Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Cidade do México

Da Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa

A Cidade do México (em espanhol: Ciudad de México) é a capital do México e a segunda maior cidade das Américas.

Distritos

A cidade é oficialmente dividida em 16 delegaciones que por sua vez são subdividios em colonias que, ao todo, são 250. No entanto, é mais fácil pensar na cidade em termos de distrito para facilitar ao visitante se locomover. Muitas cidades antigas como Coyocán, San Angel e Tlalpan foram fundidas à zona urbana e cada uma delas ainda consegue preservar um pouco da sua atmosfera original.

  • Centro Histórico - Onde tudo começa. O centro histórico da cidade é focado no Zócalo ou no Plaza de la Constitución e se extende em todas as direções em incontáveis quarteirões com seu ponto mais extenso sendo a oesta da Alameda Central. O Zócalo é a maior praça na América Latina e a segunda maior do mundo atrás apenas da Praça Vermelha em Moscou.
  • Chapultepec - Chapultepec é um dos maiores parques urbanos do mundo; seu nome significa colina do gafanhoto e abriga o principal zoológico da cidade, muitos museus e um parque de diversões. Lomas é o distrito mais rico da cidade perto de Chapultepec.
  • Polanco - Um das áreas residencias mais chiques e com umas das mais caras lojas da cidade. Cheia de embaixadas, restaurantes refinados, boates e hotéis.
  • Zona Rosa - Mais conhecida para o turismo com o distrito da Reforma porque abriga a avenida Paseo de la Reforma, é um importante distrito de negócios e entretenimento. Existe também uma grande presença gay no local.
  • Coyocán - Uma cidade colonial que foi engolida pela cidade e se tranformou no novo distrito intelectual.
  • Condesa e Roma - Recentemente revitalizado depois de décadas de esquecimento, possui vários restaurantes da moda, bistrôs, boates, pubs e lojas.
  • Del Valle - residências classe média, área de negócios e shopping na zona sul da cidade.

Entenda

A área metropolitana da Cidade do México é uma das maiores e mais populosas do mundo, com uma população estimada em cerca de 20 milhões vivendo na região. Tem uma forma oval de aproximadamente 60 por 40 km, contruída no leito cedo do Rio Texcoco e envolta nos três lados por montanhas altas e vulcões como o Ajusco, o Popacatepetl e o Ixtlacihuatl. A Cidade do México propriamente dita (com uma população estimada entre 8 e 9 milhões) é localizada no Distrito Federal (ou D.F.), uma área administrada pela federação (isto é, não faz parte de nenhum estado mexicano) e é a capital do México. O resto da área metropolitana se extendendo além do Estado do México que envolve o D.F. por três lados. Falando de forma legal e prática, a Cidado do Méximo é o mesmo que o Distrito Federal e é aonde os turista irão passar a maior parte do tempo enquanto visitam ou ficam na cidade.

A Cidade do México é dividida em 16 delegaciones que se subdividem em aproximadamente 250 colonias. Saber para qual colonia você está indo é essencial para se locomover, quase todos os residentes irão saber aonde determinada colonia é (no entanto, cuidado porque há várias colonias com nomes duplicados os similares). Igual a muitas cidades muito grandes, a estrutura é relativamente descentralizada, com diversas partes da cidades tendo seu próprio centro em miniatura. No entando, as reais zonas centrais são o Centro, que fazia parte da cidade antida, e a Zona Rosa, o novo distrito de negócios e entretenimento.

A cidade está localizada a 2.200 metros acima do nível do mar. Algumas pessoas não estão acostumadas a locais com essa altitude e sentem dificuldades para respirar, no entando os sintomas desaparecem após alguns minitos depois da chegada.

A vida notuna é parecida com todos os outros aspectos da cidade: é enorme. Existe uma grande número de boates, bares, restaurantes e cafés e assim como variações e combinações desses para se escolher. Existem uma incrível variedade, desde lounges ultramodernos em Santa Fé e Reforma, a salões de dança com décadas de história no Centro e Roma. Existem também alguns pubs em Tlalpan e Coyoacán e boates em nsurgentes, Polanco, Condesa e na Zona Rosa.

Quando for sair cheque também a data, pois é um indicador importante de quão cheio os lugares geralmente vão estar e quanto tempo você poderá ter que esperar até entrar. Os salários são geralmente pagos duas vezes por mês, nos dias 30 ou 31 e 14 ou 15. Nesses dias ou logo após e quando os mexicanos mais saem, especialmente se o dia do pagamento coincide com um final de semana. Nos locais mais caros as pessoas podem sair para Acapulco e em viagens durante o verão ou feriados prolongados.

História

A origem da Cidade do México data de 1325 quando a cidade-capital Asteca de Tenochtitlan foi fundada e depois destruída em 1521 pelo conquistador espanhol Hernando Cortez. A cidade serviu como capital da Viceroyalty da Nova Espanha até sua libertação na Guerra de Independência em 1810. A cidade se tornou a capital do Império Mexicano em 1821 e da República Mexicana em 1823 após a abdicação de Agustin de Iturbide. Durante a guerra entre Estados Unidos e México em 1847 a cidade foi invadida pelo exército americano. Em 1864 quando a França invadiu o México e o imperador Ferdinand Maximilian de Habsburg, que governou o país de Castillo de Chapultepec, ordenou a construção da Avenida da Imperatriz (hoje Paseo de la Rerforma). Porfirio Díaz assumiu o poder em 1876 e deixou uma marca impressionante na cidade com muitos prédios ao estilo europeu como Palacio de Bellas Artes e o Palacio Postal. Diaz foi destronado em 1910 pela Revolução Mexicana e isso marcou uma mudança radical na arquitetura da cidade. O século 20 viu um incontrolável crescimento da cidade além do Centro Histórico com a chegada de milhares de imigrantes do resto do país. Em 1968 a cidade foi sede dos Jogos Olímpicos e construiu o Estádio Asteca, o Palacio de los Deportes, o estádio olímpico e outros locais de competição. Em 1985 a cidade sofreu um terremoto de 8.1 graus na escala Richter que destruiu diversos prédios do Centro Hisótico, Colonia Roma e outra vizinhanças mais antigas.

A cidade fica sobre o leito de um lago que foi inicialmente aterrado pelos astecas e posteriormente pelos espanhóis, o que talvez explique a inundação que toma conta da cidade quando chove, bem como seus abalos sísmicos. Assim como a história do centro da cidade, há muitos pontos que guardam muita história. Há um numero muito grande de igrejas antigas e museus na cidade.

Pessoas

Com uma população de mais de 20 milhões de habitantes incluíndo a grande área metropolitana, você pode esperar encontrar todo tipo de pessoa na Cidade do México, em termos diversidade racial, sexual, política e econômica. Os cidadãos são majoritariamente Criollo (pessoas com decendência espanhola) e Mestizo (pessoas miscigenadas de espanhois com os ameríndios). Os ameríndios costituem menos de 1% da populaçao da cidade, mas são um dos principais grupos que continuam se movendo na cidade em busca de oportunidades, infelizmente eles são discrimidados racialmente pela maior parte da sociedade e eles encontram somente pobreza e acabam vivendo nas favelas.

Por ser uma grande cidade, ela é casa de muitas comunidades de estrangeiros como cubanos, americanos, judeus, chineses, libaneses e mais recentemente argentinos e coreanos.

Curiosidades

Os primeiros povos a cultivar o tomate no mundo foram os Incas e os Astecas no ano de 700 A.C. Cada mexicano da Cidade do México produz mais de 600 gramas de lixo ao dia (infelizmente).

A Universidade Autônoma do México (UNAM) é a mais antiga da América latina: foi fundada em 1551.

Fundada pelos astecas há 678 anos, ainda podemos observar os vestígios pre-hispánicos nos templos e monumentos que nossos ancestrais construíram.

A Cidade do México é a capital mais antiga do continente americano fundada em 1325; a primeira prensa gráfica e a primeira biblioteca foram fundadas no século XVI.

A Plaza Mayor da Cidade do México, nosso Zócalo, é a primeira e mais ampla do mundo hispânico.

O Castelo de Chapultepec foi o primeiro castelo construído no continente americano.

A UNESCO declarou o Centro Histórico e o bairro de Xochimilco como patrimônios culturais da humanidade.

A Cidade do México é a cidade com maior número de museus no mundo seguida de New York, Londres e Toronto.

O "Paseo de la Reforma" no centro histórico do México, com seus pisos novos, iluminação, jardins, imóveis restaurados, merece ser incluido no roteiro de visitas.

A Cidade do México foi sede dos Jogos Olímpicos em 1968 e das finais da Copa do Mundo em 1970 e 1986.

A "Basílica da Nossa Senhora de Guadalupe" é o Santuário Católico mais visitado do mundo, com 15 milhões de peregrinos ao ano.

O Trolebus, transporte turístico da cidade, é o único que opera com essa finalidade nas grandes cidades do mundo.

A Cidade do México é o destino turístico mais importante do país, com 7,9 milhões de turistas nacionais e 2,3 milhões de estrangeiros hospedados em hotéis ao ano. Além disso conta 620 hotéis de todas as categorias.

Barbacoa é uma palavra maya que significa cozimento ao fogo indireto, barbecue em inglês.

Só nas ruas da Cidade do México se falam mais de 10 línguas entre elas Náhuatl, Otomí, Tlaxtalteca, Mixteco, Zapoteco entre outros. Segundo alguns estudos a palavra Mariachi vem do francês, e significa casamento.

A Cidade do México, capital de todos os mexicanos, é hoje mais do que a soma de seu aspecto físico, de suas ruas e monumentos, edifícios e casas: é uma cidade em plena renovação e cheia de energia.

Chegar

De avião

  • De São Paulo, pela Aeromexico ou pela Mexicana em voos diretos. Com conexão há diversas opcoes.

De barco

De comboio/trem

De autocarro/ônibus

De carro

Circular

De comboio/trem

De autocarro/ônibus

De barco

De carro

Veja

  • Museo Casa de León Trotsky, Av. Río Churubusco, 410, Coyoacán, tel. 52-55 5658-8732
  • Museo de Historia Natural Chapultepec, Segunda Sección del Bosque de Chapultepec s/nº, Delegación Miguel Hidalgo, tel. 52-55 5515-2222
  • Casa de Frida Kahlo, C/ Londres 247, Coyoacan, tel. 52-55 5554-5999
  • Museo Nacional de Antropología [1], avenida Paseo de la Reforma y calzada Gandhi s/nº, Chapultepec Polanco, de 3ª a sábado, das 9h às 19h, entrada $48.00 M.N.

Faça

Eventos

Atividades

Aprenda

Trabalhe

Compre

Coma

Econômico

Há diversos restaurantes na rua 5 de maio que servem refeições tipicamente mexicanas e a preços não muito caros (30-50 pesos).

sempre

Esbanje

Beba e saia

Durma

A cidade tem literalmente centenas de acomodações com todas as faixas de preço. O preço e a qualidade dos Hotéis na Cidade do México irão variar de acordo com o distrito que você deseja ficar. A Zona Rosa é o paraíso turístico com uma forte seleção de hotéis com preços médios, o distrito Polanco é onde os hotéis mais caros estão localizados e o Centro Histórico serve de abrigo para vários hotéis baratos e albergues para mochileiros. Uma grande variedade de acomodações também podem ser encontradas ao longo do Paseo de la Reforma.

Econômico

  • Hostel Moneda, [2] - fica a 2 quadras do Zócalo e no meio da feira de marreteiros que começa cedo... assim barulhento
  • Hotel Washington - a 2 quadras do Zócalo na av. 5 de maio, limpo e longe da feira, com quartos bons a 270 pesos/dia - sem café da manhã

Médio

Esbanje

  • Embassy Suites by Hilton Mexico City - Reforma [3]
  • Melia Mexico Reforma, Paseo de la Reforma, 1, (52) 555 1285000 (), [4]. Localiza-se próximo a escritórios governamentais e financeiros, por isso é o hotel ideal para os viajantes de negócios e de lazer. O Aeroporto Internacional da Cidade do México está localizado a apenas 20 minutos de distância.

Mantenha contato

Segurança

A Cidade do México não sofre muito com a violência que afeta mais o norte do México, principalmente na fronteira com os Estados Unidos. Há ocorrências de roubos e assaltos, como existe nas principais metrópoles do mundo, mas nada que afete o turismo. Mantenha precaução, mas não deixe de curtir o máximo da Cidade.

Saúde

Desde o início da década de 1990, o México entrou em um estágio de transição em relação a saúde de sua população e alguns indicadores, como os índice de mortalidade, estão similares a aqueles encontrados nos países desenvolvidos.[1] Apesar de todos os mexicanos poderem receber tratamento médico pelo estado, 50,3 milhões de mexicanos não possuíam plano de saúde em 2002.[2] Tem sido feito esforços para aumentar esse número de pessoas, e a atual administração pretende completar um sistema de saúde universal até 2011.[3][4]

A infraestrutura médica do México é muito boa na maior parte e pode ser excelente nas principais cidades,[5][6] mas nas áreas rurais e comunidade indígenas a cobertura médica é pobre, forçando eles a viajar para a área urbana mais próxima para receber tratamento médico especializado.[7]

Instituições do estado, como o Mexican Social Security Institute (IMSS) e o Institute for Social Security and Services for State Workers (ISSSTE) são as que mais contribuem para a saúde e segurança social. Serviços de saúde privados também são muito importantes e respondem por 13% de todas as unidades médicas do país.[8]

O custo do tratamento de saúde nas instituições privadas e a prescrição de remédios no Méximo está um pouco mais barato que a média de seus parceiros de economia da América do Norte.[9]

Cotidiano

Partir

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites