Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Pirenópolis

De Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa

Pirenópolis é uma cidade histórica do estado de Goiás, no Brasil.

Pirenópolis

Entenda[editar]

Pirenópolis, assim como outras cidades históricas de Goiás no século XVIII, foi fundada por bandeirantes provenientes de Minas Gerais, São Paulo e Portugal. As explorações de ouro na região da Serra dos Pirineus começaram em 1728, um ano após ter se iniciado as explorações na Cidade de Goiás. Logo, Manoel Rodrigues Tomás, ligado ao bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva (Anhanguera), fundou as Minas de Nossa Senhora do Rosário de Meia-Ponte. Com a mineração de ouro, Pirenópolis se tornou um importante centro urbano, destacando-se na produção de algodão. É o berço da música goiana, foi em Pirenópolis que surgiram os primeiros maestros do Estado e é o berço da imprensa goiana, ao lançar o jornal "Matutina Meiapontense", no século XIX.

Com o esgotamento do ouro no fim do século XIX, a cidade foi regredindo populacionalmente. Muitos migraram para a nova capital, Goiânia, e para cidades no sul do Estado, como Jataí, Rio Verde, Itumbiara e Catalão. Com a construção de Brasília, em 1960, a cidade voltou a crescer pela proximidade com a capital federal, e o governo enxergou em Pirenópolis o turismo como atividade econômica. Foi assim que os prédios antigos, assim como todo o centro histórico foi tombado pelo IPHAN e Pirenópolis virou um dos destinos históricos mais procurados do Brasil.

Eletricidade[editar]

É utilizada em Pirenópolis apenas um tipo de voltagem: 220V com corrente alternada de 60 Hz. Verifique o interruptor de voltagem antes de ligar qualquer aparellho que não seja bivolt. A distribuição de energia elétrica é feita pela CELG (Companhia Elétrica de Goiás).

Clima[editar]

O clima predominante na cidade é o tropical sub-úmido, com duas estações bem definidas. O período das chuvas é de outubro ao fim de março e o período da estiagem é de abril a setembro. A temperatura média anual é de 24ºC.

Feriados municipais[editar]

  • Cavalhadas - Feriado que inicia-se no "Domingo do Divino" (Dia de Pentecostes) e estende-se a terça-feira seguinte.
  • 26 de julho - Santana, padroeira do Povoado da Capela do Rio do Peixe(feriado facultativo).
  • 7 de outubro - Aniversário de Pirenópolis.
  • 7 de outubro - Nossa Senhora do Rosário - Padroeira da Cidade
  • 20 de novembro - Dia da Consciência Negra (feriado facultativo).

Chegar[editar]

De avião[editar]

Pirenópolis tem um pequeno aeroporto que pode receber vôos particulares, mas não é servido por linhas comerciais regulares.

De autocarro/ônibus[editar]

Linhas de ônibus partem de Goiânia com escala em Anápolis e de lá para Pirenópolis.

De Brasília, a há vários ônibus diários para Pirenópolis, diretos ou que fazem escala na cidade para depois seguir para Ceres.

De outros lugares do Brasil, provavelmente a viagem terá escala em Goiânia e Anápolis.

De carro[editar]

  • De Goiânia, pela BR-060 até Anápolis (60 km), depois BR-153 até Jaranápolis (39 km), e finalmente pela GO-431, são mais 28 km até a cidade.
  • De Brasília, o acesso é via BR-070 até Cocalzinho, depois pela BR-414 até Corumbá de Goiás e depois a estrada secundária até Pirenópolis. Pode-se optar pela rota via Anápolis, mais longa, mas que passa por estradas que recebem manutenção mais frequente.

Circular[editar]

Igreja de Nossa Senhora do Rosário - Igreja Matriz

Esqueça o carro, calce um tênis confortável e ande pelas lindas e arborizadas ruas de pedra, calçadas por escravos. Nada de sapatos de salto ou sandálias-plataforma. Alivie a sensação de calor tomando um sorvete de frutas naturais em uma sorveteria. Conheça a Igreja Matriz e os museus, abertos a visitações, e as cachoeiras.

Andar de táxi é inviável, a cidade é pequena, e as distâncias podem ser cobertas a pé, de bicicleta ou em carro alugado.

Para visitar cachoeiras, torna-se necessário um carro, de preferência 4x4 ou com sistema de bloqueio de diferencial.

Veja[editar]

Cachoeiras[editar]

  • Reserva Ecológica Vargem Grande, (11 km da cidade, 7 km de estrada de chão), (62) 3331 3071, [1]. 2 belissímas cachoeiras, Santa Maria e Lázaro, e trilhas. R$ 20 /pessoa.  editar
  • Cachoeira do Rosário, (62) 9952 8515 e 3331 1029 (), [2]. Cerrado rupestre, campos, várzeas, matas de galeria, fauna e flora. Piscinas naturais, gruta, cachoeira com 42 metros de altura de queda negativa. Restaurante de comida tradicional. R$ 25/pessoa.  editar
  • Cachoeira do Abade, (17 km do centro). Bela com belo poço.  editar
  • Cachoeira do Dragão Voador, Mosteiro Zen Eisho Ji (a 40 km do centro). Pedregosa com poço agradável.  editar

Museus e Monumentos[editar]

Cine Pireneus
  • Museu das Cavalhadas - Rua Direita, nº 39. Este museu conta a história das cavalhadas, a festa que representa a luta entre Mouros e Cristãos.
  • Museu da Família Pompeu - Rua Nova, nº 33. Construído no século XIX, por Joaquim Alves de Oliveira, foi a sede da "Matutina Meiapontense" durante muitos anos. Hoje é um museu que relata a história da cidade.
  • Teatro de Pirenópolis - Rua Comendador Joaquim Alves de Oliveira, Praça da Matriz. Foi construído em 1899 e restaurado recentemente. A restauração conservou os elementos arquitetônicos principais do edifício.
  • Cine Pireneus - Rua Direita, s/nº. Foi construído originalmente no estilo neo-clásico, em 1929, depois adotou o estilo art-déco, em 1936. Está em processo de restauração, pois o telhado ruiu na década de 80, restando apenas a fachada.
  • Casa de Câmara e Cadeia - Rua Bernardo Sayão, s/nº. Construída em 1919, ainda funciona como presídio da cidade.

Igrejas[editar]

Igreja de Nosso Senhor do Bonfim
  • Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário - Praça Manuel Jaime Lopes (Praça da Matriz). É a Igreja católica mais antiga de Goiás. Feita por escravos africanos em 1728, com verba proveniente da extração de ouro. Foi atingida severamente por um incêndio em setembro de 2002 e ficou em ruínas. Permaneceu em restauração até 2005, mas o altar-mor não foi recuperado. A Matriz dos Pretos, que desabou e nunca foi restaurada tinha seu altar-mor preservado e guardado. Um igreja sem altar-mor e um altar-mor sem igreja, daí surgiu a ideia de unir as duas raças numa igreja só.
  • Igreja de Nossa Senhora do Carmo - Alto do Carmo. Construída por escravos em 1750, este templo barroco guarda peças de igrejas já demolidas.
  • Igreja de Nosso Senhor do Bonfim - Rua do Bonfim, s/nº. Construída por escravos entre 1750 e 1755, contém uma imagem de Cristo cricificado trazida de Porto Seguro, na Bahia por quase 300 escravos.

Fazendas[editar]

  • Fazenda Babilônia - Rodovia GO-431, km 3. Fazenda no estilo colonial, onde você pode conheçer a vida nos engenhos do século XVIII. [3]

Faça[editar]

Cavalhadas dos Pireneus de Pirenópolis
  • Cavalhadas dos Pireneus de Pirenópolis - As Cavalhadas de Pirenópolis ocorrem em julho, durante a Festa do Divino Pai-Eterno. Representa a luta entre Mouros e Cristãos. A festa é bastante famosa na cidade, que tem descendência espanhola e portuguesa.
  • Carnaval de Rua de Pirenópolis - Pirenópolis tem um dos melhores carnavais de rua do Centro-Oeste. As pessoas se reúnem junto ao bloco de carnaval para dançar no meio das ruas de pedra.
  • Festival Gastronômico de Pirenópolis [4] - Desde 2003, o festival busca divulgar os melhores restaurantes de Pirenópolis. Durante 4 dias, juízes percorrem a cidade buscando os melhores restaurantes.
  • Canto da Primavera - O festival é uma forma de incentivo à música goiana.
  • Piri Jazz Festival - A cada edição, o festival busca homenagear algum grande instrumentista brasileiro.
  • Photo Pirenópolis - O festival tem o objetivo de incentivar a produção fotográfica local, divulgando os trabalhos fotográficos do povo de Pirenópolis.
  • FLIPIRI - Festa Literária de Pirenópolis - O festival reúne contadores de histórias, poetas e escritores, numa forma de incentivar a leitura à população jovem de Goiás.

Compre[editar]

Há muitas lojas de artesanato na cidade, onde você poderá comprar suvenires, panelas de barro, cartões-postais, camisetas de turista e muitas outras coisas. O preço é bem em conta.


Ruas comerciais e turísticas[editar]

O comércio em Pirenópolis é bem descentralizado, somente duas ruas contrariam essa premissa: Rua do Rosário e Rua do Bonfim.

  • Rua do Rosário - Também conhecida como Rua do Lazer, possui variedade de lojas e restaurantes.
  • Rua do Bonfim - Rua com muitos bares, restaurantes e sorveterias.

Coma e Beba[editar]

Empadão Goiano, um dos pratos típicos de Goiás
Arroz com pequi e frango, um dos pratos típicos de Goiás

Jantar em Pirenópolis é muito fácil. Há muitos restaurantes à sua disposição, muitos bastante refinados. Mas também não tente procurar um restaurante japonês ou francês, porque não há restaurantes assim em qualquer cidade histórica de Goiás. Prove os pratos típicos da culinária goiana: Arroz com pequi e frango, Chambaril, Empadão goiano, Carne de sol, Farofa, entre outros.

  • Restaurante Dona Cida - Rua do Carmo, nº 22, Alto do Carmo I. Fone: +55 62 3331-3776. Serve a tradicional comida caseira. Ambiente agradável, onde se observa pássaros cantando e macacos nas árvores ao redor.
  • Restaurante e Pizzaria Pireneus - Praça da Matriz, nº 27, Centro Histórico. Fone: +55 62 3331-1577. Comida caseira, variedade de carne e bom buffet de saladas.
  • Bar e Restaurante da Chiquinha - Rua do Rosário, nº 19, Centro. Fone: +55 62 3331-3052. Serve o famoso empadão goiano. Possui boa carta de bebidas alcoólicas, com diversos rótulos de cerveja, vinhos e bebidas destiladas. É comum haver apresentações ao vivo neste bar.
  • Lá em Casa Restaurante - Av. Sizenando Jaime, nº 12A, Centro Histórico. Fone: +55 62 3331-1918. Restaurante self-service com comida caseira típica pirenopolina.
  • Restaurante e Choperia Empório do Cerrado - Rua do Rosário, nº 21, Centro. Fone: +55 62 3331-3874. Restaurante que mescla a culinária típica goiana com a culinária contemporânea internacional.
  • Nena Restaurante - Rua Aurora, nº 4, Centro. Fone: +55 62 3331-1470. Pequeno restaurante que serve comida caseira a um bom preço.
  • Ponto da Massa - Av. Prefeito Luiz Gonzaga Jaime, nº 127, Alto do Bonfim. Fone: +55 62 3331-3260. Serve diversos pratos de massas, desde o espaguete italiano até a lasanha à bolonhesa.
  • Portinha Casa de Grelhados - Rua do Bonfim, nº 29, Centro Histórico. Fone: +55 62 9228-1402. Pratos executivos à la carte.
  • Empório Santa Dica - Rua do Bonfim, nº 17, Centro Histórico. Fone: +55 62 3331-2655. Empório com diversos e deliciosos quitutes típicos goianos.
  • Bem Caseiro Restaurante - Rua do Bonfim, nº 41A, Centro Histórico. Fone: +55 62 3331-2951. Comida caseira típica goiana.
  • Armazém Restaurante Bar - Rua do Bonfim, nº 27, Centro Histórico. Comida típica goiana.

Durma[editar]

Econômico[editar]

  • NóisHospeda [5] - Rua do Bonfim, nº 22, Centro. Conta com suítes single, dupla ou casal. Hotel simples, mas aconchegante e bem localizado no Centro Histórico. Telefone: +55 62 3331-2578.
  • Pousada Aconchego [6] - Travessa Sizenando Jayme, nº 1013, Centro. Suítes single, dupla, tripla ou casal com TV e ventilador. Conta com uma piscina infantil e uma churrasqueira.

Médio[editar]

  • Hotel Quinta Santa Bárbara [7] - Rua do Bonfim, nº 1 - Centro Histórico. Suítes e chalés com ar condicionado e/ou ventilador, TV e internet. O hotel ainda conta com sauna, piscinas, sinuca, ampla área de lazer e bosque. Telefone: +55 62 3331-1304.
  • O Casarão [8] - Rua Direita, nº 79, Centro. Suítes com ar condicionado, ventilador de teto, frigobar, TV e sinal de internet sem fio (Wi-fi). Telefone: +55 62 3331-2662.
  • Pousada Templários [9] - Rua Carajás, Quadra 10, Lote 1, Setor Meia Ponte. Conta com 18 apartamentos, sendo 10 apartamentos com TV e ventilador de teto e 8 apartamentos master com TV, ar condicionado, conexão Wi-fi e camas king-size. Telefone: +55 62 3331-2519
  • Pousada Rancho do Ralf [10] - Rua Benjamin Constant, nº 17, Centro. Suítes com TV, frigobar e varanda com rede. Opção de ar condicionado ou ventilador e cama king-size. Possui piscina e salão de jogos. Telefone: +55 62 3331-1162

Esbanje[editar]

  • Pousada dos Pireneus Resort, +55 62 3331-1345 / 3214-2070 (Goiânia) / 2101-7818 (Brasília) (fax: +55 62 3331-1028), [11]. O hotel possui 97 apartamentos, 6 suítes master e 2 apartamentos adaptados para cadeirantes. Todos os apartamentos e suítes são equipados com TV, secador de cabelo, ar condicionado, telefone, cofre digital, internet sem fio (Wi-fi) e opção de uma cama de casal ou duas camas de solteiro. 3ª cama e 4ª cama sob pedido. As suítes contam com sala de estar com TV e podem alojar até 6 pessoas. A estrutura conta com piscinas, toboágua, complexo poliesportivo, restaurante típico goiano, restaurante internacional, um salão para 600 pessoas e 12 salas de reunião.  editar

Segurança[editar]

Pirenópolis é uma cidade segura. Os índices de roubo, furto e homicídio são baixíssimos. Porém a cidade tem enfrentado problemas com o tráfico de drogas, principalmente o crack, mas nada que chegue a assustar. Apesar de a cidade ser segura, é sempre bom utilizar o senso comum e ter cuidado ao sair de bancos, ao estacionar o carro e ao andar pelas ruas. Não facilite para os bandidos, não deixe objetos de valor à mostra em seu carro e não ostente demais. A segurança é feita pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar do Estado de Goiás.

  • Em feriados, especialmente Carnaval e Ano Novo, a cidade fica lotada de forma extrema, principalmente com jovens da região do Distrito Federal, a ponto de ter-se que abrir caminho com os cotovelos pelas ruas de noite. Atenção redobrada para evitar problemas (infelizmente comuns) com trombadinhas e turistas alcoolizados.
  • Na estação chuvosa (outubro a abril), trombas d'água repentinas são comuns nas cachoeiras, esteja alerta e evite aborrecimento.

Mantenha contato[editar]

O código de área (DDD) é 62. Em 2005, os números de telefone foram convertidos de 7 para 8 dígitos, normalmente adicionando-se o número 3 no início dos telefones. Dessa forma, números antes escritos como 331-0000 tornaram-se 3331-0000. Portanto, se você encontrar um número de 7 dígitos, acrescente o número 3 ao discar. Os telefones públicos são geridos pela Oi, antiga Brasil Telecom. A maioria dos telefones fixos são Oi.

A cidade é atendida pelas 4 principais operadoras de telefonia celular do país (Vivo, Oi (antiga BrTcelular), TIM e Claro) pela tecnologia GSM, CDMA e 3G, além do atendimento a clientes corporativos pela Nextel pela tecnologia iDEN. A maioria dos telefones celulares são Claro.

Alguns pontos públicos da cidade contam com Internet Wi-fi, assim como muitos restaurantes e bares da cidade.

A cidade é atendida pelo serviço postal brasileiro - Correios.

Partir[editar]




Este artigo é um guia. Ele tem muita informação, incluindo listas de hotéis, restaurantes, atracções e informação sobre chegada e partida. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!