Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Cataratas do Iguaçu

Da Wikitravel
Paraná : Cataratas do Iguaçu
Ir para: navegação, pesquisa
as Cataratas do Iguaçu

As Cataratas do Iguaçu (espanhol: Cataratas del Iguazú, Tupi: Y ûasú "água grande") ficam localizadas na fronteira com Brasil e Argentina a poucos quilômetros do Paraguai, as Cataratas do Iguaçu é sem dúvida uma das vistas mais deslumbrantes que se pode fazer.

Entenda[editar]

As Cataratas do Iguaçu (ou Cataratas del Iguazu, em espanhol) são formações no rio Iguaçu de diversas quedas de água, as quais proporcionam um espetáculo inesquecível devido à sua grandeza.

História[editar]

As cataratas fazem parte do Parque Nacional do Iguaçu, criado em 1939, no estado do Paraná, e também do Parque Nacional Iguazu, criado em 1934 e localizado na província de Missões, na Argentina. Ambos são considerados Patrimônio da Humanidade. A maioria das quedas fica do lado argentino inclusive a que tem maior volume de água, a garganta do diabo ; porém é do lado brasileiro que se tem melhor visão delas.

A palavra Iguaçu significa "água grande", na etimologia tupi-guarani. As Cataratas são formadas pelas quedas do rio Iguaçu. Dezoito quilômetros antes de juntar-se ao rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível do terreno e se precipita em quedas de 65 m de altura em média, numa largura de 2780 m. Sua formação geológica data de aproximadamente 150 milhões de anos.

O rio Iguaçu mede 1200 m de largura acima das cataratas. Abaixo, estreita-se num canal de até 80m. A largura total das Cataratas no território brasileiro é de aproximadamente 800m e no lado argentino de 1900m. Dependendo da vazão do rio, o número de saltos varia de 150 a 300 e a altura das quedas varia de 40 a 82 metros resultando numa largura de 2.700 metros, com formato semicircular. A vazão de água média do rio em torno de 1.500 m3 por segundo, variando de 500 m3/s nas ocasiões de seca e de 6.500 m3/s nas cheias.

As quedas isoladas podem chegar a quase 300, dependendo do volume de água do rio, reduzindo para menos de 20 em tempo de cheia. Os grandes saltos são 19, três deles do lado brasileiro (Floriano, Deodoro e Benjamin Constant) e os demais no lado argentino. A disposição dos saltos -a maior parte deles no lado argentino e voltados para o Brasil - proporciona a melhor vista para quem observa o cenário a partir do Brasil.

Lenda das Cataratas do Iguaçu[editar]

O rio Iguaçu corria tranqüilo sem quedas nem cataratas. Os índios Guarani, habitantes do lugar, adoravam o deus Tupã e seu filho M'Boi, o deus serpente que vivia nas águas. A ele eram oferecidas em sacrifício as mais belas virgens da aldeia.

No dia em que a jovem Naipi seria sacrificada, Tarobá, um guerreiro apaixonado, raptou-a e tentou fugir descendo o rio numa canoa. Enfurecido, M'Boi penetrou nas entranhas da terra, contraiu seus músculos e, abrindo uma imensa cratera, revoltou as águas formando uma enorme catarata. Naipi foi transformada numa rocha, condenada a ser fustigada pelas águas da Garganta do Diabo. Tarobá converteu-se numa palmeira e desde então contempla sua amada por toda a eternidade.

Paisagem[editar]

Por toda parte o estrondo das águas é sentido. A região está coberta por florestas.

Flora e fauna[editar]

Clima[editar]

Subtropical, com verão quente e úmido.

Chegar[editar]

O acesso às Cataratas geralmente é feito através de uma das três cidades da chamada tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.

A cidade do lado brasileiro é Foz do Iguaçu - grande e razoavelmente seguro para os padrões brasileiros. A cidade do lado argentino é chamado de Puerto Iguazu e é pequena e bonito. Embora as quedas são entre Brasil e Argentina só, Ciudad del Este, a cidade no lado paraguaio, basta atravessar a ponte do Brasil para Foz do Iguaçu. É um agitado centro (mas interessante) por contrabando e produtos eletrônicos baratos, e alguns dizem que não é seguro lá.

De avião[editar]

Tanto o lado brasileiro e as cidades argentinas têm os aeroportos mais próximos.

Brasil[editar]

Argentina[editar]

De ônibus[editar]

De carro[editar]

A pé[editar]

Taxas e Permissões[editar]

Passagem de fronteira entre esses países é bastante relaxado - As autoridades assumem a maioria das pessoas que está em um dia de viagem através da fronteira. Titulares de passaporte dos EUA precisam de visto (EUA $ 130) para visitar o lado brasileiro das cataratas que não é emitido na fronteira. Titulares de passaporte da União Europeia, normalmente, não precisam de visto para entrar no Brasil para o turismo. Melhor verificar antes de sair como o lado brasileiro das cataratas é "uma obrigação".

Tenha em atenção que pode haver linhas de ambos os lados da fronteira, dependendo da altura do dia e feriados.

Verifique também sobre as exigências de vacinação. Residentes australianos, por exemplo, exigem vicina contra a febre amarela se voltar para a Austrália dentro de 6 dias após uma visita ao Brasil. O Brasil também requer imunização de febre amarela, antes de entrar verifique o seu passaporte para mostra que você já visitou alguns países sul-americanos específicos (Guiana, por exemplo).

O valor da entrada e estacionamento variam, o melhor é buscar esta informação sempre atualizada na página do atrativo.

Por favor, não alimente os quatis. Por mais que eles tentem avançar na sua comida. A nossa alimentação não é ideal para eles, que são animais selvagens.

Circule[editar]

Dentro do Parque Nacional do Iguaçu existem várias opções de passeios, além da trilha panorêmica que está inclusa no ingresso de entrada no Parque.

O ideal é usar roupas leves e de preferência tênis, protetor solar e repelente.

Veja[editar]

Faça[editar]

  • Passeios de barco até bem perto das quedas
  • Uma visita ao Parque das Aves e tenha um contato direto com os pássaros

É possível fazer rapel, rafting, arvorismo, safari, passeio de barco no Rio Iguaçu, caminhadas em meio a floresta, a pé, de bicicleta ou em jipe elétrico.

Compre[editar]

Nas lojas de souvenirs que ficam dentro do Parque.

Coma[editar]

Tem cafeteria logo na entrada, no centro de visitantes. Durante o trajeto da trilha panorâmica existem lanchonetes de apoio, você vai precisar, ao menos para tomar uma água durante a caminhada.

Ao final do passeio, você encontrará a lanchonete com opções de fast food, café e também o Restaurante Porto Canoas (12-16h), que fica sobre o Rio Iguaçu, uma das mais belas vistas.

Beba[editar]

Nas lanchonetes de apoio durante a trilha, ou ao final do passeio, na lanchonete ou Restaurante Porto Canoas.

Durma[editar]

Hospedagem[editar]

Econômico[editar]

  • Best Western Tarobá Hotel e Eventos - Rua Tarobá, 1048, +55 (45) 2102-7770, [2]. Localização privilegiada no centro da cidade. Conta atualmente com 178 apartamentos confortáveis e modernos,equipados com cama Box, frigobar, TV a cabo, ar condicionado, secador de cabelo, cofre digital e fechaduras eletrônicas. Para maior conforto dos hóspedes todos os apartamentos e ambientes do hotel são áreas para não fumantes. Possui também sala de jogos e academia, piscina aberta na cobertura. A diária inclui um delicioso buffet de café da manhã, com itens variados. O hotel oferece ainda a seus hóspedes capela, loja de souvenires e caixa eletrônico 24 horas, WI-FI gratuita, salão de eventos para até 350 pessoas em auditório, agência de turismo e estacionamento com vagas limitadas. Hotel para negócios e lazer.
  • Albergue da Juventude Paudimar - Próximo das cataratas brasileiras.
  • Klein Hostel - Próximo da rodoviária.
  • Hotel Harbor Colonial, a 900m do Parque Nacional e do Aeroporto. [3], Reservas: colonial@hotelcolonialspa.com.br

Superior[editar]

Esbanje[editar]

  • Hotel Panorama & Acquamania Resort, Avenida das Cataratas (a 7 km do Parque, 5 km do Parque das Aves e 3,5 km do Aeroporto), (), [4]. aberto de Outubro a Março. Dispõe de serviço transfer-in cortesia. Anexo ao Parque Aquático Acquamania  editar
  • Hotel Das Cataratas, (dentro do Parque), (45) 2102-7000, [5]. Hotel 5 estrelas, luxuoso e tradicional, quartos chiques, restaurante gourmet, piscina outdoor e quadra de tênis. Observatório no terraço. 203 quartos. Inesquecível. Dica: Acorde cedo (6-9h) e ande até a cachu. Nenhum turista terá chegado ainda, ela será toda sua.  editar

Camping[editar]

No campo[editar]

Segurança[editar]

Partir[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites