Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Marechal Deodoro

De Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa

Chegar[editar]

  • De carro: Pela Al-101 Sul, saindo de Maceió são 33km.
  • De ônibus Em Maceió, na praça da faculdade, no terminal da empresa Real Alagoas, sai a cada meia hora ônibus para marechal deodoro, via praia do francês. Por R$ 2,50.

Circule[editar]

  • A Pé pelo Centro Histórico. Vai conhecer os casarões antigos, descobrir onde fica o centro cultural, os artesãos locais, e conhecer o movimento da cidade. Vale o registro com fotos, o centro histórico é muito bonito.

Veja[editar]

  • Museu de Arte Sacra Fica no Covento da Ordem Terceira de São Francisco. Rua Marechal Deodoro, S/N. Marechal Deodoro.O Convento é barroco, as obras são feitas em madeira, as esculturas dos santos são lindas e impressionam. Funciona todos os dias das 8h as 17h. Custa R$ 2,00 a entrada para visitação.
  • Igreja de Santa Maria Madalena ou Igreja da 1ª Ordem de São Francisco, Começou a ser construída em 1684. Sua fachada apresenta adereços em formas de plantas, confeccionados em pedra calcária. A Capela-mor, concluída em 1689 tem teto em caixotões e, a Capela profunda tem retábulo, que é uma estrutura em pedra ou talha de madeira que se eleva na parte posterior de um altar. Este trabalho é único em todo Nordeste brasileiro. Sob o coro existe um painel de Santa Clara de Assis, pintado pelo artista plástico pernambucano José Eloy, em 1817.o convento o pátio interno tem ares de tempos medievais, por conta das colunas que sustentam os arcos em alvenaria com três cantos. No altar existe uma imagem de Cristo Crucificado, um exemplar da escola Jansenista, raríssimo. Em todo o Brasil, além desse de Marechal Deodoro, existe apenas mais um, na Bahia. Aberta diariamente.
  • Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, No Centro Histórico, na Rua Marechal Deodoro, anexa a Igreja de Santa Maria Madalena foi construída durante o século XVIII, possui fachada de estilo Rococó. Uma porta única, feita em folha almofada, dá acesso ao templo que tem mais três janelas de adorno.
  • Casa de Marechal Deodoro, Em estilo colonial, foi onde nasceu o Proclamador da República. Nele foram realizadas várias das reuniões militares e políticas que precederam a queda da monarquia. Edificação com estilo de sobrado do século XIX. Em 1971, foi restaurado e adaptado para servir de sede ao Museu do Exército.Na casa que virou museu é possivel conhecer um pouco mais da historia do Marechal Deodoro da Fonseca. Aberto a visitação de segunda a sabado. Das 8h as 17hs.No Centro Histórico.

Faça[editar]

  • Converse com um dos pescadores na beira da lagoa, eles tem sempre histórias interessantes pra contar. Os Deodorenses são alegres por natureza ou motivo geográfico.
  • Conheça Seu Nelson da Rabeca, patrimônio vivo e cultural, músico, toca e fabrica rabeca. Dono de uma simpatia encantadora, faz sempre apresentações na cidade e por todo o país. Mora na cidade, todos os conhecem e sabem ensinar como chega lá.

Compre[editar]

  • Artesanato Labirinto, Feito a partir de tecidos finos, principalmente o linho. Foi trazido para o Brasil no seculo XVII, pelas colonizações portuguesas. A arte foi se desenvolvendo com a combinação dos elementos já existentes. Atualmente, um grupo de senhoras trabalham para divulgar e manter a tradição do bordado na região. Vale a pena visitar a sala das bordadeiras no Espaço Cultural Santa Maria Madalena, no Centro Histórico.
  • Associação das rendeiras de Filé, A renda do filé surgiu através da rede de pesca, os pescadores remendavam suas redes e as mulheres observando começaram a tecer as redes utilizando essa técnica, que foi com o passar do tempo, se aperfeiçoando através da mudança de linha e do colorido. Um dos artesanatos mais procurados em todo o estado, na associação de marechal é possivel levar belas peças por um preço excelente.Elas produzem blusas, vestidos, cangas de praia, toalhas de mesa, jogos americanos.No centro histórico da cidade, próxima ao Espaço Cultural Vila Madalena. Telefone: (82)8817-0954 Contato: Wbiranilda.

Coma[editar]

  • Bar do Bahia, na entrada da cidade tem uma placa e uma seta indicando a entrada. Na beira da lagoa Manguaba, excelente atendimento. Serve Filé de siri, camarão, peixes, carangueijo. O lema do Bahia é que se ele estiver de mal humor o cliente não paga. A alegria contagiante dele é um ingrediente especial. Abre para o almoço, todos os dias.
  • Bar da Lurdes, Fica na entrada da cidade, na rua principal. Prato mais procurado e especialidade da casa é o Massunim e a galinha cabidela.Serve deliciosos sucos de fruta, feitos na hora. É um restaurante antigo e Dona Lurdes é bastante conhecida na região. É ela quem cozinha e faz questão de conversar com a clientela, depois do almoço. Aberto todos os dias para almoço. Preços acessíveis.
  • Bar do Lorinho, aberto para o almoço, de segunda a sabado. Fica perto do centro histórico. Excelente comida, serve mariscos, peixes, carnes.

Beber e sair[editar]

Durma[editar]

Partir[editar]