números é agora +20 95 2060xxx em vez de +20 95 2426xxx.
 +
 +
==Segurança==
 +
 +
'''Fique alerta'''. Luxor é conhecida como a capital egípcia do '''assédio'''. Para os que não estiverem em viagens organizadas, os vendedores e comerciantes podem fazer uma viagem muito frustrante. (Embora eles não costumem entrar nos templos propriamente ditos.) É uma boa ideia reservar o hotel para evitar ter que negociar com os muitos representantes de hotéis nas estações.
 +
 +
Como o turismo é a principal fonte de lucro em Luxor, muitas pessoas fizeram da aldrabice uma forma de arte. Alguns dos truques mais velhos são:
 +
* "Preciso que me traduza uma carta", usado para o atrair para dentro de uma loja
 +
* "Preciso que me escreva uma carta para o meu amigo em outro país" (eles mostram uma morada que está no estrangeiro), também usado para o atrair para uma loja
 +
* A "Fábrica de alabastro". Uma grande percentagem do alabastro é importado, não é feito no sítio. A grande maioria das outras pedras, como o jade, são importadas da [[China]] e da [[Índia]].
 +
* "O templo está fechado" - Verifique sempre os horários antes de ir para lá.
 +
* O "Museu do Papiro" - É só uma loja de papiro; alguns são bons, outros imitações baratas.
 +
 +
Descubra sozinho se alguma coisa está aberta ou fechada, se está a ir na direcção certa ou não. Não pergunte nada a um condutor de caleche ou de taxi; pergunte a um local, para não ser enganado.
 +
 +
As mulheres que estão a viajar sozinhas devem ter muito cuidado ao procurar hotéis económicos em Luxor. Já houveram mulheres violadas, depois dos empregados do hotel lhe terem dado bebidas com droga.
 +
 +
Os comerciantes em Luxor são muito agressivos e manipuladores. Se não quer ser levado a comprar alguma coisa, é melhor ignorar completamente qualquer tentativa dos locais para meter conversa, mesmo que pareçam muito simpáticos. Em lojas e no mercado, a frase &quot;No Hassle&quot; (assédio, não) pode ser usada para evitar atenção indesejada. Se quiser ser simpático, pode em vez disso dizer &quot;Laa Shukran&quot;, o que significa Não, Obrigado em árabe. Ser bem educado vai simplificar-lhe a vida, pois essas pessoas vão lembrar-se se foi rude e incomodá-lo ainda mais, mais tarde. Se o problema persistir, ameace chamar a polícia com a frase &quot;You're a hustler!&quot; (É um aldabrão!), ou ainda, "Imshi!" (Cai Fora! em árabe).
 +
 +
Se souber inglês, nas ruas, o mais fácil é fingir não o saber: &quot;Non Speakee Engleezee&quot; e/ou &quot;Non Parlee Arabee&quot; é a maneira mais fácil de mostrar que não está interessado nas suas ofertas. Esta técnica, pode, no entanto, falhar, pois existe uma surpreendente quantidade de egípcios a falar muitas línguas, por isso, se continuarem a pressioná-lo, diga melhor dizer que fala uma língua invulgar, como o azeri ou o osseta. Se falar uma linguagem invulgar como persa ou albanês, comece a falar essa língua. Isto é a maneira mais fácil de se livrar de presenças incómodas.
 +
 +
Dependendo do seu aspecto, pode lhe ser perguntado se gostaria de comprar drogas ou prostituição. Lembre-se, a prostituição e as drogas são levadas muito a sério pelo governo. Para os turistas homossexuais, muito cuidado quando for abordado por pessoas envolvidas em prostituição. O Egipto tem muitos casos de homens homossexuais que foram apanhados em armadilhas.
  
 
==Partir==
 
==Partir==
{{FicaEm|Egipto}}
+
[[Imagem:AbydosRelief.jpg|thumb|300px|Relevo no Templo de Seti I em Abidos.]]
 +
* '''[[Dendera]]''' &mdash; Luxor é uma boa base para fazer uma viagem a este sítio e ao magnificamente bem preservado '''Templo Ptolemaico de Hathor''', que aí se localiza. Existem alguns hotéis que organizam viagens de um dia até Dendera - não precisa de ficar no hotel para usufruir destes serviços.
 +
* Para os que tiverem mais tempo, podem fazer uma visita ao '''Templo de Seti I''' em '''[[Abidos]]''', com alguns dos mais bonitos relevos no Egipto. Fica a uma longa viagem de carro desde Luxor, mas pode ser combinado com uma viagem até [[Dendera]].
 +
*A cidade também é uma boa base para uma viagem através do '''[[Alto Egipto]]''', podendo fazer uma viagem até ao '''[[Assuão]]''', uma das principais cidades turísticas do Nilo, com muitos pontos de interesse, como a Ilha de Elefantina, e '''[[Abu Simbel]]''', um complexo de templos nas margens do Lago Nasser dedicado ao Faraó Ramsés II, o Grande e à sua esposa preferida, Nefertari. Permanece um destino inesquecível, símbolo do Egipto.
 +
* Pode percorrer os muitos templos [[De Philae a Abu Simbel|Desde Filé a Abu Simbel]], onde se encontram alguns dos mais famosos templos e monumentos egípcios, como os de Abu Simbel, Filé e da Ilha de Elefantina. Grande parte deles são protegidas como [[Patrimônio da Humanidade]] da UNESCO.
 +
 
 +
{{guia}}
 +
 
 +
{{geo|25.683333|32.65}}
 +
 
 
[[WikiPedia:Luxor]]
 
[[WikiPedia:Luxor]]
  
Linha 30: Linha 231:
 
[[en:Luxor]]
 
[[en:Luxor]]
 
[[fi:Luxor]]
 
[[fi:Luxor]]
 +
[[nl:Luxor]]
 +
[[ru:Луксор]]
 +
[[wts:Category:Luxor]]

Edição atual desde as 11h36min de 28 de fevereiro de 2011


Luxor é uma metrópole com vários artigos de distrito, que contém listas de atracções turísticas, restaurantes, alojamento, bares e discotecas - considere imprimi-los a todos.
O Rio Nilo e o Templo de Luxor.

Luxor é uma cidade do Egipto e o maior destino turístico do Alto (Sul) Egipto. Outrora a capital do Egipto durante o Império Médio e o Novo Império, Luxor tem muito para oferecer aos viajantes, desde vastos templos a antigos túmulos reais, com espectaculares paisagens de deserto e do Nilo.

Índice

Distritos[editar]

Embora não seja uma cidade muito grande pelos padrões de população egípcios, Luxor estende-se por muitos quilómetros e tem muitas atracções, pelo que é melhor dividi-la em dois "distritos", divididos pelo Nilo:

  • Margem Este - A cidade, os Templos de Karnak e de Luxor, o Museu, comboios, hotéis, restaurantes, etc.
  • Margem Oeste - A localização da maior parte das ruínas e túmulos, incluindo o Vale dos Reis, o Vale das Rainhas e outros sítios importantes; o Vale Oeste, alguns hotéis.

Entenda[editar]

noframe

Veja o estado do tempo em Luxor nos próximos dias: msn Meteorologia.

Luxor nasceu a partir das ruínas da antiga Tebas, antiga capital do Império Egípcio, a cerca de 670 km a sul do Cairo. A sua riqueza arquitectónica e cultural fazem dela uma das mais monumentais cidades do país, com rios vestígios da antiga civilização egípcia. O Nilo divide Luxor em duas partes: a margem este, outrora consagrada aos vivos, onde se encontram os mais importantes templos egípcios, e a margem oeste, consagrada aos mortos, onde se situam algumas das mais importantes necrópoles do Egipto (como o Vale dos Reis e o Vale das Rainhas), que só são ultrapassadas em importância pela necrópole de Gizé, e onde foram feitos algumas das mais importantes descobertas arqueológicas relativas à civilização egípcia, como o túmulo de Tutankhamon, descoberto por Howard Carter em 1922.

Chegar[editar]

Aeroporto Internacional de Luxor.

De avião[editar]

O Aeroporto Internacional de Luxor tem voos desde várias cidades do Médio Oriente e da Europa, e é a principal porta de entrada para o sul do Egipto.

Voos internos (com duração de aproximadamente 1 hora) desde Cairo até Luxor são operados pela Egyptair [1] e custam cerca de $120 (só ida).

Voos charter directos desde a Europa (Londres - Gatwick, por exemplo) são muito comuns na época alta do Inverno. Desde o aeroporto, provavelmente irá apanhar um transporte providenciado pelo hotel. O Aeroporto de Luxor é muito pequeno e pegar nas bagagens pode ser um pouco difícil.

Em Janeiro de 2006, vistos de viajante podem ser arranjados por muitos estranjeiros, logo a seguir à entrada do edifício do terminal (por volta de LE 150).

Um táxi desde o aeroporto até à cidade não deve custar mais do que LE50. Não seja enganado pelos taxistas que se encontram fora das portas do aeroporto; continue a andar até encontrar um taxista no seu carro, e depois negocie. Metade das pessoas que você pensa que são taxistas não o são, por isso não perca tempo a negociar.

De comboio[editar]

Para aqueles que não consegue comprar um bilhete de avião, que tem mais tempo para viajar e/ou querem ver mais do país é uma óptima e surpreendentemente barata opção.

Existem quatro tipos diferentes de comboios entre a estação do Cairo, Luxor e o Assuão (alguns deste começam em Alexandria):

  • Comboio expresso com ar-condicionado - Os viajantes para Luxor podem escolher entre carruagens de 1ª e 2ª classe, ambas com confortáveis assentos. A viagem ocupa a maior parte do dia (aproximadamente 9-10 horas), mas é uma maneira relaxante de descansar e ver a paisagem rural egípcia, as suas muitas cidades, pessoas e animais. Um bilhete de 1ª classe de Cairo a Luxor custa cerca de LE 90, um de 2ª classe custa LE 45 (para turistas, muitas vezes custa 165 e 90 respectivamente). São servidos refrigerantes, mas a escolha é pouca: vá às compras antes da viagem para se abastecer de água e comida. Um bom livro ajuda a passar o tempo. Se quiser viajar no comboio expresso com ar-condicionado, não fique desencorajado pelas pessoas (mesmo a autoridade) que dizem que os turistas só podem viajar pelo comboio nocturno.
  • Comboio nocturno expresso com ar-condicionado - O serviço nocturno é idêntico mas não é boa ideia se quiser ver a paisagem, e os custos são muito menores do que o comboio-cama deluxe. Um bilhete de 1ª classe desde o Cairo até ao Assuão custa cerca de LE 165. Para Luxor o preço é o mesmo, apesar da distãncia ser menor. Nota: Os bilhetes de comboio podem ser difíceis de arranjar, mas seja persistente e mantenha o seu lugar na fila.
    Falucas em Luxor.
  • Comboio-cama deluxe [2] - Poupa tempo e desconforto; carruagens-cama modernas com ar-condicionado que fazem o percurso Cairo-Luxor, operadas pela companhia Abela Egypt. Uma refeição a meio da noite e o pequeno-almoço estão incluídos no preço do bilhete. Os passageiros que não optarem por um quarto individual serão colocados num quarto para dois com outro viajante do mesmo sexo, escolhido aleatoriamente. Custa cerca de LE340 por um bilhete só de ida desde o Cairo até ao Assuão.
  • Comboios Lentos - Existem comboios lentos de 2ª e 3ª classe entre cairo e Luxor, parando na maioria das estações - estes são muito básicos e não só não são recomendados para turistas, também são muito criticados pelo governo egípcio.

Pode arranjar bilhetes através da maior parte das agências de viagens da sua cidade de partida por uma pequena comissão. Pode comprar os bilhetes na própria estação, atravessando o caos das filas. É melhor comprar os bilhetes com antecedência, embora possa comprar logo no dia a maior parte das vezes. No entanto, em feriados e fins-de-semana (a quinta-feira e a sexta-feira, no Egipto) egípcios é melhor reservar com pelo menos uma semana de antecedência.

Todos os bilhetes de comboio tem um assento reservado, e estão escritos tanto em inglês e arábico, o que é muito conveniente para quem não percebe arábico.

De autocarro[editar]

Existem autocarros frequentes desde Luxor (partida por trás do Templo de Luxor), a várias grandes cidades egípcias.

De barco[editar]

Existem viagens de barco desde Luxor até ao Assuão e também através do Lago Nasser até Abu Simbel. Uma viagem de barco é a maneira mais agradável e interessante de chegar à cidade se tiver tempo e dinheiro. Um cruzeiro de faluca é uma óptima maneira para aqueles com mais tempo e menos dinheiro.

Circule[editar]

De bicicleta[editar]

Para os corajosos, Luxor está cheia de lojas de aluguer de bicicletas, e muitos hotéis também alugam bicicletas. A taxa de aluguer variam entre 5LE - 20LE, dependendo da sua capacidade de negociar o preço, da procura de bicicletas e da qualidade da bicicleta em questão. Verifique os pneus: só porque este foram enchidos recentemente, não quer dizer que estes não se esvaziem logo a seguir. É frequente que lhe peçam para deixar o passaporte, carta de condução ou qualquer outro tipo de identificação como garantia da devolução. Pode alugá-las em ambas as margens, embora a escolha e qualidade das bicicletas seja melhor na Margem Este, e os preços podem ser um pouco mais altos na mais isolada Margem Oeste. As bicicletas podem ser trazidas a bordo do ferry que atravessa no rio, por isso pode alugar a bicicleta na margem este, e depois transportá-la para a margem oeste. Verifique o trânsito na cidade antes de decidir dar uma volta de bicicleta.

De moto[editar]

Para os ainda mais corajosos, Luxor está cheia de motos chinesas, com cerca de 150cc. Se souber negociar o preço, consegue arranjar uma por 50LE por hora. No Verão, as estradas da margem oeste estão relativamente vazias, e andar de moto é uma óptima maneira de ver as ruínas e as montanhas. Numa época baixa, muitas pessoas oferecem-se para alugar a sua própria moto pelo preço certo. Lembre-se de pedir um capacete - pois ninguém os usa.

De táxi[editar]

Os táxis abundam em Luxor. Não tem taxímetros, mas existem taxas "fixas" que são aceites se for persistente. Desde o aeroporto até à cidade o preço é de cerca de LE 50 (Pode conseguir um preço de LE 25, se negociar bem com o taxista e se não houverem demasiados turistas a passar), e pequenas viagens dentro da cidade custam entre LE 10 e LE 20. Uma viagem de ida e volta até à margem oeste custa cerca de LE 100.

O Sheraton Luxor Resort tem uma lista com os preços dos táxis desde o hotel até a um número de destinos, que podem ser usados como referência.

De mini-autocarro[editar]

Os mini-autocarros são o meio de transporte dos locais em Luxor, e são a maneira mais barata de circular. Todos tem a mesma forma e são facilmente reconhecíveis. Tem rotas fixas, com rotas diferentes marcadas com cores diferentes no lado do mini-autocarro. No entanto, não existem mapas das rotas, os locais sabem-as de cor. Todas as rotas de autocarros convergem na estação de comboio. Faça sinal a um autocarro olhando para ele enquanto que este se está a aproximar, e levante o braço. Quando o autocarro estiver cheio ele não irá parar (existem cerca de 14 assentos por autocarro). Se ele parar, entre sente-se num assento vago e passe o dinheiro ao condutor, custando uma viagem 0.50LE por pessoa (é escusado tentar negociar o preço). Quando não paga ao se sentar, eles vão assumir que não sabe o preço e cobrarão 1LE ao sair. Pode sair quando quiser, é só pedir ao condutor para parar quando estiver próximo do seu destino.

De barco[editar]

Essencial para viajar entre as margens este e oeste. Ao andar pela margem do rio, dezenas de homens em barcos irão oferecer os seus serviços para passar o rio. Claro que esta passagem custa um preço muito alto, no mínimo 20-30LE e isto se não lhe derem uma excursão extra (mesmo que não a tenha pedido). É muito mais fácil apanhar o ferry azul, um barco muito básico que pode usar por cerca de 1LE, por vezes 0.50LE. O problema é que o ferry só sai quando está cheio ou quando o outro ferry chega - por isso é muito mais lento - apesar de evitar ter que negociar o preço. A viagem dura apenas alguns minutos.

De caleche[editar]

As caleches, ou carruagens puxadas a cavalo, são comuns na margem este e são uma óptima maneira de ver a cidade, especialmente à noite. Os preços variam de acordo com a capacidade de negociar o preço, mas geralmente custa 20LE.

No entanto, os animais são muito mal tratados. Não é invulgar os donos baterem nos cavalos, e podem-se ver muitos animais esqueléticos e com cicatrizes. Isto não quer dizer que se devam evitar as caleches, alguns condutores tratam bem os animais.

Veja[editar]

Luxor é uma metrópole, e por isso, todos os listados particulares deve ser movidos para os artigos de distritos respectivos, e esta seção deve conter um resumo breve. Por favor, ajude a mudar os listados se você conheça a cidade.


Margem Este[editar]

Sala Hipóstila do Templo de Karnak.
Templo de Luxor.
  • Templo de Karnak, ou, mais correctamente, os Templos de Karnak, aberto diariamente; Maio-Setembro 6h00-18h00, Outubro-Abril 6h00-17h00; custo da entrada: LE£40 - A mais famosa atracção da Margem Este, trata-se de um enorme complexo de templos situado na parte norte da cidade, dedicado aos deuses Amon, Mut e Montu. Demorou mais de 1800 anos a ser concluído e é uma das mais impressionantes construções de toda a cidade. Dentro do templo existe um museu ao ar-livre com uma espantosa colecção de estatuária e alguns templos reconstruídos.
  • Templo de Luxor, aberto diariamente; Maio-Setembro 6h00 – 20h00, Outubro-Abril 6h00-21h00; custo da entrada: LE£35 - Principalmente construído pelos faraós Amenhotep III e Ramsés II, o Grande (cujos colosso e obelisco se erguem na entrada), este templo era dedicado ao Deus Amon, embora também se adorassem as divindades Mut e Khonsu. Apesar de ser menor do que o Templo de Karnak, não deixa de ser menos impressionante.
  • Museu de Luxor, aberto diariamente; Outubro-Abril 9h00-15h00 e 16h00-21h00, Maio-Setembro 9h00-13h00 e 17h00-22h00; custo da entrada: 80LE - Situado mais ou menos a meio caminho entre os Templos de Luxor e de Karnak, é um pequeno museu, com uma colecção de qualidade, apresentando muitas antiguidades, principalmente vindas da região de Luxor. Inclui uma importante colecção de estatuária faraónica encontrada num compartimento escondido no Templo de Luxor em 1989, exposta num anexo especial. É conhecido por ser o único monumento do mundo que contém vestígios das eras faraónica, greco-romana, copta e islâmica, com nichos e frescos coptas e até uma Mesquita (Abu al-Haggag), construídas sobre as antigas ruínas.
  • Museu de Mumificação, aberto diariamente; Outubro-Abril 9h00-13h00 e 16h00-21h00, Maio-Setembro 9h00-13h00 e 17h00-22h00; custo de entrada: 35LE, perto do Mina Palace Hotel - como o nome sugere, este pequeno mas fascinante museu dedica-se à mumificação. Um óptimo museu para conhecer os costumes egípcios e o processo da mumificação.

Margem Oeste[editar]

O Vale dos Reis.
Uma coluna do Ramesseum, em Gurna.
Os templos de Deir el-Bahari vistos de cima.
  • Colossos de Memnon, entrada grátis, visíveis desde a estrada - São duas gigantescas estátuas do faraó Amenhotep III, que costumavam guardar a entrada do antigo templo funerário do faraó, um dos maiores da antiguidade, que foi completamente arrasado pelas inundações do Nilo.
  • Medinet Habu, custo da entrada: LE20 - o templo mortuário de Ramsés III. Para além do seu tamanho, importância arquitectónica e artística, o templo é mais conhecido pelos seus relevos que descrevem a derrota dos Povos do Mar durante o reinado de Ramsés III. É um dos templos mais impressionantes da Margem Oeste.
  • Vale dos Reis - O Vale dos Reis (Árabe: Wadi el-Muluk, وادي الملوك; também conhecido por Biban el-Moluk, os "Portões dos Reis") é um sítio arqueológico situado nas colinas da Margem Oeste de Luxor. É um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo - local de enterro da maior parte dos faraós egípcios do Novo Império. Entre estes túmulos encontram-se os de Tutankhamon (o menino-rei; descoberto por Howard Carter), de Tutmósis III, de Horemheb, de Ramsés IV, etc.
  • Vale das Rainhas - O Vale das Rainhas (também conhecido por Ta-Set-Neferu, o que significa "o local dos filhos do faraó", pois com muitas das rainhas foram também enterrados os filhos do faraó) é um sítio arqueológico e local de enterro das esposas dos faraós, situado perto do Vale dos Reis. Tem mais de 70 túmulos, grande parte deles ricamente decorados com murais. Entre estes túmulos encontram-se os de Nefertari, o de Amunhirkhepeshef e o de Khaemwaset.
  • Deir el-Medineh, custo de entrada: LE25 - Deir el-Medineh é uma antiga aldeia egípcia onde viviam os artesãos que construíam os templos e túmulos do Vale dos Reis, durante o Império Novo. É um local muito interessante, que permite ver o dia-a-dia dos antigos egípcios. Visite o Templo Ptolemaico e os túmulos dos artesãos, entre eles os de Inherka, Senedjem e Peshedu.
  • Gurna - Gurna é uma aldeia na Margem Oeste, com alguns dos seus mais espectaculares monumentos. O Ramesseum, o templo funerário de Ramsés II, fica aqui. É um templo impressionante e tem uma colossal estátua de Ramsés que inspirou o sonte Ozymandias, de Percy Shelley. O Templo Mortuário de Merneptah (custo de entrada: LE10) fica adjacente ao Ramesseum. Embora não tenha as enormes salas hipóstilas e relevos nas paredes associados aos templos egípcios, este templo mostra o clássico templo funerário da 19ª dinastia, com alguns detalhes arquitectónicos interessantes. Existem também vários túmulos de nobres, entre eles Khonsu, Userhat e Benia, por exemplo.
  • Túmulos de Asasif - Ficam perto do Templo de Hatshepsut em Deir el-Bahari, e recebem poucos visitantes. Construídos para dignitários da 25ª e 26ª dinastia, alguns túmulos encontram-se bem preservados, embora muitos estejam degradados.
  • Deir el-Bahari, custo de entrada: LE 26 - Deir el-Bahari é um complexo de templos e túmulos. O primeiro templo a ser construído foi o templo mortuário de Mentuhotep II, na 11ª dinastia. Durante a 18ª dinastia, Amenhotep I e Hatshepsut construíram também no local. O templo de Hatshepsut é, provavelmente, o mais visitado e conhecido.
  • Dra Abu el-Naga - Uma das muitas necrópoles da Margem Oeste. O Templo Mortuário de Seti I é muito visitado, mas o local é famoso por ter a Casa de Howard Carter - o egiptólogo que descobriu o templo de Tutankhamon.

Faça[editar]

Um balão sobrevoa Luxor durante o amanhecer.
  • Navegue numa faluca durante o pôr-do-sol; não deve custar mais do que LE 30 (por uma pessoa) por hora.
  • Alugue um burro, cavalo, ou camelo para passear pela margem oeste de Luxor.
  • Depois de um longo dia a ver túmulos e templos, nade numa piscina de um hotel:
    • Iberotel: 75E£
    • Sonesta: 50E£
  • Visite o Hospital de Animais Brooke (Brooke Hospital for Animals) [3] - e faça um donativo.
  • Visite o ACE - Animal Care Egypt (Cuidado Animal Egipto) - tem novas instalações, e opera gratuitamente para egípcios. Aceitam-se sempre donativos - mas em vez disso, compre uma peça de roupa ou um livro que tenham à venda para contribuir.
  • Visite o Templo de Luxor à noite - iluminado, tem um aspecto completamente diferente e costuma ter muito menos visitantes.
  • Veja o sol a pôr-se no Nilo: de preferência desde o Old Winter Palace Hotel, com uma bebida na mão. Ouça a cacofonia de pássaros que se escondem nas árvores à beira rio.
  • Faça uma viagem de balão de manhã cedo, sobre as ruínas da margem oeste. A Magic Horizon Balloons [4], realiza este tipo de viagens, mas existem outras, por isso dê uma vista de olhos...

Aprenda[editar]

Não existem nenhumas universidades em Luxor - mas existe uma escola de arte.

Trabalhe[editar]

Compre[editar]

O mercado em Luxor.

Existem pelo menos dois mercados diferentes na cidade. Um fica num corredor com ar-condicionado, com lojas dos dois lados do corredor. Este corredor liga duas das principais ruas.

O mercado mais antigo ocupa várias ruas perto do Templo de Luxor. Caminhar pelo mercado é uma atracção por si só, pois este ocupa, na sua maioria, ruas pedestres e proporciona uma agradável pausa das carroças e cavalos que percorrem as ruas principais. Este mercado tem um ambiente de souq do Médio Oriente, coberto por uma treliça de madeira, que abriga as pessoas do sol. Muitas das lojas oferecem os mesmos objectos, por isso tem de andar durante um bocado, em busca do melhor preço.

Quando encontrar o vendedor que pretende, sente-se, tome um chá, e comece a negociar o preço. Parece que faz parte da família. Comprar uma simples túnica de algodão pode demorar várias horas, porque vai ter que experimentar todas as túnicas da loja, e depois prosseguir para os objectos que a sua família pode querer.

Comprar alguma coisa pode ser muito frustrante porque tem que estar constantemente a negociar o preço, o que pode ser frustrante para quem não está habituado. Este truque pode ser útil: normalmente o preço original do vendedor é pelo menos cinco vezes mais alto do que o preço justo, mas pode ser dez ou mesmo cem vezes maior do que o preço razoável. Primeiro decida quanto está disposto a pagar. Imaginemos, por exemplo, 20LE. Se perguntar o preço, podem responder, por exemplo "120LE". Agora, oferece 22LE. O vendedor responde: "110LE". Agora, em vez de subir o preço, começe a descê-lo, ofereça 20LE (o que estava disposto a pagar). Se ele continuar a descer o preço, desça também. Ele vai perceber que não vai subir a oferta e fica com um bom preço - ou, pelo menos, livra-se do vendedor.

Coma[editar]

Luxor é um paraíso para os vegetarianos, com uma grande quantidade de vegetais frescos como o tomate e o pepino.

É frequente uma refeição começar com pão pita e com um meze como baba ganoush ou tabule.

O prato principal pode incluir carne ou aves, ou pratos regionais como pomba ou coelho. (Para evitar ficar mal disposto, comer carne de vaca é uma ideia melhor.) Com em qualquer outra área turística do Egipto, nunca é difícil encontrar comida ocidental de qualidade razoável.

Lacticínios como iogurte ou queijo gibna bayda (parecido com queijo feta, mas mais cremoso), podem acompanhar o prato principal.

Por fim, existem muitas sobremesas vegetarianas disponíveis, embora algumas possam parecer demasiado doces para o gosto ocidental. (Se puder, especifique se quer pouca ou média doçura.)

Embora o jantar possa encher muito, o almoço pode não ser adequado para a quantidade de energia que um turista ocupado precisa. Como um bom pequeno almoço, beba muita água, e vá comendo frequentemente ao longo do dia.

Para uma lista de restaurantes, veja os artigos sobre as partes da cidade:

Beber e sair[editar]

O Egipto é um país islâmico, e os muçulmanos estão proibidos de comprar, vender ou consumir álcool. No entanto, os egípcios são um povo prático e tolerante - hotéis que não pertencem a muçulmanos servem álcool.

Em lojas que vendem cola, se for discreto, o dono consegue arranjar alguma cerveja Stella por LE 10-15.

O vinho tinto egípcio não é mau (devido à ocupação francesa), mas não se recomenda.

Se quiser vodka, pode escolher entre os caríssimos preços do vodka importado no Egipto, ou pode trazer alguma desde casa.´

Existe uma loja na ponta norte do Templo de Luxor, ligeiramente à direita de um cruzamento cheio de carros - tem um guarda fora da porta. Se levar o passaporte e for lá num dos dois primeiros dias depois de chegar do Egipto, pode comprar até três garrafas por pessoa de cerveja, bebidas destiladas, etc. a preços reduzidos. Depois desses dois dias, só pode comprar o equivalente egípcio. A loja fecha às 22h00.

Esconda o álcool quando estiver em público - especialmente ao sair da loja!

Durma[editar]

O lendário Winter Palace Hotel em Luxor.

Luxor tem uma enorme variedade de opções de alojamento, desde acampamentos e motéis até hotéis de 5 estrelas como o Old Winter Palace Hotel, que é extremamente luxuoso e já alojou estrelas de cinema e chefes de estado. Em todo o Egipto, Luxor é provavelmente o local onde os preços dos hotéis variam mais drasticamente - alguns hotéis podem ser até 50% mais baratos (ou mais) na época baixa (verão).

Embora a esmagadora maioria dos hotéis se encontrem na Margem Este, existe um número crescente de hotéis a serem construídos na mais isolada Margem Oeste, perto dos túmulos dos Vales dos Reis. Se ficar durante muito tempo na cidade, talvez seja uma boa ideia ficar metade da estada num lado e a outra metade no outro.

Na Época Alta é boa ideia reservar um quarto... E use um mapa ou um táxi para chegar ao seu hotel - ignore as pessoas que o estão a tentar guiar ao seu hotel, pois podem levá-lo a outro lado qualquer, e pode acabar por ceder e ficar no sítio a onde o seu "guia" o levou.

Travel Warning ALERTA: As mulheres que estão a viajar sem companhia devem ter muito cuidado ao procurar alojamento económico em Luxor. Já houveram mulheres violadas, depois dos empregados do hotel lhe terem dado bebidas com droga.


Mantenha contato[editar]

Veja os artigos dos distritos para detalhes sobre os serviços de telefone, internet e correio existentes na cidade - sendo um grande destino turístico, Luxor está bem servida em termos de comunicação.

Nota: Em Agosto de 2004, Luxor fez um melhoramento da sua central telefónico, e agora tem de se adicionar um "2" aos outros seis dígitos... O formato para quem liga do estrangeiro, por exemplo, agora é +20 95 2xxx xxx. Os telemóveis não são afectados pela mudança. Em Junho de 2005, os números da Margem Oeste, que começavam com 2426, começam agora com 2060. Por isso o formato para estes números é agora +20 95 2060xxx em vez de +20 95 2426xxx.

Segurança[editar]

Fique alerta. Luxor é conhecida como a capital egípcia do assédio. Para os que não estiverem em viagens organizadas, os vendedores e comerciantes podem fazer uma viagem muito frustrante. (Embora eles não costumem entrar nos templos propriamente ditos.) É uma boa ideia reservar o hotel para evitar ter que negociar com os muitos representantes de hotéis nas estações.

Como o turismo é a principal fonte de lucro em Luxor, muitas pessoas fizeram da aldrabice uma forma de arte. Alguns dos truques mais velhos são:

  • "Preciso que me traduza uma carta", usado para o atrair para dentro de uma loja
  • "Preciso que me escreva uma carta para o meu amigo em outro país" (eles mostram uma morada que está no estrangeiro), também usado para o atrair para uma loja
  • A "Fábrica de alabastro". Uma grande percentagem do alabastro é importado, não é feito no sítio. A grande maioria das outras pedras, como o jade, são importadas da China e da Índia.
  • "O templo está fechado" - Verifique sempre os horários antes de ir para lá.
  • O "Museu do Papiro" - É só uma loja de papiro; alguns são bons, outros imitações baratas.

Descubra sozinho se alguma coisa está aberta ou fechada, se está a ir na direcção certa ou não. Não pergunte nada a um condutor de caleche ou de taxi; pergunte a um local, para não ser enganado.

As mulheres que estão a viajar sozinhas devem ter muito cuidado ao procurar hotéis económicos em Luxor. Já houveram mulheres violadas, depois dos empregados do hotel lhe terem dado bebidas com droga.

Os comerciantes em Luxor são muito agressivos e manipuladores. Se não quer ser levado a comprar alguma coisa, é melhor ignorar completamente qualquer tentativa dos locais para meter conversa, mesmo que pareçam muito simpáticos. Em lojas e no mercado, a frase "No Hassle" (assédio, não) pode ser usada para evitar atenção indesejada. Se quiser ser simpático, pode em vez disso dizer "Laa Shukran", o que significa Não, Obrigado em árabe. Ser bem educado vai simplificar-lhe a vida, pois essas pessoas vão lembrar-se se foi rude e incomodá-lo ainda mais, mais tarde. Se o problema persistir, ameace chamar a polícia com a frase "You're a hustler!" (É um aldabrão!), ou ainda, "Imshi!" (Cai Fora! em árabe).

Se souber inglês, nas ruas, o mais fácil é fingir não o saber: "Non Speakee Engleezee" e/ou "Non Parlee Arabee" é a maneira mais fácil de mostrar que não está interessado nas suas ofertas. Esta técnica, pode, no entanto, falhar, pois existe uma surpreendente quantidade de egípcios a falar muitas línguas, por isso, se continuarem a pressioná-lo, diga melhor dizer que fala uma língua invulgar, como o azeri ou o osseta. Se falar uma linguagem invulgar como persa ou albanês, comece a falar essa língua. Isto é a maneira mais fácil de se livrar de presenças incómodas.

Dependendo do seu aspecto, pode lhe ser perguntado se gostaria de comprar drogas ou prostituição. Lembre-se, a prostituição e as drogas são levadas muito a sério pelo governo. Para os turistas homossexuais, muito cuidado quando for abordado por pessoas envolvidas em prostituição. O Egipto tem muitos casos de homens homossexuais que foram apanhados em armadilhas.

Partir[editar]

Relevo no Templo de Seti I em Abidos.
  • Dendera — Luxor é uma boa base para fazer uma viagem a este sítio e ao magnificamente bem preservado Templo Ptolemaico de Hathor, que aí se localiza. Existem alguns hotéis que organizam viagens de um dia até Dendera - não precisa de ficar no hotel para usufruir destes serviços.
  • Para os que tiverem mais tempo, podem fazer uma visita ao Templo de Seti I em Abidos, com alguns dos mais bonitos relevos no Egipto. Fica a uma longa viagem de carro desde Luxor, mas pode ser combinado com uma viagem até Dendera.
  • A cidade também é uma boa base para uma viagem através do Alto Egipto, podendo fazer uma viagem até ao Assuão, uma das principais cidades turísticas do Nilo, com muitos pontos de interesse, como a Ilha de Elefantina, e Abu Simbel, um complexo de templos nas margens do Lago Nasser dedicado ao Faraó Ramsés II, o Grande e à sua esposa preferida, Nefertari. Permanece um destino inesquecível, símbolo do Egipto.
  • Pode percorrer os muitos templos Desde Filé a Abu Simbel, onde se encontram alguns dos mais famosos templos e monumentos egípcios, como os de Abu Simbel, Filé e da Ilha de Elefantina. Grande parte deles são protegidas como Patrimônio da Humanidade da UNESCO.
Este artigo é um guia. Ele tem muita informação, incluindo listas de hotéis, restaurantes, atracções e informação sobre chegada e partida. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!



Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites