Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Discussão:São Paulo

Da Wikitravel
Ir para: navegação, pesquisa

A rigor, os processos de segregação socioespacial na cidade estão estreitamente relacionados com a precarização do mercado de trabalho e o desemprego, que afetam mais que proporcionalmente as camadas mais pobres, menos escolarizadas e que tiveram menos meios de resistir àquilo que se pode denominar de diáspora da classe trabalhadora. Este processo, associado à dinâmica especulativa de valorização do solo urbano e aos sentidos do investimento do capital imobiliário, incide sobre as condições e opções de moradia da população, o que, desde os anos 80, leva à expansão demográfica crescente das periferias em contraposição com o esvaziamento populacional nas áreas centrais (bem servidas por infra-estrutura) e à redistribuição das camadas mais ricas da população para novas fronteiras de ocupação delineadas pelos sentidos do investimento do mercado imobiliário (especialmente o quadrante sudoeste) (HUGHES, 2003).

Regiões (divisão geográfica)[editar]

Em guias turísticos, não importa a divisão política oficial, mas sim as regiões da cidade contíguas com perfil turístico mais afim. Isto facilita o agrupamento das informações para o turista. Fábio Soldá 21:00, 20 Agosto 2006 (EDT)


Concordo plenamente. Texugo 21:05, 20 Agosto 2006 (EDT)


Também concordo que não precisamos adotar a divisão oficial mas também não precisamos eliminá-las da página. Mesmo que as zonas não tenham páginas próprias, podemos mencioná-las:
  1. Mencionar as zonas onde se localizam os bairros dá um sentido de orientação ao viajante e o ajuda na localização espacial. Para mim, que vou a SP como visitante, importa muito mais saber se o meu hotel na Aclimação fica perto (na mesma zona) ou longe do meu trabalho na Paulista, por exemplo, do que o seu "perfil turístico". Aliás, cadê Aclimação na lista? E a Saúde? Sem isso fica bem mais complicado. Devemos facilitar a vida dos usuários para o uso do Wikitravel seja intuitivo, de modo que usem o motor de busca o mínimo possível.
  2. Arbitrariedade nos nomes. Por que Paulista e Jardins e não Paulista, Cerqueira César e Jardins? E que tal incluir a Vila Nova Conceição em Itaim Bibi, Vila Olímpia, Moema e Santo Amaro? Pode ser difícil achar um consenso sobre esses nomes.
Por outro lado, as Convenções de nomenclatura preferem que se use o nome mais comum (e de preferência mais curto) para um determinado lugar. E ninguém diz que foi a SP e ficou na "Mooca, Tatuapé, Anália Franco" e sim na Mooca ou no Tatuapé... Isso significa que, de um jeito ou de outro, provavelmente vamos ter que ter artigos sobre os bairros mais importantes separadamente ou pelo menos um redirecionamento do nome desses bairros para esses "agrupamentos" arbitrários. --Ricardo (Rmx) 22:54, 20 Agosto 2006 (EDT)
Uma solução é separar pelas subprefeituras. Eu não acho tão problemático assim separar pelos nomes mais polarizados, mas a divisão por zona é igualmente problemática, por serem áreas muito heterogêneas e distantes, ao contrário do que acontece no Rio de Janeiro. Zona Norte pode ser Santana como pode ser Brasilândia; Zona Sul pode ser tanto Moema quanto Capão Redondo; Zona Leste pode ser tanto o Anália Franco quanto Guaianases; Zona Oeste pode ser tanto Pinheiros quanto a Vila Sônia. É um caso a se pensar... Fábio Soldá 23:39, 13 Setembro 2006 (EDT)


A questão aqui não é divisão política oficial mas sim divisões usadas no mundo todo. Por exemplo, se falar para qualquer pessoa que conhece Hanoi que fiquei no Old Quarter, ele sabe onde é e posso indicar que a região é boa. Assim, como posso dizer que a zona sul de São Paulo existe se nem mesmo no guia está? Empresas de eventos, turismo e outras FORA do Brasil usam também esta nomenclatura. Devemos sim colocar as regiões (norte, sul, leste, oeste) e dentro delas os bairros e etc. Pmichelazzo 04:15, 29 Outubro 2007 (EDT)
Pessoal, andei pelos artigos estrelados em inglês e o que prevalece são as áreas com vocação ou interesse turístico. Dessa forma, acho que alguns nomes poderiam tranqüilamente ser cortados, sem qualquer prejuízo para o viajante. Não é nada contra os bairros, claro. É que, nesse caso, informação demais pode até prejudicar. Áreas como o centro histórico, Paulista, Jardins e a Liberdade é claro que devem estar, e muito bem detalhadas no guia. Ousaria não dizer o mesmo para bairros bacanas, mas que têm menos interesse para o turista, como Butantã, Campo Belo, Socorro, Saúde e Vila Guilherme, entre outros. --Fernando Nakagawa 19:50, 30 Dezembro 2007 (EDT)

Proponho que se adoptem as divisões da Wikipédia. São apenas 9, é muito mais simple que essa quantidade enorme de artigos com quase nenhumas informações. --Tiagox2 12h18min de 31 de Agosto de 2010 (EDT)

Gosto muito dessa idéia, e já tem mapa lá para a gente usar. A única coisa de que não gosto tanto é a necessidade de usar números (Leste 1 e Leste 2)-- talvez a gente pode combinar outra forma de chamar eles, mas... É mil vezes melhor do que temos até agora.Texugo 22h14min de 31 de Agosto de 2010 (EDT)
Talvez possamos meter Este-norte e Este-Sul? Ou, se continuarmos com os pontos cardeais, és-nordeste e és-sudeste. --Tiagox2 05h56min de 1 de Setembro de 2010 (EDT)
Já que ninguém diz nada, acho que toda a gente concorda. Eu próprio faria as mudanças, mas não conheço a cidade. --Tiagox2 16h21min de 2 de Setembro de 2010 (EDT)
As divisões apresentadas pelo site WikiPedia são as oficiais da prefeitura, meramente administrativas, ou seja, é uma lista de subprefeituras, na qual se incluem lugares sem o menor interesse turístico. Por outro lado, ao terem sido estabelecidos agrupamentos de bairros e mesmo levando em conta todas as críticas acima, que são completamente válidas, acho que a divisão atual continua sendo a melhor opção de apresentação dos bairros da cidade, já que acabam levando em conta características comuns, como proximidade (guardadas as devidas proporções ao tamanho da cidade!), afinidade, interesse etc, e como são tradicionalmente conhecidos. Além disso, como levantado acima, não faz o menor sentido para os paulistanos coisas do tipo "leste-1", "leste-2" ou és-qualquer-coisa. Se um turista perguntar algo assim para um local, com certeza não será entendido. Talvez fosse interessante agrupar os bairros dentro de cinco regiões (centro, norte, sul, leste e oeste) apenas. O que falta, de fato, é completar os artigos existentes. sylx 10h26min de 23 de Dezembro de 2010 (EST)
    • São Paulo tem que ter menos artigos de distrito, já que metade deles não tem informação suficiente para serem mantidos. Eu acho que devemos implementar as divisões da wikipédia, embora talvez devessemos unir algumas (como leste 1 e leste 2). Além disso, todos os bairros da cidade devem ser representados, independentemente do seu interesse turístico. O wikitravel tem vários artigos de cidades sem o minímo interesse turístico. --tiagox2 14h15min de 23 de Dezembro de 2010 (EST)
Como te falei, a divisão da WP só serve para a administração. A maioria das subprefeituras não serve para turista nenhum. O que precisa ser feito é melhorar os artigos.sylx 16h26min de 23 de Dezembro de 2010 (EST)
Aliás, verificando os artigos, constatei que há apenas UM ÚNICO que está vazio. OS demais estão de médios a bons. Faltam umas imagens, sim. sylx 16h33min de 23 de Dezembro de 2010 (EST)

Informações sem casa[editar]

Essas informações devem ser inseridas no artigo do bairro, quando for criado.

  • Feira da Kantuta - Rua Pedro Vicente, altura do nº 600. Essa feira no bairro chamado Pari reúne a comunidade de bolivianos em SP, vendendo produtos típicos e pratos com receitas tradicionais da Bolívia. Destaque para as salteñas, deliciosas empanadas de carne ou frango, adocicadas e picantes.
Texugo, acho que essa forma de "limpar" os artigos nos leva a um empobrecimento do conteúdo do Wikitravel. Se um artigo tem zero de informação em uma seção, colocar algo que não seja um destaque (do seu ponto de vista, diga-se) é melhor do que não ter nada. Acho que se você não conhece o destino suficientemente para recolocar o lugar indicado em um artigo de bairro, é melhor que o deixe no artigo principal até que alguém que conheça bem a cidade o faça (se é que isso é possível, considerando essa divisão maluca de bairros de SP que foi inventada). Enfim, a filosofia do Wikitravel é "antes pouco do que nada" e queremos seguí-la por aqui também. Para todos os efeitos, quando se trata de informação útil, o artigo principal é uma "casa" melhor do que a página de discussão. -- Ricardo (Rmx) 08:14, 7 Setembro 2006 (EDT)
Humm... OK. Eu ia conceder e reinserir aquele negócio mas, agora considerando o que escrevi no artigo principal, acho que ficaria meio esquisito. Acho que eventualmente esta secção deve ter mais informações gerais, sobre quais bairros tem mais restaurantes, de que tipo são, quais redes se tem lá, e informações básicas descrevendo pratos típicos-- informações relatadas à metrópole inteira. (Eu escreveria mais lá agora, mas me falta o vocabulário culinário o suficiente para redigir eloqüentemente.) Num artigo ideal e completo desse modelo de metrópole, cheio de informações, acho que eu não colocaria nenhum restaurante específico assim na página principal ao menos que tenha algo tipo circunstância histórica ou fama nacional/mundial. Pois depois de uma certa altura, colocar restaurante aqui é elevar-lo sobre todos os outros enterrados nos articulos de distrito. Parece que fico impaciente pra que os artigos crescer até aquele ponto, rs. Mas por enquanto você tem razão pelo fato que por enquanto não há lugar melhor pra colocar um restaurante assim, e obviamente não tem outros agora sobre quais ele apareceria elevado. Se você quiser ainda reinserir aquele restaurante lá, vai em frente, eu deixo tudo isto nas suas mãos. Texugo 05:33, 8 Setembro 2006 (EDT)

Relevante pro viajante??[editar]

Qual viajante compra produtos para farmácias ou máquinas para confecções? É realmente útil para o viajante normal listar aqui todas as conferências industriais e feiras de comércio? Também acho muito raro mesmo o viajante que compra cachorro durante uma viagem. Tirei as informações seguintes:

  • da secção Compre:
Você pode adiquirir os melhores filhotes do Kennel Bless.
Um canil especializado nas raças Shih-Tzu, Yorkshire, Maltês, Lhasa-Apso, Lulu da Pomerânia, 
Pug e Buldogue-Inglês. Para detalhes sobre o Canil: http://www.kennelbless.com.br
Telefones: +55(11)8350-9644

da secção Atividades e Eventos":

===Principais Feiras===

====Janeiro====
*Couromoda (Calçados, Artigos Esportivos e Artigos de Couro)

====Fevereiro====
*Fenatec (Tecelagem)
*Feimaco (Máquinas para Confecções)

====Março====
*Farmaexpo (Produtos para Farmácias e Drogaria)
*Feicon (Indústria da Construção)
*Telexpo (Telecomunicações e Tecnologia)

====Abril====
*Brasilplast (Indústria do Plástico)
*Hair Brasil (Beleza, Cabelos e Estética)

====Maio====
*Exposeg (International Security Fair)
*Fispal Tecnologia (Processos industriais)

====Junho====
*ABF Franchising Expo (Franquias)
*Fenit (Indústria Têxtil)
*Salão do Turismo – Roteiros do Brasil
*Fispal (Produtos para Alimentação)
*Lacime (Turismo de Incentivo e Eventos)

====Julho====
*Automec (Autopeças e Equipamentos)
*Francal (Calçados e Acessórios de Moda)

====Agosto====
*Fenavem (Vendas e exportações de móveis)
*IT Brasil (Informática e Telecomunicações)

====Setembro====
*Cosmoprof Cosmética (Beleza)
*Equipotel (Equipamentos para Hotéis, Restaurantes etc)

====Outubro====
*Brasiltec (Inovação Tecnológica)
*Pet South America (Produtos para Animais Domésticos)
*Fenatran (Transportes) - apenas anos ímpares

====Novembro====
*Feisucro (Setor Alcooleiro)(Indústria do Plástico)

Texugo 06:31, 10 Setembro 2006 (EDT)



Concordo, mas já que citamos que São Paulo é principalmente um destino de turismo de negócios, não é interessante colocarmos as Principais feiras que ocorrem aqui, (já que está lista está bem longe de conter todas) ? Afinal, um viajante que vem a negócios, ´não deixa de ser turista e não deixa de querer conhecer a cidade.
Acho que uma solução seria colocar alguns desses eventos secundários nas páginas dos distritos/bairros, que tal? Eu não vejo um problema em colocar as feiras de negócios, a princípio. Só acho que geralmente quem está em um ramo de negócios geralmente sabe dessas feiras com ou sem Wikitravel. A nossa função então seria indicar a essas pessoas onde ficar, o que comer e o que fazer fora do evento. Os eventos do artigo principal deveriam ser só os mais conhecidos e mais voltados para o público geral - Bienal, Salão do Automóvel, São Silvestre - para ajudar as pessoas a escolherem em que época ir. Ah, e manter um número entre 7 e 9 em cada página seria perfeito, para a informação ficar mais concisa mas eficiente. Ricardo (Rmx) 07:12, 11 Novembro 2006 (EST)

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas