Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Parque Estadual de Jacupiranga

Da Wikitravel
América do Sul : Brasil : Sudeste : São Paulo : Vale do Ribeira : Parque Estadual de Jacupiranga
Ir para: navegação, pesquisa

Parque Estadual de Jacupiranga fica no estado de São Paulo

Entenda[editar]

O parque foi criado em 1969, tem 150.000 hectares e abrange parcialmente os municípios de Jacupiranga, Iporanga, Cajati, Eldorado Paulista, Barra do Turvo e Cananéia

História[editar]

Paisagem[editar]

  • Serra, com Mata Atlântica entrecortada por rios e cachoeiras

Flora e fauna[editar]

Flora[editar]

Bromélias, orquídeas, jaruvá, indaiá, brejaúva, juçara, samambaias, cipós, peroba-rosa, jatobá, figueira, guapiruvu, araçá-branco, ipê, guaricica.

Fauna[editar]

  • Peixes - acará, aniá, cascudo, lambari, lisbão, mandi-pintado, manditinga, mussum, picopeva, pito, saguaru, sobe-serra, tariputanga, tajibucu, traíra, tuvira.
  • Anfíbios - sapo bufo, sapo-de-chifre, guajiguá.
  • Répteis - cobras e iguanas de vários tipos, camaleões, cágado, jacaré-do-papo-amarelo, lagartixa-coral, lagarto teju.
  • Aves - azulão, beija-flores, bigodinho, bonito-lindo, coleirinha, coruja, cricrió-suíço, curió, gavião, gralha-azul, inhambu, jacutinga, macuquinho-pintado, papagaio-de-peito-roxo, periquitos, pica-pau, sabiá, saíra, sanhaço, suindara.
  • Mamíferos - anta, ariranha, bicho-preguiça, capivara, cachorro-do-mato, catetos, cotia, cuíca, gambá, jaguatirica, lontra, mico-leão-caiçara, mico-leão-de-cara-preta, mono carvoeiro, onça parda e pintada, ouriço-cacheiro, porco-do-mato, quati, serelepe (ganguelo ou esquilo), tatu-galinha, tamanduá-mirim.

Clima[editar]

  • Subtropical e úmido

Chegar[editar]

  • O parque fica a 230 km de São Paulo, pela BR-116-Sul/Régis Bittencourt; sua sede encontra-se no km 543 da rodovia.
  • Para chegar ao núcleo da Caverna do Diabo, entrando em Jacupiranga pegue a SP-193 por 25 km até Eldorado, depois a rodovia SP-165 que acompanha o rio Ribeira de Iguape por 38 km, até o trevo que dá acesso à caverna. Daí são mais 5 km por uma estradinha perigosa até o núcleo.
Mapa rodoviário da região

Taxas e Permissões[editar]

  • R$8,00 para entrar na Caverna do Diabo é o que paga o visitante.

Circule[editar]

Veja[editar]

  • Caverna do Diabo, ou Gruta da Tapanagem, com 10 km de galerias, das quais 7% abertas à visitação.
  • Cachoeira do Sapatu, com acesso pela SP-165, a 28 km de Eldorado, mais 150 m de trilha.
  • Mirante do Angico, com excelente visão da região.
  • Trilha do Bugio, de 5 km pela Mata Atlântica, com acesso a Cachoeira do Araçá e três cavernas selvagens, passando pelo Rio do Araçá e Rio da Tapanagem.
  • Vale das Ostras, junto ao Ribeirão das Ostras, passando por várias cachoeiras, como a Cachoeira do Palmito e a Queda de Meu Deus, com 35 m.
  • Vale do Rio Batatal, com a Cachoeira da Luz (45 m) e a Cachoeira de Santa Isabel (15 m).

Faça[editar]

Atividades[editar]

Compre[editar]

Coma[editar]

  • Há um restaurante no trevo que leva ao Núcleo da Caverna (5 km) e outro no próprio Núcleo, ambos com qualidade.

Beba[editar]

Durma[editar]

Hospedagem[editar]

  • Em Eldorado:
    • Pousada Recanto Encontro das Águas [1] , estr. Eldorado-Sete Barras (SP-185), km 3, tel. 13 3871-3331. Também oferece serviços de restaurante.
    • Pousada Rural Cristina Ruivo [2] , estr. Eldorado-Sete Barras (SP-185), km 16, Itapeúna, tel. 13 3879-4109
    • Pirâmide Hotel [3], av. Mal. Castelo Branco, 157, tel. 13 3871-1426
    • Hotel Eldorado, pça. N. S. da Guia, 129, tel. 13 3871-1123
  • No Núcleo da caverna há opção de aluguel de chalés:
    • Chalé Caverna do Diabo (PEJ), estr. Eldorado-Caverna do Diabo (SP-185), km 45, tel. 13 3871-1241 e 13 3821-5030

Camping[editar]

No campo[editar]

Segurança[editar]

  • Apesar da Caverna do Diabo ser bem sinalizada e com guias, as trilhas e demais cavernas exigem acompanhamento de um guia registrado;
  • Respeite os monitores;
  • Não mate, maltrate ou alimente os animais;
  • Não recolha sementes, frutos ou plantas;
  • Não deixe lixo ou resíduos (se vir algum, recolha-o)
  • Não leve animais domésticos;
  • Nunca saia da trilha nem faça fogo;
  • Faça as trilhas acompanhado por guias.

Partir[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites