Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Machu Picchu

Da Wikitravel
Peru : Machu Picchu
Ir para: navegação, pesquisa

Machu Picchu é uma ruína inca localizada na Cordilheira dos Andes, no Peru e um dos destinos mais populares entre os viajantes independentes na América do Sul.

Machu Picchu, Peru

Entenda[editar]

Machu Picchu é o sítio arqueológico mais conhecido da América do Sul. Fica a aproximadamente 150 km de Cuzco no Peru. As ruínas ficam em uma montanha a 2500 metros de altura acima do nível do mar e recebem a visita de aproximadamente 500 mil turistas por ano. A porta de entrada para Machu Picchu é a cidadezinha de Águas Calientes, cujo nome oficial pouco usado internacionalmente é Machu Picchu Pueblo, ponto final da linha de trem turística, e onde ficam quase todos os hotéis e restaurantes.

História[editar]

Machu Picchu é a mais velha conhecida ruína inca, porém pouco se sabe de sua história. Nada é mencionado nas crônicas dos conquistadores espanhóis. Conta-se que a cidade foi poupada porque não sabiam de sua existência. Por isso ela durou ainda uns séculos mais.

O sítio foi descoberto pelo historiador americano Hiram Bringman em 24 de julho de 1911. O sítio diferia muito do que hoje conhecemos. Estava coberto pela floresta.

Machu Picchu foi também um grande centro de estudos, onde se ensinava Astronomia, Agronomia, Medicina e Arquitetura. Por isso, é considerada a primeira Universidade das Américas.

Muitos esqueletos foram encontrados, sendo 80% de mulheres. Uma recente teoria diz que era a cidade das mulheres escolhidas do Inca e que já estava vazia quando os espanhóis chegaram na região. Isto explica porque não foi mencionada pelos conquistadores.

Paisagem[editar]

Flora e fauna[editar]

Clima[editar]

A estação chuvosa vai de dezembro a março/abril. Os demais meses são mais secos, normalmente fazendo uma temperatura agradável durante o dia e frio à noite (a temperatura pode baixar a 0 graus em junho/julho)

Chegar[editar]

Hoje comprar um pacote turistico para Machu Picchu é muito mais econômico do que ir a alguns pontos turisticos no Brasil, e se comprar diretamente de uma empresa que tenha sede em Cusco melhor, pois diminui os atravessadores que são as operadores Brasileiras que contratam outras no Perú. Mesmo assim faça uma pesquisa porque o mesmo passeio tem diferentes preços com diferentes agências.

A chegada a Machu Picchu é feita pela cidade de Cusco, a qual recebe vôos regulares vindos de La Paz e Lima.

O acesso à cidadela Inca se dá, basicamente, de duas formas: de trem, numa viagem (partindo do centro de Cusco) de aproximadamente 5 horas; à pé, numa caminhada de 3 à 4 dias pela Cordilheira dos Andes, partindo do km 88 da via férrea Cusco-Machu Picchu; havia, ainda, a possibilidade de usar helicópteros, numa viagem de aproximadamente 20 minutos, partindo do aeroporto Internacional de Cuzco "Alejandro Velasco Astete", mas uma lei local proibiu o sobrevôo deste tipo (lei ignorada quando houve mais de 200 vôos de resgate, durante as chuvas de janeiro de 2010).

Um dos modos mais conhecidos de se chegar à Machu Picchu é pela famosa Trilha Inca (na verdade um dos vários caminhos abertos pelos antigos povos da região), num percurso a pé de cerca de 50 km, passando por diversos sítios astro-arqueológicos, tais como Llactapata, Wayllabamba, Runkuraqay, Warmiwanusca, Sayacmarca, Phuyupatamarca e Winaywayna. Devido as chuvas e aos riscos do trajeto, o governo peruano limita o número de turistas na trilha, bem como seu funcionamento na temporada de chuvas. Algumas agências de viagens são aprovados pelo Ministério da Cultura para operar o Trilha Inca: Tierras Vivas é uma agência operadora de turismo no Peru, Trilha Inca e Machu Picchu

No trajeto deste caminho, fica evidente a relação dos antigos Incas com a Astronomia, o estudo do céu.

Taxas e Permissões[editar]

A entrada no parque cuesta $126 soles para visita de um dia. A entrada no parque + Huaya Picchu S/. 154 nuevos soles para visita de um dia A entrada no parque + Montana de Machu Picchu S/. 148 nuevos soles para visitar de um dia

Circule[editar]

Chega-se de ônibus à entrada das ruínas, mas também pode-se chegar a pé, montanha acima. A circulação é feita totalmente a pé, a todos os locais de Machu Picchu.

Veja[editar]

Vá até Waynapicchu a partir de Machu Picchu numa trilha bem íngreme por 40 minutos e desfrute da mais bela vista das ruínas de Machu Picchu. É como estar nas nuvens. Bilhetes especiais para visitar Wayna Picchu são limitados, então chegue antes do horário de abertura dos portões e siga o fluxo (provavelmente vai estar todo mundo correndo). Maiores informações [1].

Faça[editar]

Compre[editar]

Coma[editar]

Ao visitar as ruínas, leve consigo água e algum alimento, pois o restaurante do parque é bem caro. O restaurante do Sanctuary Lodge também. Não há mais onde comprar qualquer coisa, a não ser em Águas Calientes.

O almoço buffet no Hotel Sanctuary Lodge custa por volta de US$ 40 e a lanchonete de Machu Piccchu vende um hamburger a partir de 30 soles, enquanto que a água mineral custa 10 soles.

A dica é levar alguns biscoitos e chocolates até descer a Aguas Calientes, onde um almoço custa cerca de 20 soles e a agua mineral custa 1,5 soles. Pode também deliciar-se com a culinaria Nova Andina do Hotel Sanctuary Lodge.

Beba[editar]

A Inca Kola é um refrigerante originalmente peruano, e por consequência o mais consumido no país. Não deixe de dar um provadinha na cerveja Cusqueña.

Durma[editar]

Em hotéis e campings.

Hotéis[editar]

Na entrada de Machu Picchu tem apenas um hotel, o Sanctuary Lodge[2], mas a diária é altíssima (US$ 715,00 a 1165,00). Recomenda-se pousar em Águas Calientes se tiver interesse em continuar visitando Machu Picchu no dia seguinte.

Camping[editar]

Não é permitido acampar no parque; entretanto, essa é a única maneira de pernoitar para quem faz a Trilha Inca, que leva o turista de Cusco a Machu Picchu.Em breve serão construidos dois prédios que servirão para hospedagem, ja que na entrada(pequena cidade) não há lugar para hospedagem.

Segurança[editar]

é preciso tomar cuidado pois quem vai de ônibus e trêm está sujeito a enfrentar alguns perigos , tem que ficar alerta

Partir[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas