Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Cairo/Cairo Islâmico

Da Wikitravel
Norte da África : Egipto : Baixo Egipto : Cairo : Cairo Islâmico
Ir para: navegação, pesquisa
Mesquita de Mohammed Ali.
O Cairo Islâmico é um distrito do Cairo, Egipto, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco. É o centro do Cairo Histórico, localizado a este da baixa. A Cidadela, o Khan el Khalili (o souq/mercado principal do Cairo) e muitas mesquitas históricas ficam neste bairro.

Entenda[editar]

O Cairo Islâmico é a parte do Cairo com a maior quantidade de monumentos islâmicos no Cairo, incluindo alguns dos seus mais conhecidos. Ao contrário de outras cidades, as pessoas, embora pobres, continuam a viver neste bairro, ao lado de grandes monumentos e atracões turísticas mundiais. Um grande centro de culto e comércio, é provavelmente a segunda área mais visitada do Cairo (a seguir às pirâmides em Giza).

Chegar[editar]

Veja[editar]

Mapa da rua al-Muizz, o passeio principal
  • Mesquita de Al-Azhar, Aberto diariamente, todo o dia, grátis - Fundada em 970, al-Azhar é uma das mesquitas mais antigas da cidade e a mais velha universidade (ainda em operação) no mundo.
  • Midan Hussein e a Mesquita de Sayyidna al-Hussein, não acessável para não-muçulmanos - Um dos sítios islâmicos mais sagrados do país e do Médio Oriente, tem um santuário com a cabeça de Ibn al-Hussein, neto do profeta Maomé. O actual edifício data de 1870 e substitui uma mesquita muito mais antiga, do século XII. O Midan (praça), antes da mesquita é um dos mais convenientes pontos de acessoa ao Khan el-Khalili.
    Bayt Al Suhaymi.
  • Bayt al Suhaymi, Haret el-Darb el Asfar, 19: a norte do Khan el-Khalili - Uma casa dum mercador otomano (séculos XVI/XVII). Pouco visitada e um lugar pacífico.
  • Parque de Al-Azhar - Construído numa lixeira, é hoje um pulmão do Cairo e uma bela área para passear e apreciar as vistas para a cidade. Tem um restaurante num edifício com a forma dum castelo e vários bons cafés. O teatro tem um espectáculo musical quase todas as noites.
  • Mesquita do Sultão Hassan - Terminada em 1363, esta mesquita fica abaixo da cidadela e a seguir à mais recente Mesquita de Rifaii. É uma das maiores mesquitas do país e do mundo árabe, e foi usada como escola islãmica várias vezes, e também contém um mausoléu.
  • Mesquita de Rifaii - Construída em 1911, esta mesquita tem os túmulos de um grande número de famílias aristocratas egípcias e também o do último Shah do Irão.
  • Mesquita de Ibn Tulun. Lembrando a mesquita de Samarra, no Irão, ocupa um sítio de seis acres, grande o suficiente para acomodar todos os homens da cidade para as rezas de Sexta-Feira. O interior está aberto, e o minarete é o mais antigo do Egipto.  editar
  • Museu de Gayer Anderson - A mansão do egiptólogo inglês Gayer Anderson tem uma grande quantidade de fascinantes artefactos que mostram a vida tradicional da elite egípcia.

Cidadela[editar]

A Cidadela foi construída por Saladino, o califa muçulmano que venceu os Cruzados, entre 1176 e 1183. Era o centro do governo egípcio até o Quediva Ismail o moveu para o Novo Palácio de Abdeen em 1860. A Cidadela é famosa pelas suas fantásticas vistas sobre o Cairo (consegue v~er-se até as Pirâmides de Giza, e aqui ficam três mesquitas e três museus que não passam indiferentes: o Museu Militar Nacional, o Museu Nacional da Polícia, e o Museu do Palácio de Al-Gawhara.

  • Mesquita de Mohammed Ali. Foi construída dentro da cidadela pelo famoso regente egípcio Mohammed Ali entre 1830 e 1848, e aqui está o seu túmulo.  editar
  • Museu Nacional da Polícia, Cidadela, +2 (02) 2512-2549. Aberto todos os dias, das 9:00h ás 16:30h.  editar

Faça[editar]

  • Colinas de Muqattam - A Igreja de São Simeão O Curtidor fica na base das colinas, e foi visitada várias vezes pelo Papa Shenuda III. Na parede de um precepício está a representação das orações de São Simeão O Curtidor e do Papa Abraão. Das colinas tem-se vistas espectaculares para o Cairo.
  • Caminhadas - Aparte da arquitectura islâmica e das compras, caminhar é provavelmente a actividade mais popular nesta parte da cidade. Pode começar na Mesquita de al-Azhar e visitar Bayt al-Suhaymi antes de seguir para Bab al-Zuwayla. Daqui vá para baixo, até Darb al-Ahmar e pare na Mesquita Azul, antes da cidadela. Deixe a cidadela para outro dia e vá para as mesquitas de Rifaii e do Sultão Hassan. Vá então para a Mesquita de Ibn Tulun, e depois para Sayyidna Zeinab.

Compre[editar]

  • Khan el-Khalili - O souq (mercado) gigante do Cairo. É o mais visitado mercado de turistas no Egipto. Quase todos os tipos de souvenires podem ser encontrados neste mercado, embora a qualidade dos artigos não seja muita. Entre outras coisas, neste mercado podem ser encontradas roupas islâmicas, esculturas, mobília e jóias de ouro e prata.
  • Mercado dos fazedores de tentas (سوق الخيمة) - Se quiser comprar uma tenda beduína, este é o lugar para isso.

Coma[editar]

  • Al-Gahsh (الجحش). Este restaurante serve o melhor foul do Cairo. A sua localização - oposto a um das Mesquitas mais frequentadas do Cairo, Seidna Zeinab, e proximo a Ibn Tulun - faz dele uma parte necessária da visita a esta parte da cidade.
  • Casa de Panquecas Egípcis, Khan al-Khalili. Serve panquecas doces egípcias (fateer) e pizzas ao estilo ocidental por cerca de 20-35 EP.
  • Restaurante Naguib Mahfouz. Oferece comida decente, num espaço com ar condicionaso.

Beber e sair[editar]

O Cairo Islâmico não é dos melhores locais para beber alcoól, em vez disso tome chá e um pouco de shisha.

  • Fishawy, na rua atrás de Midan Hussein, Khan el-Khalili. Por muitos anos este foi o lugar preferido do Nobel Naguib Mafhouz para se reunir com os amigos. É um bom local para parar e tomar chá e shisha.
  • Restaurante do Hotel Husein, Hotel Hussein. Fique longe da comida neste restaurante, mas tome um chá enquanto se admiram as belas vistas sobre Midan Hussein à noite é uma boa maneira de passar o tempo.

Durma[editar]

  • Hotel El Hussein, Praça de Hussein (no bazar de Khan El-Khalili), +202 5918089. Um hotel básico numa área interessante. Peça um quarto com varanda. Preços desde LE 45 por quartos individuais com casas-de-banho partilhadas até LE 75 por duplos numa suite com casa-de-banho.  editar

Mantenha contato[editar]

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!



Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas