Contribua para um artigo e ajude o wikitravel a crescer! Aprenda como.

Bélgica

Da Wikitravel
Benelux : Bélgica
Ir para: navegação, pesquisa
noframe
Localização
noframe
Bandeira
Be-flag.png
Informações Básicas
Capital Bruxelas
Governo Monarquia parlamentista
Moeda Euro (EUR)
Área 30.510 km2
População 10.379.067 (est. julho 2006)
Idioma Holandês (neerlandês) 60%, francês 32%, alemão 1% (oficiais); bilíngüe 8% (holandês e francês)
Religião Católicos romanos 75%, protestantes e outros 25%
Eletricidade 220/50Hz
Código telefônico +32
Internet TLD .be
Fuso horário UTC +1


Bélgica [1] é um país da Europa Ocidental.

Índice

Regiões[editar]

A Bélgica consiste de três regiões:

  • Flandres: ao norte, com falantes do holandês
  • Bruxelas: região bilíngüe (holandês e francês), na qual está a capital
  • Valônia: ao sul, é uma região francófona que incorpora uma pequena região à leste, junto à divisa da Alemanha, onde se fala o alemão.

Províncias[editar]

Begium.png

Cidades[editar]

Outros destinos[editar]

Entenda[editar]

A Bélgica é um país densamente povoado, tentando equilibrar as exigências conflitantes de urbanização, transporte, indústria, comércio e agricultura intensiva. Importa grandes quantidades de matérias-primas e exportações de um grande volume de bens manufaturados, principalmente para a União Européia. A Bélgica tornou-se independente da Holanda em 1830. Foi ocupada pela Alemanha durante a Guerra Mundial I e II e tem muitos túmulos de guerra perto de zonas de batalha, em sua maioria são em torno de Ieper. Tem prosperado no último meio século como um moderno e tecnologicamente avançado estado Europeu e membro da NATO e da UE. As tensões entre os flamengos de língua holandesa do norte e os de língua francesa do sul levaram nos últimos anos para emendas constitucionais concessão dessas regiões reconhecimento formal e autonomia. Em Flandres há actualmente um número importante de pessoas querendo se separar da Valónia, não só por motivos de diferença linguística, mas também por causa de incompatibilidade económica. Alguns querem um federalismo muito avançado, outros a independência e ainda outros querem se unir aos Países Baixos (Holanda).


Clima[editar]

Verões temperados, invernos suaves, fresco, chuvoso, úmido e nebuloso. A temperatura média anual é 10° C.

Chegar[editar]

De avião[editar]

Aeroporto de Bruxelas é o principal aeroporto da Bélgica. Não está localizado em Bruxelas, propriamente dita, mas em torno de Flandres. O aeroporto é à base da companhia aérea Brussels Airlines nacional, que foi fundada quando SN Brussels Airlines e seu baixo preço, irmã da empresa Virgin Express fundiram-se em Março de 2007. Há dois outros aeroportos na Bélgica, com vôos regulares. Vôo para aeroportos nos países vizinhos vale à pena considerar, especialmente para Amsterdam Schiphol Airport que tem uma ligação ferroviária direta a Bruxelas.

De trem[editar]

Há trens diretos entre Bruxelas e Amsterdam, Luxemburgo Paris, Lyon, Bordeaux, Paris ( Aeroporto CDG) e muitas outras cidades francesas (TGV Bruxelas-França). Londres (Eurostar), todos os bilhetes a partir de Londres permite viagens gratuitas para frente, na Bélgica, todos os bilhetes para Londres incluem viagens gratuitas a partir de qualquer estação ferroviária belga Brussels South, onde sai o Eurostar. Frankfurt, Köln / Colônia Berlim, Hamburgo (trem noturno) Zurique, na Suíça, através do Luxemburgo.

Circular[editar]

Sendo um país tão pequeno (300 km a distância máxima), você pode chegar a qualquer lugar em poucas horas. O transporte público é rápido e confortável e não muito caro. Entre as cidades maiores, existem ligações de trens, com ônibus cobrindo distâncias menores.

De carro[editar]

A Bélgica tem uma densa rede de auto-estradas que são modernas e gratuitas, mas algumas estradas secundárias na Valónia estão mal conservadas. Os sinais são sempre na língua local, com exceção, em Bruxelas, onde são bilíngües. Como muitas cidades na Bélgica têm nomes completamente diferentes em holandês e francês, isso pode causar confusão. Por exemplo, em francês é Mons Bergen em holandês; Antuérpia é chamada Antwerpen em holandês e em Anvers em francês; Liège em francês é Luik Lüttich em holandês e em alemão, e assim por diante. Isso mesmo se aplica para as cidades fora da Bélgica, percorre uma estrada Flamengo, você pode ver sinais de Rijsel, que é a cidade francesa de Lille ou Aken, que é a cidade alemã de Aachen.

Fale[editar]

A Bélgica é um país heterogêneo dividido em três línguas:

  • Neerlandês, cuja variante local é conhecida como flamengo (Flandres, no norte);
  • Francês (Valónia, no sul);
  • Alemão (numa pequena região no leste do país).

Se alguém se dirige em Francês a um flamengo nas freguesias limítrofes, a maioria responde ostensivamente na sua língua apesar de conhecer o Francês.

Se você não consegue entender o que um belga diz, comece a falar em inglês com ele.

Veja[editar]

Os principais pontos turísticos da Bélgica são os seguintes: • Walibi • Bobbejaanland • Bokrijk • Atomium • Palais du Cinquantenaire • Manneken-pis • Tapete de Flores • Hotel de Villa • Palais Royal (Palácio Real) • O leão de Waterloo • A estátua de Fonske • O Museu das Armas em Liege • As Ardenias (L'Ardenne,De Ardennen en The Ardennes) • Todos os Castelos Belgas • O Palácio da Justiça • O carnaval de Binche

Compre[editar]

  • Chocolate belga
  • Têxteis em Bruges
  • Designer de moda em Antuérpia
  • Jóias em uma das joalherias de Antuérpia
  • Cerveja

Coma[editar]

A cozinha belga é influenciada pelas culinárias dos países vizinhos, como a da França (especialmente da região da Lorena) e a cozinha regional das regiões belgas Flandres e Valônia. Nas regiões costeiras é comum servir pratos com peixe e frutos-do-mar. Um dos pratos tradicionais é Moules Frites (mexilhões servidos com batatas fritas). Os belgas juram serem os seus inventores, servindo-as em abundância como lanches em pratos ou cones de papel cobertos de maionese ou um outro molho qualquer. Outro prato típico é Waterzooi, um guisado com peixe ou galinha. O médico e botânico flamengo Carolus Clusius jogou um papel importante na divulgação da batata na Bélgica; desde sua introdução, a batata faz parte da cozinha rústica típica do país. O chocolate belga é reconhecido pelo alto padrão de qualidade na produção. Outros doces, como Wafel, Spéculoos e Praline, não são menos populares. Depois da refeição principal e antes da sobremesa é comum servir um dos queijos típicos da Bélgica, como por exemplo o Limburger. A cerveja, com marcas como Kriek, Hoegaarden,Leffe,La Binchoise e Chimay reconhecidas mundialmente, valorizam ainda mais a cultura cervejeira do país.

Beba e saia[editar]

A Bélgica tem uma cultura muito rica em museus, prédios históricos e arte. Uma vez por ano tem um concurso de música chamado "Koningin Elisabeth Wedstrijd". Todos os anos um tipo de instrumento clássico é escolhido. Durante o verão, há muitos festivais. Os mais conhecidos são: Werchter, Sfinks, Dour e Pukkelpop. Principalmente os jovens vão para dançar ao som das músicas das bandas famosas nacionais e internacionais, existem festivais para adultos, alternativo, com música do mundo inteiro, e outros. E um diferencial é a cerveja belga, existem mais de 450 tipos de cerveja[carece de fontes?]. As cervejas 'trapist' só existem na Bélgica e são fabricadas por monges, há também cerveja feita de cereja. Todo tipo tem o seu próprio copo.

Mantenha contato[editar]

A Bélgica tem um moderno sistema de telefonia com cobertura de telefonia celular de âmbito nacional, e vários pontos de acesso à Internet em todas as cidades, livre na maioria das bibliotecas. Também em vários postos de gasolina, NMBS / SNCB estações de trem e diners nas estradas não há Wi-Fi disponível.

Este artigo está delineado e precisa de mais conteúdo. Ele já segue um modelo adequado mas não contém informações suficientes. Mergulhe fundo e ajude-o a crescer!


Variantes

Ações

Docentes do destino

Noutras línguas

outros sites