Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Cusco

Da Wikitravel
(Redireccionado de Cuzco)
Ir para: navegação, pesquisa
Muralhas das ruínas de Sacsayhuamán
Plaza de Armas em Cuzco

Cusco (também grafada Cuzco; Qusqu no idioma quíchua) [1] é uma cidade histórica do Peru e o principal ponto de partida para explorar as ruínas incas de Machu Picchu.

Chegar[editar]

Chegando em Cusco e ao hotel, tome um chá de coca e descanse por uma hora, para evitar o "mal das alturas" (soroche). Um remédio chamado Sorojche Pills ajuda a aclimatar o corpo à altitude.

De avião[editar]

A porta de entrada de vôos é no Aeropuerto Internacional Velasco Astete, tel. (51-84) 22 2611, localizado na Cordilheira Oriental. A principal companhia é a Lan Peru, mas também a AeroCóndor (tel. 25-2774), Aero Continente (tel. 23-5666) e AeroRegional operam na cidade.

De trem[editar]

A PeruRail tem três trens para Aguas Calientes/Machu Picchu, o Backpacker, mais barato, o Vistadome, um trem automotriz mais caro, e o Hiram Bingham, luxuoso e caríssimo (US$547,00). Há também saídas diárias para Puno, à beira do Lago Titicaca, a partir de uma outra estação. Tabela de preços no site da companhia.

Compre as passagens para Aguas Calientes/Machu Picchu diretamente na estação, bem cedo, umas 2h antes da partida do trem (que geralmente sai às 6h). As agências adoram dizer que passagens não existem, mas que eles "vão ver se conseguem" uma para você, e, claro, cobram bem mais por isso. Também é possível comprar antecipadamente pelo site da empresa que opera, retirando os tickets em Cusco, antes do embarque.

De ônibus[editar]

  • A partir de Puerto Maldonado, subindo a Cordilheira dos Andes, até mais de 3.000 m de altitude, por 532 km de estrada, com apenas os últimos 50 km asfaltados. Aproximadamente 25 horas de viagem, por meros S/.70 (US$ 22). Puerto Maldonado fica a 230 km de Iñapari, junto à cidade brasileira de Assis Brasil (no Acre). Várias empresas oferecem o serviço de transporte.

De carro[editar]

  • A partir de Porto Velho por meio da Estrada do Pacífico ou Rodovia Interoceânica. Esta estrada, no trecho brasileiro, começa em Porto Velho/Rondônia (BR-364)e continua no Acre (BR-317)até a cidade de Assis-Brasil na tríplice fronteira Brasil - Peru - Bolívia. No lado peruano, a estrada continua pela cidade fronteiriça de Iñapari e segue subindo a Cordilheira dos Andes até Cusco. Atualmente, todo o trecho até Cusco é asfaltado.

Circule[editar]

Há muitos táxis na cidade, geralmente uns carrinhos chamados Mini. Como não há taxímetro, os preços devem ser combinados previamente. Pergunte para o pessoal do hotel o preço normalmente cobrado para um determinado lugar. Se os taxistas quiserem cobrar mais, não entre no carro e diga que vai pegar outro, que eles logo aceitam a corrida pelo preço justo.

Algumas das rotas das combis estão disponíveis no OpenStreetMap. Clique em aqui para uma visão geral.

Veja[editar]

Detalhes da entrada do Museu Hilario Mendivil
  • A histórica Plaza de Armas marca o centro da cidade.
  • Muralhas pré-incaicas, com uns 2000 anos.
  • Puma inca, formado pelas pedras de uma muralha.
  • Qorikancha, uma catedral construída sobre um templo inca.
  • Museo Inka, Av. Huayruropata 1223
  • Museu Taller Hilario Mendivil, Plazoleta San Blas 634, tel. (51-84) 22-6506


Fora da cidade:

  • O sítio arqueológico de Sacsayhuamán, nos arredores da cidade e facilmente acessado por táxi ou mesmo lotação (por 1 sol, a partir do Mercado). É preciso comprar ingresso para entrar no sítio, que não aceita pagamento com cartão de crédito.
  • Ollantaytambo, sítio arqueológico fora da cidade, no Vale Sagrado. Chega-se de ônibus ou no trem para Machu Picchu.
  • Ruínas de Q'enqo e Muyuorqo, próximas à Sacsayhuamán.

É bom comprar um passe que dá direito a todos os museus e ruínas da cidade.

Faça[editar]

  • Trilha Inca, são três dias de caminhada, que exige algum preparo físico; pacotes à venda na cidade ou na internet. A entrada é restrita a 500 pessoas por dia (incluindo trabalhadores, guias e turistas) e a reserva precisa ser feitas com alguns meses de antecedência.

Compre[editar]

  • Tecidos
  • Jóias em prata
  • Artesanato em geral
  • Temperos típicos, como o ají, no Mercado Central

Coma[editar]

Há dezenas de opções para comer. Comida típica peruana (um perigo para quem tem estômago fraco devido aos condimentos fortíssimos), italiana, francesa, etc. Mas existem McDonald's (na Plaza de Armas), lanches (em carrinho ou lanchonetes) e até churrasco (numa versão local), mas a dupla frango e batata frita é a mais consumida. Existem casas especializadas nesta dupla: pollo y papa (frango e batata) que funciona assim: você pode pedir 1/8, 1/4 ou 1/2 frango (pollo) com as batatas fritas (papa), servidos com batatas-fritas e algum molho, tudo no mesmo prato. Os molhos normalmente são mostarda ou ainda de alguma erva. Não existe pimenta vermelha, somente pimenta do reino que inclusive, abusam dela. Sal você tem que por, pois a maioria dos pratos vem sem ou com muito pouco.

Lombo saltado, um prato típico

Uma boa pedida é uma truta (trucha) com algum molho (salsa). Custa S/. 15,00 e você come até cansar. Outra coisa interessante; normalmente vem uma sopa antes do prato principal (chamado de Segundo).

Uma dica: perto da Plaza de Armas (centro da cidade) existem alguns restaurantes pequenos onde se paga S/. 8,00 por uma refeição: entrada (um pastelzinho ou similar), sopa, prato do dia (frango, peixe, etc) e um copo de suco. Isso rebate bem a fome e custa barato.

Um dos restaurantes na Praça das Armas em Cusco é o “La Tasca” que serve um típico prato peruano chamado "Lomo Saltado", entre outros. Outros pratos tipicos sao: Cuy a la Plancha e Alpaca a la Plancha.

As refeições nos restaurantes turísticos, como os da Plaza de Armas, podem ser padronizadas demais; geralmente, as sopas servidas de entrada são aquelas de pacotinho, com seu gosto característico. Uma outra opção boa e muito barata são os restaurantes vegetarianos, com comidas bastante saborosas. Há vários na Calle Santa Catalina Ancha, e na Calle San Andrés.

Beber e sair[editar]

Chá de coca: para suportar a altitude

Os beberrões que se preparem. Uma cerveja no Peru custa em torno de 3 dólares (9 Soles). A cerveja Cusqueña é uma das melhores, senão a melhor. Ela vem em botella (garrafa) de vários tamanhos, desde 300ml até 1L. Também são servidos em bares e boates jarras de 1 litro ou 1 litro e meio ao preço módico de 15 Soles.

Não se esqueça de que a cidade fica a 3500 m de altitude e a bebida pode ter um efeito mais forte que o normal, assim como a ressaca.

Para os turistas, a bebida mais comum nos hotéis é o chá de coca. É servido gratuitamente, em alguns casos, para amenizar o soroche (mal de altitude). Evite toma-lo à noite, pois inibe o sono.

Dentre os refrigerantes, destaca-se a Inca Cola, sabor tuti-fruti, cuja marca fora comprada pela Coca-Cola há muitos anos.

Uma boa dica é experimentar a "tradicionalíssima" Chincha Morada, que é uma bebida feita com Maiz (uma espécie de milho roxo), canela e limão. Sabor extremamente agradável e encontrada facilmente em todos restaurantes Peruanos.

Dormir[editar]

Econômico[editar]

  • Hotel Emperor Plaza, Santa Catalina Ancha 377, tel. (51-84) 26-1733. Central, confortável.
  • Pirwa Posada del Corregidor[2], Plaza de Armas, 159, tel. (51-84) 23-2632. Central, confortável.

Médio[editar]

  • Libertador Hotel, com dois restaurantes, amplo espaço e equipe atenciosa. [3]

Esbanje[editar]

  • Hotel Monasterio, montado numa antiga edificação religiosa, esse luxuoso hotel oferece suítes com oxigênio equivalente ao encontrado ao nível do mar.

Partir[editar]

Comboio ao longo do Urubamba

Um dos melhores passeios pelas redondezas é ir a Águas Calientes de comboio (trem). O percurso é feito ao longo do Rio Urubamba (Valle Sagrado), entre montanhas, por um período de 4h. Chegando lá, é possível subir à montanha, de autocarro (ônibus), para uma visita ao Santuário de Machu Picchu e tirar a célebre foto das ruínas com a montanha Waina Picchu de fundo.

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites