Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Butão

Da Wikitravel
Ásia : Sul da Ásia : Butão
Ir para: navegação, pesquisa
noframe
Localização
noframe
Bandeira
Bt-flag.png
Informações Básicas
Capital Thimphu
Governo Monarquia
Moeda Ngultrum (BTN); rúpia indiana (INR)
Área 47.000 km2
População 672.425 (censo de 2005)
Idioma Dzongkha (oficial), dialetos tibetanos e nepaleses
Religião Budistas Vajrayanas 85%, hinduístas 15%
Eletricidade 220V/50Hz
Código telefônico +975
Internet TLD .bt
Fuso horário GMT +6


O Butão [1] é um pequeno país dos Himalaias, no Sul da Ásia, entre a China e a Índia.

Além dos cenários naturais estonteantes, a arquitetura leva muitos viajantes ao país. Todas as edificações, sejam grandes monastérios, habitações particulares e até mesmo postos de gasolina, precisam adequar-se ao design tradicional. A nação é também o bastião do Budismo Vajrayana, e os ensinamentos dessa tradição influencia todos os aspectos da vida no reinado.

Regiões[editar]

Mapa do Butão

O Butão está cultural e geograficamente dividido em três regiões, que se subdividem em 20 distritos ou dzongkhag (no singular e plural):

Cidades[editar]

  • Jakar - cidade administrativa ao norte e por onde o Budismo entrou no Butão
  • Mongar - uma das maiores cidades do país
  • Paro - onde se localiza o aeroporto internacional e o famoso Monastério de Taktsang
  • Punakha - a antiga capital do país
  • Phuentsholing - uma cidade na fronteira da Índia e ponto de entrada dos viajantes que vêm de ônibus de Calcutá
  • Samdrup Jongkhar - cidade administrativa no sudeste, junto à fronteira da Índia
  • Trashigang - uma cidade administrativa pitoresca a leste
  • Trongsa - pequena cidade administrativa famosa por seu dzong
  • Wangdue Phodrang - pequena cidade localizada entre Punakha e Trongsa

Outros destinos[editar]

Parques nacionais[editar]

  • Parque Nacional Jigme Dorji
  • Parque Nacional Jigme Singye Wangchuk
  • Parque Nacional Royal Manas
  • Parque Nacional Trumshingla

Santuários da vida selvagem e reservas naturais[editar]

  • Santuário da vida selvagem Bomdeling
  • Santuário da vida selvagem Khaling
  • Santuário da vida selvagem Phibsoo
  • Santuário da vida selvagem Sakteng
  • Reserva Natural Toorsa

Site oficial dos parques nacionais e santurários da vida selvagem no Butão: [2]

Entenda[editar]

Chegar[editar]

Cidadãos de todas as nacionalidades, exceto os indianos, precisam pedir visto no mínimo com 30 dias de antecedência. O custo é de US$ 20 por 14 dias de visita, podendo ser prorrogado uma vez. No entanto, o visto não é dado até que se paguem as reservas de visitação com agências de turismo, que custam em torno de US$ 200 por dia, incluindo estadia, refeição, guia e transporte. As visitas são gerenciadas por empresas particulares, mas a tarifa é estabelecida pelo governo e não é negociável. Elas ficam um pouco mais baratas na baixa estação e para grupos. Uma vez paga a visitação, os vistos são dados nos únicos dois pontos de entrada do país: na imigração no aeroporto de Paro ou na estação de ônibus da cidade de Phuentsholing. Um terceiro ponto, entre Samdrup Jongkhar e Assam, na Índia, só é usado para sair do país. Não é necessário ir a um consulado, que aliás são poucos no mundo:

  • Índia: Royal Bhutanese Embassy - Chandragupta Marg, Chanakyapuri, New Delhi 110 021. Tel: 609217/ 609218, Fax: 6876710
  • Estados Unidos: Consulate General of Bhutan - 2 UN Plaza, 27th Floor, New York NY 10017. Tel: (212) 826-1919, Fax: (212) 826-2998.
  • Canadá: Honorary Consul of Bhutan - 150 Isabella Street, Ottawa, Ontario K1S 1V7. Tel: (613) 232-1222 Fax: (613) 569-4667
  • Hong Kong: Honorary Consul of Bhutan - Unit B, 1/F, Kowloon Centre, 29-43 Ashley Road, Tsim Sha Tsui, Kowloon. Tel: 2376-2112.
  • Tailândia: The Royal Bhutanese Embassy in Bangkok - Jewelry Trade Center Building, Rm. 1907, 19th Floor, 919/1 Silom Road, Bangkok 10500. Tel: 2671722, 630119 - Fax: 6301193.
  • Site oficial das operadoras de turismo no Butão: [3]

De avião[editar]

O único aeroporto internacional do país é em Paro, no sudoeste, e é servido pela empresa butanesa Druk Air, com 4 aeronaves (incluindo dois airbuses), as quais fazem as rotas de Bangkok, Calcutá, Nova Déli, Daca, Gaya, Katmandu e Yangon. A empresa não vende bilhetes sem o número do visto de turismo.

De autocarro/ônibus[editar]

  • De Calcutá, na Índia: O Governo Real Butanês mantém um serviço para Phuentsholing. Esses ônibus partem da Esplanada de Kolkata às 19h de 3ª, 5ª e sábado, e da agência de correio do Butão, em Phuentsholing às 15h de 2ª, 4ª e 6ª, e leva 18h para chegar no destino. Apesar dos ônibus serem confortáveis, a estrada é péssima; então, não espere dormir no trajeto.
  • Há serviços freqüentes entre Siliguri e Phuentsholing.

De comboio/trem[editar]

  • A estação de trem mais próxima fica em Siliguri, na Índia. O Butão não tem acesso por trem.

Circular[editar]

De avião[editar]

De barco[editar]

De carro[editar]

De autocarro/ônibus[editar]

De comboio/trem[editar]

Fale[editar]

Compre[editar]

Coma[editar]

Beba e saia[editar]

Durma[editar]

Aprenda[editar]

Trabalhe[editar]

Segurança[editar]

Saúde[editar]

Respeite[editar]

Mantenha contato[editar]


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites