Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Fez"

Da Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa
(Aprenda)
(Desfeita a edição 78014 de 95.247.97.169 (Discussão))
 
(5 edições intermédias de 4 utilizadores não apresentadas)
Linha 27: Linha 27:
 
=== De comboio/trem ===
 
=== De comboio/trem ===
  
* Desde [[Londres]] ([[Reino Unido]]) vá de Eurostar [http://www.eurostar.com/] até [[Paris]] ([[França]]), e daí apanhe o TGV  até [[Algeciras]] ([[Espanha]]) (operado pela SNCF [http://www.sncf.com/en_EN/flash/]; pode comprar os bilhetes através da European Rail Ltd. [http://www.europeanrail.com/] (tel: 020 7387 0444) e da Rail Europe [http://www.raileurope.co.uk/] (tel: 0870 584 8848)). Daí existem ''ferrys'' para [[Ceuta]] e [[Tânger]] (veja o site da Southern Ferries [http://www.southernferries.co.uk/] (tel: 020 7491 4968)). Daí pode usar a rede de comboios marroquina para chegar a Fez.
+
* Desde [[Londres]] ([[Reino Unido]]) vá de Eurostar [http://www.eurostar.com/] até [[Paris]] ([[França]]), e daí apanhe o TGV  até [[Algeciras]] ([[Espanha]]) (operado pela SNCF [http://www.sncf.com/en_EN/flash/]; pode comprar os bilhetes através da European Rail Ltd. [http://www.europeanrail.com/] (tel: 020 7387 0444) e da Rail Europe [http://www.raileurope.co.uk/] (tel: 0870 584 8848)). Daí existem ''ferrys'' para [[Ceuta]] e [[Tânger]] (veja o site da Southern Ferries [http://www.southernferries.co.uk/] (tel: 0844 8157785). Daí pode usar a rede de comboios marroquina para chegar a Fez.
 
* O ''Office National des Chemins de Fer'' (ONCF) (tel: 3777 4747), a companhia de comboios de Marrocos conecta as principais cidades do país, como [[Fez]], [[Meknès]], [[Tânger]], [[Rabat]], [[Casablanca]] e [[Marrakech|Marraquexe]].
 
* O ''Office National des Chemins de Fer'' (ONCF) (tel: 3777 4747), a companhia de comboios de Marrocos conecta as principais cidades do país, como [[Fez]], [[Meknès]], [[Tânger]], [[Rabat]], [[Casablanca]] e [[Marrakech|Marraquexe]].
 
* A estação de comboios de Fez fica na Ville Nouvelle, na rue Imarate Arabia (tel: 055 930 333).
 
* A estação de comboios de Fez fica na Ville Nouvelle, na rue Imarate Arabia (tel: 055 930 333).

Edição atual desde as 18h27min de 26 de janeiro de 2012

Uma vista de Fez, com a Mesquita de Kairaouine em primeiro plano.

Fez (também chamada Fes e, em arábico, Fas) é uma cidade de Marrocos. É famosa pela sua cidade antiga, ou medina, que, com os seus fabulosos palácios e souqs, é considerada por muitos a mais bela medina do mundo.

Índice

Entenda[editar]

Fez é a terceira maior cidade de Marrocos, a seguir a Casablanca e Rabat. Fica num vale aos pés da Cordilheira do Atlas. Fez foi uma das mais importantes cidades do mundo, situada nas rotas de caravanas que ligavam impérios saarianos como o de Timbuktu com com o Atlântico e o Mediterrâneo.

É, provavelmente, a mais fantástica e antiga cidade imperial (Fez, Marraquexe, Meknés e Rabat são conhecidas como cidades imperiais, por terem sido todas, em alguma parte da história do país, a sua capital). Actualmente é um importante centro cultural e espiritual, e a terceira cidade santa do islão, a seguir a Meca e Medina.

Bairros[editar]

Fez está dividida em três partes:

  • Fes el-Bali - É a cidade medieval melhor preservada e continuamente habitada ainda existente. É a mais antiga parte de Fez, e a mais visitada por turistas.
  • Fes el-Jdid - Uma cidade "nova" do século XIII, onde está o Dar el-Makhzen (Palácio Real), e o Mellah, o antigo quarteirão judeu.
  • Ville Nouvelle - O moderno centro de negócios da cidade, com grandes avenidas, hotéis, restaurantes, cafés, etc.

Chegar[editar]

De avião[editar]

O Aeroporto Internacional de Saiss [1] (Tel.: (212) 3562 4800 ou 3562 4799 ou 090 000 800) fica em Saiss, 15 km a sul do centro da cidade. Tem voos para a Europa e para outras cidades de Marrocos, e é servida pela Royal Air Maroc [2] e pela British Airways [3], bem como por companhias lowcost como a Ryanair [4] e a Atlas Blue [5]. Pode-se chegar a Fez de avião desde Casablanca (45 minutos), Londres (3 horas), Paris (3 horas) ou num voo nocturno desde Nova Iorque.

No aeroporto pode-se alugar um carro através da Avis [6], Europcar [7] e da Hertz [8]. Pode também fazer a viagem desde o aeroporto à cidade através de um táxi (preços no edifício do terminal, à esquerda) ou de autocarro (existe uma paragem de autocarros perto do aeroporto e um serviço de autocarros para a cidade a cada hora).


De comboio/trem[editar]

  • Desde Londres (Reino Unido) vá de Eurostar [9] até Paris (França), e daí apanhe o TGV até Algeciras (Espanha) (operado pela SNCF [10]; pode comprar os bilhetes através da European Rail Ltd. [11] (tel: 020 7387 0444) e da Rail Europe [12] (tel: 0870 584 8848)). Daí existem ferrys para Ceuta e Tânger (veja o site da Southern Ferries [13] (tel: 0844 8157785). Daí pode usar a rede de comboios marroquina para chegar a Fez.
  • O Office National des Chemins de Fer (ONCF) (tel: 3777 4747), a companhia de comboios de Marrocos conecta as principais cidades do país, como Fez, Meknès, Tânger, Rabat, Casablanca e Marraquexe.
  • A estação de comboios de Fez fica na Ville Nouvelle, na rue Imarate Arabia (tel: 055 930 333).

De autocarro/ônibus[editar]

Existem várias paragens de autocarros na Ville Nouvelle e à beira dos portões da medina, mas a maior parte dos autocarros vindos de fora param na paragem de autocarros principal (gare routière), a norte de Bab Mahrouk. A CTM, a companhia de autocarros nacional, que tem serviços para várias cidades e vilas marroquinas, bem como para fora do país (tel: 055 732 992) [14], deixa os seus passageiros na esquina da Rue Tetouán e da Avenue Mohammed V, na Ville Nouvelle.

De carro[editar]

Para chegar a Fez de carro terá que ir até Algeciras (Espanha), de ondem parte ferrys frequentes para Tânger e Ceuta. Daí pode ir até Fez de carro.

Existem vários lugares e parques de estacionamento por toda a Ville Nouvelle. Se ficar em Fes el-Bali (onde não são permitidos carros) pode deixar o seu carro a sul de Boujeloud, a uma caminhada de poucos minutos de Fes el-Bali.

Circular[editar]

A maneira mais prática de se movimentar na medina é a pé (pode apanhar taxis até todos os portões da medina).

Transportes Públicos[editar]

O sautocarros da cidade, que estão geralmente cheios, mas que passam regularmente, ligam a Ville Nouvelle a diversas partes da cidade velha. O número das rotas estão marcados no autocarro. Algumas rotas utéis são a rota 9 (Da Place Atlas na Ville Nouvelle até perto do Museu Dar Batha), a rota 12 (Desde o Bab Boujeloud até o Bab Ftouh, o portão sudeste da medina, Fes el-Bali) e a rota 19 (Da estação de comboios até à Place er-Rsif, Fes el-Bali).

Táxi[editar]

Há dois tipos de táxis:

  • Os pequenos e vermelhos petits taxis operam dentro dos limites da cidade, tem taxímetros e são baratos. Só podem levar três passageiros.
  • Os Grands Taxis são maiores e tem rotas fixas, desde Fez para as áreas envolventes, principalmente partindo da estação de autocarros principal (gare routière).

Ambos os tipos de táxis são frequentemente partilhados e os seus condutores podem querer esperar até o táxi estar cheio para partir. Pode pedir para ter um petit taxi só para si.

Aluguer de carros[editar]

Fez tem muitas companhias de aluguer de carros, incluindo:

  • Avis (tel: 055 626 969; [15]);
  • Budget (tel: 055 940 092; [16]);
  • Europcar (tel: 055 626 545; [17]);
  • Hertz (tel: 055 622 812; [18]).

Veja[editar]

Um dos muitos curtumes de Fez.
  • Fondouk el-Nejjarine ou Museu das Artes e Artesanato em madeira (Place el-Nejjarine; tel.: 055 740 580; é preciso pagar para entrar) - Uma das grandes atracções de Fez, este caravançarai restaurado que outrora providenciada comida e abrigo aos comerciantes é agora o Museu das Artes e Artesanato em Madeira. Os visitantes podem apreciar as mais intricadas talhas.
  • Fonte da Praça el-Nejjarine - Na mesma praça onde se localiza o Fondouk el-Nejjarine, fica a Fonte de el-Nejjarine, a melhor conhecida de todas as fontes da medina, devido aos seus azulejos.
  • Madraçal de Bou Inania (Rue Talaa Kebira; é preciso pagar para entrar) - Obrigatório ver, o madraçal, ou colégio teológico, é um dos poucos edifícios religiosos muçulmanos abertos aos não-muçulmanos. A sua construção começou entre 1350-7 pelo sultão Bou Inan. É considerada uma das mais bonitas e decoradas madraças construídas pelos merínidas e a única de Marrocos com um minbar (púlpito) e um minarete. Fechada durante horas de culto (algumas partes podem ser inacessíveis devido aos trabalhos de restauração).
  • Museu Dar Batha (Place du Batha; tel.: 055 634 116; é preciso pagar para entrar) - Grande colecção de tesouros históricos, mostrando a arte e o artesanato marroquino: bordados, trabalhos em couro, carpetes e jóias, trabalhos em madeira, cerâmica, tudo num palácio secular. Visita guiada obrigatória. Tem um bonito e tranquilo jardim.
  • Curtumes - Os curtumes da medina são a imagem mais extraordinária da medina, etem vindo a tornar-se uma das imagens da cidade. Enxames de trabalhadores pisam peles de animais com os seus pés ou mergulham as peles em enormes reservatórios cheios de pigmento. Os curtumes podem ser vistos dos terraços envolventes, como a Terrasse de Tannerie, uma loja que vende produtos em couro, acessível através de uma escada desde Derb Chouara na medina. (Espera-se que pelo menos dê uma vista de olhos na loja, e se não comprar nada, uma gorjeta para o dono da loja será apreciada.)
  • Bab Boujeloud - Este portão azul e branco é a entrada principal para a medina de Fez. Foi construído em 1913.
  • Zaouia Moulay Idriss II - é uma zaouia (santuário) dedicada a Moulay Idriss II, que governou Marrocos de 807 a 828, e fundou a cidade de Fez em 810. Em 1308 foi encontrado um corpo intacto foi encontrado no local. O povo, pensando que era Moulay Idriss II construiram esta zaouia.
  • Túmulos Merínidas - Não resta muito dos Túmulos Merínidas, a norte da cidade perto do Bab el-Guissa. Mas a vista da cidade e destas magníficas ruínas fazem a visita valer a pena.
  • Mesquita de Kairaouine (INTERDITA A NÃO-MUÇULMANOS; Rue Bou Touil; Tel: 055 641 016) - Uma enorme mesquita no coração de Fés el-Bali. Por vezes as portas da mesquita são deixadas abertas, por isso os não-muçulmanos podem dar uma vista de olhos discreta à mesquita. Estabelecida em 857, é uma das mais antigas mesquitas do mundo árabe ocidental.
  • Madraçal de el-Attarine (Perto da Mesquita de Kairaouine; Tel: 055 623 460) - Fundada em 1325, este madraçal no coração da medina tem maravilhosos detalhes decorativos e é, a seguir ao Madraçal de Bou Inania, o mais impressionante dos colégios muçulmanos medievais. Desde o seu telhado tem-se uma das melhores vistas da Mesquita de Kairaouine, se conseguiir persuadir o encarregado a o deixar entrar.

Faça[editar]

Eventos[editar]

  • Festival de Música Sagrada Mundial [19] - O mais proeminente festival anual do país, ocorre nesta cidade em fins de Maio - príncipios de Junho e dura cerca de 10 dias. Traz visitantes e artistas de todo o mundo, para partilhar músicas espirituais das suas culturas. Desde música clássica europeia a música sufi e gospel americano, este festival tem todos os tipos de música. Durante o festival é muito difícil arranjar alojamento, por isso reserve com antecedência.
  • Festival de Arte Culinária (Abril-Maio)
  • Festival Nacional da Cultura Amazigh (Julho) - Celebra a cultura berbére com música, dança, contos tradicionais e exposições.
  • Moussem de Moulay Idriss II' (Setembro) - Um festival que dura uma semana com procissões até ao mausoléu do fundador da cidade.

Atividades[editar]

  • Os souqs - As ruas labirínticas de Fès el-Bali estão cheias de lojas e bancadas, oferecendo de tudo, desde cabeças de cabra a chinelos e especiarias, bem como magníficos exemplares de arquitectura hispano-arábica e a oportunidade de ver os artesães a trabalhar. Vaguear nos souqs espalhados pela cidade é uma experiência fantástica.
  • Hammams - Os tradicionais hammams, ou casas de banhos, são locais de socialização e de relaxamento, depois de percorrer as infindáveis ruas da medina. Existe vária informação sobre os hammams de Fez no site [20] (em inglês). Através do Bab Boujeloud, no topo do Talaa Seghira, fica o Hammam Mernisi, considerado um bom hammam para estrangeiros. Existem horas diferentes para homens e mulheres. O Hammam Bourous, na rue ech Cherabliyin, é o mais velho ainda em uso da cidade (só são permitidos homens).
  • Um passeio na medina - A companhia Fes Medina [21] oferece visitas guiadas à medina para pequenos grupos interessados na restauração de Fes el-Bali. Fazem-se visitas a artesãos Fassi, cujas habilidades tornam a restauração da medina possível, e a uma fábrica de mosaicos tradicional, onde os intricados desenhos dos azulejos marroquinos são feitos.

Aprenda[editar]

  • O Instituto da Língua Arábe em Fez, +212 35 62 48 50 (fax +212 35 93 16 08, <info@alif-fes.com>), [22] oferece cursos de árabe de qualidade, que duram entre três e seis semanas, e ensina tanto árabe moderno, como "árabe marroquino". O instituto também arranja alojamento na casa de uma família marroquina para os seus estudantes, se necessário.

Trabalhe[editar]

Compre[editar]

Você pode compar o que quiser nos souqs, dependendo da área onde está. A Rue el-Attarine é uma parte particularmente vibrante da medina, vendendo frutas, vegetais, especiarias e ervas; cosmética tradicional e unguentos exóticos podem ser encontrados no Souk el-Henna.

Se quiser um fez (um chapéu de forma cilíndrica com o mesmo nome que esta cidade), procure nas ruas a que chamam Kissaria, que estão cheias de lojas de roupa. Uma boa loja é o Ensemble Artisanal, avenue Allah ben Abdullah, na Ville Nouvelle.

Lojas e souqs estão geralmente abertos desde por volta das 9:00h até por volta das 18:00h, mas fechado nas sextas de manhã e algumas vezes nas sextas à tarde também. Algumas lojas fecham na hora de almoço e a maior parte delas fecham nos feriados nacionais e nas seculares 'fêtes nationales'.

Lembranças[editar]

Lembranças populares incluem a famosa cerâmica azul e branca de Fez, joalharia, madeira talhada, lanternas, trabalhos em latão, lenços, cintos de couro, sapatos ou babouches (chinelos) e, claro, tapetes (vá à Tissage Berbere, Derb Taouil 4). Os preços são baixos e os artesãos de Fez são considerados os melhores do mundo.

Coma[editar]

  • Mezzanine, Kasbat Chams, 17 (Em frente ao Jardim Jnaj Sbil, a menos de 50 metros da Place Boujeloud), +21211078336, [23]. Um restaurante de três andares, com um pátio exterior. Oferece música ao vivo, com um DJ da casa. Aprecie as tapas, salada césar, briouats marroquinos, saladas, bem como bolo de queijo e tarte de limão.  editar

Econômico[editar]

Os mercados perto do Bab Boujeloud (perto do Hotel Cascades) estão cheios de comida deliciosa. Vale a pena vaguear por esses mercados, e comprar bocados de comida aqui e ali. A comida de rua é muito barata e, na maior parte das vezes é segura. Os restaurantes, mesmo os mais baratos, frequentemente custam mais de que o dobro que a comida das ruas, e a qualidade é a mesma. Na medina é difícil encontrar comida barata noutra área que não a do Bab Boujeloud. Existem poucos restaurantes para turistas, e os poucos que existem são extremamente caros.

  • Kasbah (Rue Serrajine; tel.: não tem) - Um restaurante de três andares muito popular - vá cedo, porque enche rápido. Tem belas vistas. Não há alcoól.
  • Fez Lounge (Zkak Rouah, 95;Abaixo do Tala Kbira, numa rua minúscula à sua direita) ou F Lounge - É muito recomendado pelas suastapas de inspiração mediterrânica, como bruschetta de Camembert com nozes e vinagre balsâmico, ou o seu reputado Brownie quente com chocolate. Pratos tradicionais marroquinos como a Pastilla e os tajines são vendidos também. [24]
  • Café Medina (perto do Bab Boujeloud) - Um restaurante com aspecto turístico. A comida é boa, especialmente as "boricuas". Os pratos principais custam a partir de 60dh.
  • Restaurant Bouinania (perto do Bab Boujeloud) - Aprecie um almoço no terraço ou um jantar no decorado segundo andar. Tagine, cuscuz e outras iguarias são servidos por cerca de 40 dh, mas pode negociar os preços e baixá-los para cerca de 25 dh.
  • Café Clock (perto do Bab Boujloud) - Uma casa magnificamente restaurada na medina antiga, agora um café. As pessoas são simpáticas e a comida é excelente. Peça uma mesa no terraço, e pode ouvir a chamada para a oração nas diversas mesquitas da área.
  • Casa Nostra - Se quiser pizza, pode tentar este restaurante italiano na Ville Nouvelle.

Médio[editar]

  • Restaurante Zagora (Boulevard Mohammed V, 5, Ville Nouvelle; tel.: 055 940 686) - Boa comida e bom serviço no centro comercial de Fez, a Ville Nouvelle. É popular entre os empresários da cidade.
  • Restaurante Royal Mirage Al Wadi (Avenue des Far, Ville Nouvelle; tel.: Avenue des Far, Ville Nouvelle) - Bom serviço e um restaurante confortável. O Al Wadi é o restaurante do Royal Mirage Hotel (o antigo Sheraton) [25].
  • Le Palais de Fes - também conhecido por Dar Tazi (Place R'cif) - Um restaurante num terraço, em cima de uma loja de carpetes. Oferece a melhor pastilla de Fez e outros pratos tradicionais. O preço da comida ronda os 350dh por pessoa, mas a comida e a vista valem a pena.
  • Palais des Merinides (Talaa Kbira) - Pratos tradicionais marroquinos num bom ambiente. Qualidade decente, mas arredores fabulosos.
  • San Remo - Restaurante italiano na parte nova da cidade. Perto da Estação da Polícia, oferece pasta e pizza por um preço decente.

Esbanje[editar]

  • Al Fassia (Bab Guissa; tel.: 055 634 331) - O altamente recomedado restaurante do Hotel Palais Jamai tem fantásticas vistas sobre os terraços da cidade velha, com uma banda andaluza e dança do ventre. A ementa gourmet inclui pastilla, cuscuz, tajine e mechoui (cordeiro assado). Reserve; aberto só para jantares.
  • Dar Saada (Rue Attarine, 21; tel.: 055 637 370/1) - Fica num antigo palácio no coração do souq servindo boa cozinha marroquina, incluindo um excelente cuscuz. Aberto só ao almoço, até ao fim da tarde.
  • La Maison Bleue (Place de L'Istiqlal, 2; tel.: 055 636 052) - O restaurante desta sofisticada riad é um óptimo lugar para jantar. Serve-se comida tradicional marroquina: saladas, tajines de cordeiro, pastilla (tarte de pombo) e laranjas com canela. Ud (alaúde) ao vivo e música gnaoua. Aberto só para jantares. [26].
  • L'Ambre, Riad Fes, 5, Derb Ben Slimane Zerbtana, +212 35 74 12 06, [27]. No coração da cidade medieval, este restaurante é conhecido pela sua boa comida. Cozinha marroquina, com um toque especial, servido numa das três salas de jantar, no jardim ou no terraço.  editar

Beba e saia[editar]

Fez é uma cidade conservadora, por isso geralmente quando se sai com alguém costuma-se beber um sumo ou um chá de menta.

A maior parte dos clubes nocturnos estão em grandes hotéis, e só abrem por volta da meia-noite. Le Phoebus, Hotel Jnan Palace e o Hotel Sofia, 3 rue d'Arabie Saoudite, ambos na Ville Nouvelle tem uma boa mistura de música marroquina e ocidental.

Como a fé islâmica proíbe o consumo de alcoól não há bares na medina, e não é fácil encontrá-los na Ville Nouvelle fora de hoteis paraturistas como o Ibis, Splendid, de la Paix, e Sofia.

Os cafés mais populares da cidade ficam no Souk el Attarin, o mercado de especiarias, ou no Souk el-Henna. Os cafés ficam abertos até tarde e costumam ter entretenimento, especialmente durante os grandes festivais religiosos.

Piano bars incluem o Le Birdy, Jnan Palace Hotel, avenue Ahmed Chaouki e o The Oasis Bar no Royal Mirage Hotel (antigo Sheraton), avenue des Forces Armées Royales.

Durma[editar]

Econômico[editar]

  • Hotel Batha, Place de l'Istiqlal, +212(0)055 741 077. Situa-se no centro da cidade, à entrada da medina, no antigo edifício do consulado britânico. Tem 62 quartos, uma piscina, um bar, e outras estructuras.  editar
  • Hotel Ibis Moussafir, Avenue des Almohades, (+212)535/651902 (fax: (+212)535/651909), [28]. Na Ville Nouvelle, um moderno hotel com quartos pequenos, mas limpos, com camas confortáveis e casas de banho com chuveira, mas sem banheira. Tem um jardim, uma piscina, um restaurante e um bar. A medina fica á distância de uma pequena viagem de taxi.  editar
  • Parque de Campismo Diamant Vert, Rue Ain Chkef (Fora da cidade, a uma pequena distância). 25 Dh por pessoa, 15 Dh por tenda. Acesso grátis à piscina.  editar
  • Pousada de Juventude HI, Rue Abdeslam Serghini,18. Limpo e bem posicionado na Ville Nouvelle. Infelizmente, existe recolher obrigatório às 22:00h.
  • Hotel Cascades (perto do Bab Boud Jeloud - o portão principal) na medina. Os quartos são limpos, barulhentos e simples. Existe uma casa-de-banho partilhada no primeiro andar. Um quarto duplo custa 150 dh / noite. Dormir no terraço, recomendado por algumas pessoas, não é aconselhável devido ao calor do meio-dia, falta de espaço durante o dia , e falta de segurança.
  • Hotel Erraha (perto do Bab Boud Jeloud - o portão principal) na Medina. Feio e barulhento, nã muito limpo, mas serve para passar uma noite se não conseguir encontrar outro sítio, 100 Dhs.
  • Hotel Mauritania (perto do Bab Boud Jeloud - o portão principal) a seguir ao Cascade.
  • Pensão Batha, (100-250 Dhs) Sidi Lkhayat Batha, 8, Fax: 05-574-1150, do outro lado da ruya do Hotel Batha. Tem pousocs quartos, e enche rápido, mas os quartos são limpos e incluem casas-de-banho privadas. Vem com um pequeno-almoço num pequeno terraço no andar de cima. Quarto duplo com casa-de-banho - 250 Dhs. Pequeno-almoço muito simples.
  • ChezMaMounia, (34-55 $) www.chezmamounia.com Avenue Saint Louis, Tel: 06-68076175, Por trás do Hotel Jnan Fes Palace.

Médio[editar]

  • Dar Bennis: casa tradicional do século XVIII (riad) na medina para aluguer, para cima de 50 pessoas, 80 euros pela casa inteira. [29]
  • Dar Seffarine, 14 Derb Sbaa Louyate, Seffarine, +212(0)671113528 (, fax: +212(0)535 741 873), [30]. Por trás de altas muralhas e de um discreto portão na parte mais velha da medina fica esta bonita casa restaurada, com 600 anos, agora uma pousada.  editar
  • Riad Maison Bleue, 33 Derb el-Mitter, +212(0)535 741 843 (, fax: +212(0)535635205), [31]. Uma antiga casa marroquina elegantemente restaurada com 11 quartos e uma piscina.  editar

Esbanje[editar]

  • Sofitel Fez - Palais Jamai, Bab el-Guissa, (+212)535/634331 (, fax: (+212)535/635096), [32]. Acomodação 5 estrelas, no antigo palácio de um vizir. A parte antiga do hotel é fantástica, mas mesmo nos quartos modernos têm-se maravilhosas vistas sobre a cidade velha.  editar
  • Rentinfez [33] alugue uma casa tradicional na medina de Fez.
  • Riad Fes, Derb Ben Slimane, Zerbtana, Fez, (+212)(0) 5 35 94 76 10/ 5 35 74 12 06 (, fax: (+212)(0) 5 35 74 11 43), [34]. Riad na medina de Fez, conhecida pelo seu luxo, serviço impecável e pelo seu óptimo restaurante. Tem belas vistas de Fez e das Montanhas do Atlas.  editar
  • Riad Arabesque, Derb El Miter, 20, (+212) 35 63 53 21 / 061 16 29 06 (, fax: (+212) 35 63 45 90), [35]. Uma riad do século XIX, restaurada e transformada num hotel tradicional. Têm-se maravilhosas vistas sobre Fez.  editar
  • Best of Morocco [36] - Oferece uma variedade de hóteis e riads de luxo em Fez.

Mantenha contato[editar]

Segurança[editar]

Saúde[editar]

Cotidiano[editar]

Partir[editar]

Volubilis.

A cerca de 70 km de Fez, as ruínas romanas de Volubilis oferecem um dia inesquecível. A visita às ruínas e aos mosaicos romanos é obrigatória quando se visita Fez. Existem visitas organizadas às ruínas desde Fez (para detalhes, visite o Posto de Turismo de Fez). No entanto, os viajantes independentes podem preferir apanhar o comboio desde Fez até Meknés, e daí apanhar um táxi até Volubilis, passando pela vila histórica de Moulay Idriss. Custa um terço do preço das visitas organizadas.

Meknes foi capital de Marrocos no século XVII. Merece uma visita para visitar os seus numerosos monumentos e para ir às compras no seu souq.

Ifrane, a cerca de 60 km sul de Fez é um resort de montanha no meio das Montanhas do Atlas, com lagos, parques e casas de telhados vermelhos fazendo lembrar os Alpes. É fácilmente acessível através de autocarros ou táxis.


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites