Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Cabeceiras de Basto

Da Wikitravel
Europa : Península Ibérica : Portugal : Norte : Minho : Cabeceiras de Basto
Ir para: navegação, pesquisa
Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto.

Cabeceiras de Basto [1] é uma vila portuguesa de cerca de 4 400 habitantes no Minho. Situada num vale rodeado por serras no coração das Terras de Basto, à beira do Rio Tâmega, é conhecida pelo Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, um importante centro de peregrinação na Idade Média.

Entenda[editar]

História[editar]

Pode-se concluir que a vila de Cabeceiras de Basto remonta a antes de Cristo devido à existências de dólmens e de alguns vestígios castrenses nos arredores. Também nos tempos romanos houve uma povoação neste local, facto comprovado pela existência de um templo de vestais nos arredores da vila e pelo achado de objectos de cerâmica, estátuas, etc.

O nome da vila vem provavelmente dos Bastos, povo que, vindo da Andaluzia, passou por esta região e aqui fundou uma cidade chamada Basto, próxima do Mosteiro de Santa Senhorinha, no ano de 711.


noframe

Veja o estado do tempo em Cabeceiras de Basto nos próximos dias: Sapo Tempo.

Cabeceiras sempre foi uma terra de grande prosperidade, como atesta o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, que era o mais rico do Minho, mas só em 1514 é que D. Manuel I cria o concelho. Foi também um importante centro de peregrinação na Idade Média.

Chegar[editar]

De autocarro/ônibus[editar]

A Rede Expressos [2] tem vários autocarros para Cabeceiras, de muitas cidades do país, incluindo Beja (27€, só ida), Bragança (17,90€, só ida), Castelo Branco (20€, só ida), Coimbra (16€, só ida), Covilhã (21€, só ida), Évora (26,50€, só ida), Guarda (18€, só ida), Guimarães (5,90€, só ida), Leiria (17,40€, só ida), Lisboa (18,50€, só ida), Porto (9,50€, só ida), Setúbal (26€, só ida), e Vila Real (14,70€, só ida). Pode ver a lista completa de cidades e comprar bilhetes no site.

De carro[editar]

Nenhuma auto-estrada passa pela vila em si, mas a A7 passa pela vila vizinha de Arco de Baúlhe. Esta auto-estrada vem desde Póvoa de Varzim, passando por Vila Nova de Famalicão, Guimarães e Fafe antes de chegar à vila. Desde Arco de Baúlhe, prossegue para Vila Pouca de Aguiar e para o nó com a A24. Por sua vez, esta passa por Viseu, Peso da Régua, Vila Real, entre outras cidades e vai até Espanha.

Circule[editar]

A pé[editar]

A vila é (muito) pequena, e facilmente a atravessa de uma ponta à outra em 15 minutos. Pode ser, no entanto, uma experiência um pouco cansativa, porque algumas das estradas são bastante íngremes. Se quiser visitar alguma das vilas ou aldeias vizinhas, no entanto, vai precisar de um carro.

De carro[editar]

Se não pretender sair da vila, não é necessário ter um carro; pode simplesmente andar a pé. Se quiser sair, então precisará de um carro; traga o seu ou alugue no Porto, porque não existem sítios onde possa alugar carros na vila. Algumas das estradas à volta da vila são perigosas, já que não tem rails e passam por encostas íngremes. Conduzir na vila é perfeitamente seguro.

Veja[editar]

Na vila[editar]

Interior da Igreja do Mosteiro.
  • Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, Praça da República (No centro da vila; é difícil não reparar nele), [3]. Um extraordinário mosteiro, outrora dos mais ricos do Minho, situado no centro da vila. É um mosteiro muito antigo, datando não se sabe muito bem de quando, mas já existia em princípios do século XII. No entanto, no início do século XVII, o mosteiro foi totalmente arrasado e construído de novo. A actual construção é totalmente barroca, com belos altares em talha dourada e dois orgãos, um em cada lado da igreja. É o mais imponente e importante dos monumentos da vila. Para além de visitar a igreja, não se esqueça de entrar pela porta à esquerda e ver o claustro (actualmente a Câmara Municipal), apesar de a igreja ser muito mais impressionante. Grátis.  editar
  • Museu de Cabeceiras de Basto (Núcleo Museológico do Baixo Tâmega), Mosteiro de São Miguel de Refojos de Basto, 253 669 070 (fax: 253 669 077), [4]. Segunda: 09h30-12h30 e 14h00-17h00. Quarta, Sexta-Domingo e Feriados: 14h00-17h00. O Núcleo Museológico do Baixo Tâmega tem uma vasta colecção, com peças de escultura (grandes e pequenas), pintura, mobiliário litúrgico, cerâmica, etc.  editar
  • Basto, Praça da República (em frente do Posto de Turismo). Situada no centro da vila, a estátua do Basto é, juntamente com o Mosteiro, o ex-libris da vila. Representa um guerreiro lusitano e foi encontrada a pouca distância da vila, em Santa Comba. Esta estátua de granito, datada de por volta do século I a.C., já não apresenta o seu aspecto original, sendo bastante modificada (incluindo a adição de botas e de bigodes, etc.). Está relacionada com uma curiosa lenda - Hermígio Romarigues, presumível fundador do mosteiro, ao ver aproximar as tropas de Tarik, que vinham conquistar o Império Visigodo, assegurou: "Até ali, por S. Miguel, até ali, basto eu!". Três vezes arremeteram os mouros contra as defesas do mosteiro; e três vezes Hermígio os repeliu com a sua espada. O Basto seria supostamente (apesar de ser muito anterior a essa época) uma homenagem a Hermígio Romarigues, "O Basto".  editar

Nos arredores[editar]

Busteliberne.
  • Busteliberne. Uma minúscula aldeia perdida nas montanhas, cheia de pitorescas casas de pedra, centradas em volta da (minúscula) igreja. Serrana de origem, as casas mantém o seu aspecto tradicional, bem como os espigueiros e moinhos. Para além do património histórico, chama a atenção pelas extraordinárias paisagens serranas. Um recanto de paz no meio das serras que rodeiam Cabeceiras, onde raramente ouvirá um barulho. Não há nenhum hotel ou restaurante.  editar
  • Museu das Terras de Basto, Estação Ferroviária de Arco de Baúlhe, Arco de Baúlhe (siga as tabuletas desde o centro do Arco de Baúlhe), + 351 253 666 350 (, fax: + 351 253 666351), [5]. Aberto Terças-Sextas: 10h00-12h30 e 14h00-17h30. Ocupando a antiga estação ferroviária de Arco de Baúlhe e edifícios anexos,contém várias carruagens e locomotivas, de várias épocas e países, que pode ver por dentro.  editar
  • Casa da Breia, Estrada Nacional 205, Basto. Um belo edifício barroco do século XVII, com planta em forma de U e telhados com quatro águas. Incluiu uma capela rectangular. No interior da casa existe belas peças de mobiliário do século XIX.  editar

Faça[editar]

  • Festa da Orelheira e do Fumeiro, Pavilhão Gimnodesportivo. Primeira Semana de Fevereiro. Uma feira de produtos regionais, destacando-se principalmente a orelheira e os produtos fumados, como presunto e salpicão, feitos à base de carne de porco bísaro, uma raça autóctone. A festa inclui também jogos tradicionais e espectáculos musicais.  editar
  • Semana da Floresta e do Cabrito, Centro de Educação Ambiental. Meados de Março. Juntando a gastronomia e a consciência ambiental, ocorrem várias caminhadas, filmes e acções de sensibilização. Os restaurantes aderentes divulgam a gastronomia e os produtos locais.  editar
  • Festa das Comunidades e dos Produtos Locais, Mercado Municipal, Praça Arcipreste Francisco Xavier de Almeida Barreto. Meados de Agosto. Neste evento promove-se o convívio entre a população local e a comunidade emigrante. Inclui espectáculos musicais, um concurso de mel, etc.  editar
  • Agro Basto - Feira de Produtos Locais, Mercado Municipal, Praça Arcipreste Francisco Xavier de Almeida Barreto. Final de Setembro. Mostra as principais actividades económicas do concelho, estando inserida nas festividades deste.  editar
  • Corso de Carnaval - Terça feira de Carnaval em Arco de Baúlhe, pelas ruas da vila. Fevereiro/Março. Tradição com mais de 20 anos a cargo de uma Associação local com provas dadas na área social, recreativa e cultural no concelho, a quem devemos a apresentação de lindas peças de teatro à mais de 30 anos.  editar

Compre[editar]

Coma[editar]

Beber e sair[editar]

A vida nocturna em Cabeceiras é escassa e tranquila. Existem alguns bares e discotecas mas o forte é mesmo o convivio durante o dia, visto existirem cafés bastante acolhedores que propiciam momentos agradáveis em familia ou com amigos.

Durma[editar]

Na vila[editar]

  • Residencial A Cafreal, Rua Adelino Amaro da Costa, 253 661 660 (fax: 253 661 660), [6].  editar

Nos arredores[editar]

  • Parque de Campismo/Caravanismo do Clube Valsereno, Riodouro, 253662047 (), [7]. No parque do clube tem ao seu dispor roteiros com percursos pedestres, desportos de ar livre, praias fluviais, circuitos turísticos. Preços baixos.  editar
  • Residencial Caneiro, Caneiro, Arco de Baúlhe, 253663566.  editar
  • Residencial Hoteleira, Carvalhal, Arco de Baúlhe, 253663407.  editar
  • Pensão Cá T'espero, Cavez.  editar

Partir[editar]



Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!

Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites