Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Diferenças entre edições de "Copenhaga"

Da Wikitravel
Norte : Dinamarca : Copenhaga
Ir para: navegação, pesquisa
(Segurança)
Linha 92: Linha 92:
  
 
==Segurança==
 
==Segurança==
 +
A Dinamarca é considerado um país seguro.
 +
 +
Copenhaga é referida como uma das cidades mais seguras do mundo, com uma taxa de criminalidade baixa comparada com outras capitais europeias.
 +
 +
No entanto, todos os anos, principalmente no Verão, são enviadas pela polícia local à Embaixada diversas carteiras furtadas, pelo que os visitantes não devem deixar de ter os cuidados normais ao circular numa metrópole europeia, nem deixar objectos de valor à vista dentro das viaturas ou quartos de hotel.
 +
Em caso de furto, para além da participação imediata à polícia, é conveniente a comunicação da ocorrência à Secção Consular da Embaixada de Portugal em Copenhaga.
  
 
==Saúde==
 
==Saúde==

Revisão de 04h02min de 5 de janeiro de 2012

Copenhaga (em dinamarquês, København) é a capital da Dinamarca, com cerca de 1 milhão de habitantes. Copenhaga é suficientemente grande para ser uma metrópole para fazer compras, ter cultura e vida nocturna por excelência. Mas é também suficientemente pequena para íntima, segura e fácil de percorrer.

Índice

Entrada

O regime em vigor é o de isenção de vistos para os cidadãos portugueses. Os estrangeiros com autorização de residência em Portugal beneficiam igualmente de isenção de visto ao abrigo dos Acordos Schengen. Em ambos os casos é permitida a permanência sem visto por um período de 3 meses.

Chegar

De avião

  • A partir de Lisboa: A TAP Portugal faz voos directos. Consulte o site flytap.com
  • A partir de Faro: A Norwegian faz voos directos.
  • A partir de Ponta Delgada (Açores) e Madeira: A SATA faz voos directos.

De comboio

Partindo de Portugal, o melhor percurso será via Paris. Depois terá de mudar de comboio na Gare du Nord. Em Paris, é preciso esperar cerca de 10 horas até à partida do comboio para Copenhaga, cujo o percurso por sua vez demora cerca de 14 horas.

De autocarro

Há autocarros que partem regularmente de algumas cidades portuguesas em direcção a Copenhaga, fazendo a viagem via Paris ou Alemanha. Poderá obter informações a este respeito nas grandes empresas de autocarros ou em agências de viagens. Se fizer escala em Paris, terá de esperar algumas horas até à partida do autocarro para Copenhaga, demorando de seguida a chegar ao destino cerca de 16 horas.

De carro

Partindo de Portugal, é preciso atravessar a Espanha, França e Alemanha, passando por Hamburgo, até Lübeck, à beira do Báltico. Atravessa-se a ilha do Fehmarn (direcção norte) até ao Puttgarden. Quando sopram ventos fortes, a ponte que cruza o estreito de Fehmarn está fechada às caravanas e aos camiões. A viagem de ferry desde Puttgarden até Rødby, na ilha de Laaland, dura 55 minutos. Segue-se para nordeste, até à ilha de Falster, onde se passa então à ilha de Seeland. Depois é sempre a direito até ao norte, até Copenhaga. Já na Dinamarca, segue-se pela auto-estrada e por um pequeno troço de estrada nacional. Se quiser ir ao centro da cidade de Copenhaga, basta seguir as placas com a indicação "København C". Também pode ir a Copenhaga de barco, apanhando-o na cidade alemã de Kiel até Korsør, na costa oeste de Seeland. A partir daí, uma hora é suficiente para chegar a Copenhaga. O horário no entanto não é muito prático, pois o barco só atraca em Korsør até às 22 horas.

Circular

A pé

Quem quiser explorar a zona entre a estação e a pequena sereia tem de fazê-lo a pé. As distâncias são curtas e vê-se muito melhor a cidade calcorreando-a do que a observando através de uma janela de um automóvel.

Transportes públicos

Relativamente a autocarros e a comboios rápidos, a região de Copenhaga está dividida em 95 secções. Graças a um sistema de cores, em qualquer paragem poderá saber quantas secções tem de pagar. Os preços dos bilhetes vão desde os 5DKK aos 10DKK. Com um bilhete de 24 horas ou com o Copenhagen Card pode fazer um número ilimitado de viagens na cidade, dentro do período estabelecido. As crianças com menos de sete anos viajam gratuitamente e até aos 12 têm o bilhete infantil.

De carro

É um pouco absurdo circular de carro pela cidade, pois a forma de deslocação mais rápida é a pé. Enquanto procura o caminho correcto e um estacionamento, vai perder bastante tempo pois não existe grandes lugares de estacionamento na cidade. Copenhaga está dividida em quatro zonas de estacionamento: em volta da área pedonal fica a zona vermelha que custa 15 DKK à hora. Depois estende-se a uma ampla zona azul que custa 6DKK e encontra-se a uma distância aceitável a pé, de todos os lugares de interesse. Nas zonas periféricas, a zona azul custa 4DKK. Dado o generoso limite máximo de estacionamento de 10 horas, excepto na zona vermelha, pode perfeitamente comprar um bilhete de estacionamento para todo o dia. Não deve, no entanto, arriscar-se a estacionar o carro durante todo o dia sem pagar o estacionamento, pois a polícia de trânsito está sempre vigilante, e em tal caso, passar-lhe-à uma pesada multa de cerca de 400DKK.

Visitar

  • Tivoli Gardens
    Tivoli Gardens

O Tivoli é o ponto de maior atracção da Dinamarca. Este parque de divertimentos, inaugurado em 1843 é um misto de tradição e de modernismo. Apesar de possuir as mais modernas atracções, não irá encontrar um parque de alta tecnologia desprovido de alma, mas sim um lugar bem agradável para diversão com toda a família.

  • Nyhavn

Este é um dos pontos da cidade que está mais na moda. As pessoas param aqui para beber uma cerveja depois do trabalho ou para jantar num dos seus inúmeros restaurantes com esplanada.

  • Pequena Sereia

Centenas de pessoas deslocam-se diariamente a este ex-libris mundialmente conhecido de Copenhaga. Pequena e delicada, encolhe-se sobre a sua pedra enquanto todos os seus visitantes tiram fotos junto a si.

  • Statens Museum for Kunst

O fenomenal Museu de Arte de Copenhaga reúne mestres europeus como Cranach, Tiziano e Bruegel, ainda que fundamentalmente contenha obras de artistas dinamarqueses: dos pintores da Idade do Ouro até aos clássicos do Modernismo, como Weie e Jorn.

  • Illums Bolighus

O design escandinavo é mundialmente conhecido. Designers dinamarqueses como Poul Henningsen e Arne Jacobsen são alguns dos representantes da elite das artes aplicadas. Estes grandes armazéns têm todo o género de objectos, desde do copo de vinho até à cama, mostrando como é possível aliar o útil ao estético.

Faça

Eventos

Atividades

Compras

Restaurantes

Econômico

Médio

Esbanje

Noite

Alojamento

Barato

  • Sleep in Heaven Hostel
  • Danhostel Copenhagen Downtown
  • Generator Hostel
  • Hotel Cab Inn Copenhagen

Pode encontrar mais alojamentos baratos a partir do site hostels.com

Médio

  • Hotel Alexandra
  • Hotel Christian d. IV.
  • Hotel Cosmopole

Caro

  • Hotel d'Angleterra (hotel mais luxuoso de Copenhaga)
  • Admiral Hotel
  • Hotel City
  • Copenhagen Crown Hotel

Mantenha contato

Segurança

A Dinamarca é considerado um país seguro.

Copenhaga é referida como uma das cidades mais seguras do mundo, com uma taxa de criminalidade baixa comparada com outras capitais europeias.

No entanto, todos os anos, principalmente no Verão, são enviadas pela polícia local à Embaixada diversas carteiras furtadas, pelo que os visitantes não devem deixar de ter os cuidados normais ao circular numa metrópole europeia, nem deixar objectos de valor à vista dentro das viaturas ou quartos de hotel. Em caso de furto, para além da participação imediata à polícia, é conveniente a comunicação da ocorrência à Secção Consular da Embaixada de Portugal em Copenhaga.

Saúde

Cotidiano

Partir

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites